quarta-feira, 2 de outubro de 2019

TRISTES SAPATINHOS







E o rio Danúbio, com a beleza das suas águas azuis homenageia as vítimas desta atrocidade tremenda e faz com que todos reflitam nas barbaridades de que é capaz um ser chamado de humano. Quem olha aqueles SAPATINHOS, de certeza, sai do local angustiado. De tudo o que conheço desta época negra da história, este memorial foi o que mais me chocou .Infelizmente, ainda hoje, milhares de sapatinhos ficam espalhados por todo o lado, chorando os pés que os calçavam.


Sei que muitos de vós já visitaram este memorial, mas eu nunca tinha ouvido falar dele e resolvi partilhar connvosco a emoção que senti ao olhar estes Sapatinhos de Bronze

Emília Pinto

terça-feira, 10 de setembro de 2019

CASA DE PAPELÃO




Casas de lata, casas de papelão e.....são tantas....pra mais de um milhão. Quanta verdade!

Emília Pinto

domingo, 1 de setembro de 2019

CONFIANÇA






O que é bonito neste mundo, e anima,
É ver que na vindima
De cada sonho
Fica a cepa a sonhar outra aventura...
E que a doçura
Que se não prova
Se transfigura
Numa doçura
Muito mais pura
E muito mais nova




Miguel Torga



Não é a primeira vez que o Começar de Novo regressa às suas actividades com poemas de Miguel Torga. Estamos em época de vindimas no Douro, região que ele adorava e, então resolvi homenageá--lo de novo neste recomeço. Gostei muito deste poema e espero que aconteça o mesmo com todos os meus amigos

Emília Pinto

quinta-feira, 1 de agosto de 2019

AGOSTO - FÉRIAS

Imagem da net



Agosto é para nós, portugueses, considerado o mês de férias e, como de costume, aproveito para fazer uma pausa no Começar de Novo. Sei que para os meus amigos brasileiros este mês mão significa muito e que tiveram férias no passado mês de Julho. Não quero dizer que, durante este tempo, estarei ausente, mas, sim, que não haverá publicações. Sempre que possivel visitarei os vossos cantinhos e deixarei umas palavrinhas. A todos umas boas férias, com muita alegria e saúde


Obrigada pelo carinho que recebo sempre de todos vós

Emília Pinto

quarta-feira, 17 de julho de 2019

VOCÊ VALE A PENA







Escolhi este video porque, confesso, estou um pouco desapontada com o papel que a Igreja deve ter na sociedade. Ela só vale a pena se estiver aberta aos outros, àqueles que dela necessitam. São muitos, infelizmente, que têm necessidades e nem sempre são financeiras. Hoje, a Igreja física, o edificio está, na sua grande maioria de portas fechadas por causa dos assaltos, mas...será que está certo? Há muitos que precisam de nela entrar e, sentadas nos seus bancos, se sentem aconchegados e protegidos. Sentem ali que são GENTE... sentem que VALEM A PENA


Emília Pinto,

quarta-feira, 3 de julho de 2019

DIALOGAR




Imagem escolhida a partir da capa do livro ARROZ DE PALMA




" Às vezes queixamo-nos de que as famílias não se falam. Não é que o pai e a mãe, os pais e os filhos, os irmãos não falem entre si. O que se passa é que parece que não há tempo para se sentarem e discutirem, com calma, os temas que interessam a todos.

É necessário, hoje como sempre, aprender a difícil arte do diálogo. A primeira lição é fácil de compreender, mas difícil de praticar: para poder começar um verdadeiro diálogo faz falta abrir um bom espaço no próprio tempo para, simplesmente, ficar a ouvir. Sim: escutar é a primeira condição para poder começar um diálogo, pois permite-nos aceder à intimidade, aos interesses, às dores e cansaços do outro. Ao mesmo tempo, dispor o nosso coração para o acolher. Dialogar não é sempre dar. Muitas vezes, possivelmente a maioria, será receber, aceitar, talvez aguentar, mas tudo com um carinho especial: alguém abre o seu coração, a sua vida, as suas angústias e as suas esperanças. Interessa-me o que diz porque me interessa o que é, o que sonha, o que ama "


In  Família na Aldeia


Umas poucas linhas tiradas do livro ARROZ de PALMA ,,,,

" Acredito no diálogo. Sempre acreditei. Mesmo no mais duro, no mais áspero, ponho a minha fé. Na busca sincera do entendimento ou do convencimento, admiro as falas de cada um, A palavra certa, no momento exato, cheque-mate. Ou o discurso equivocado, mas cheio de verdadeira paixão, O falar pausado ou o desmedir a voz. O adicionar choro, o recorrer ao berro. O calor súbito que surpreende e o recomeçar em tom baixo que desarma. Reconheço até que o " chutar o balde " faz parte do diálogo. Permite às vezes que a conversa vá adiante. Tudo vale quando se pretende chegar ao outro honestamente "

..., escrito por Francisco Azevedo

Emília Pinto

segunda-feira, 17 de junho de 2019

A LEALDADE....



.....DEVE VIR DE DENTRO



Enquanto a fidelidade é, muitas vezes, uma cobrança da sociedade, principalmente no que se refere aos relacionamentos, a lealdade nasce dentro de cada um, pois está relacionada aos valores que se possui. Assim, nem todo indivíduo que é fiel é, necessariamente, leal, pois pode ser que esteja apenas cumprindo com aquilo que considera ser a sua obrigação e não seguindo o que seu eu interior diz.



Já uma pessoa que é leal, é aquela que procura agir com verdade, sendo coerente com o que acredita ser o certo. Por isso, mais do que ter lealdade em relação aos outros, ela é leal consigo mesma em primeiro lugar. Em se tratando de um relacionamento amoroso, por exemplo, o fato de não se envolver em aventuras extraconjugais não se deve a uma obrigação, mas sim ao amor que ela sente pelo seu par, porque é isso que os conecta.



A lealdade também pode ser expressada em relação aos amigos, familiares, colegas de trabalho e a si mesmo. Quando se é leal aos seus valores, sonhos e opiniões, um indivíduo vive de forma mais coerente, demonstrando através de atitudes tudo aquilo que ele carrega dentro de si e cobra daqueles com os quais convive. Assim, consegue levar a vida com honestidade, no sentido mais amplo da palavra





por José Roberto Marques - blog do JRM




Gostei desta mensagem!É necessário viver com mais coerência, falando menos e agindo mais


Emília Pinto





domingo, 2 de junho de 2019

NÃO CALAR



Imagem retirada da net


Há uma regra fundamental quando se vive como nós estamos a viver – em sociedade, porque somos uns animais gregários – que é simplesmente não calar. Não calar! Que isso possa custar em comunidades várias a perda de emprego ou más interpretações já o sabemos, mas também não estamos aqui para agradar a toda a gente. Primeiro, porque é impossível, e segundo, porque se a consciência nos diz que o caminho é este então sigamo-lo e quanto às consequências logo veremos.

José Saramago, in 'Uma Longa Viagem com José Saramago'


Temos medo das consequências. porque algumas poderão ser graves, mas, concordo, devemos seguir a nossa consciência. Que pensam os meus amigos?


Emília Pinto

terça-feira, 14 de maio de 2019

DOIS HORIZONTES,,,

Foto -  net

,,, fecham nossa vida:

Um horizonte, — a saudade
Do que não há de voltar;
Outro horizonte, — a esperança
Dos tempos que hão de chegar;
No presente, — sempre escuro, —
Vive a alma ambiciosa
Na ilusão voluptuosa
Do passado e do futuro.

Os doces brincos da infância
Sob as asas maternais,
O vôo das andorinhas,
A onda viva e os rosais.
O gozo do amor, sonhado
Num olhar profundo e ardente,
Tal é na hora presente
O horizonte do passado.

Ou ambição de grandeza
Que no espírito calou,
Desejo de amor sincero
Que o coração não gozou;
Ou um viver calmo e puro
À alma convalescente,
Tal é na hora presente
O horizonte do futuro.

No breve correr dos dias
Sob o azul do céu, — tais são
Limites no mar da vida:
Saudade ou aspiração;
Ao nosso espírito ardente,
Na avidez do bem sonhado,
Nunca o presente é passado,
Nunca o futuro é presente.

Que cismas, homem? — Perdido
No mar das recordações,
Escuto um eco sentido
Das passadas ilusões.
Que buscas, homem? — Procuro
Através da imensidade,
Ler a doce realidade
Das ilusões do futuro,.

Dois horizontes fecham nossa vida.

Machado de Assis


Muito interessante este poema de Machado de Assis que retrata bem as inquietações do ser humano...sempre a procurar e muitas vezes perdido

Emília Pinto



sábado, 4 de maio de 2019

AMOR FINO





O amor fino não busca causa nem fruto. Se amo, porque me amam, tem o amor causa; se amo, para que me amem, tem fruto: e amor fino não há-de ter porquê nem para quê. Se amo, porque me amam, é obrigação, faço o que devo: se amo, para que me amem, é negociação, busco o que desejo. Pois como há-de amar o amor para ser fino? Amo, quia amo; amo, ut amem: amo, porque amo, e amo para amar. Quem ama porque o amam é agradecido. quem ama, para que o amem, é interesseiro: quem ama, não porque o amam, nem para que o amem, só esse é fino.

Padre António Vieira, in "Sermões"


Queridos amigos, o próximo Domingo é o dia dedicado a todas as mães, em Portugal e,  uma semana depois será a homenagem às mães no Brasil. Grandes Amigas tenho cá e muitas também naquela que considero a minha segunda Pátria. Quero deixar o meu abraço especial, carregadinho de carinho, a todas as amigas, de cá e de lá, desejando que tenham um dia muito especial junto dos vossos filhos e que se sintam sempre muito amadas.
Escolhi este texto por considerar que só uma MÃE é capaz de amar com um  AMOR FINO, aqui tão bem tratado pelo Pre António Vieira

Emília Pinto

quinta-feira, 18 de abril de 2019

A MELHOR PROVA....









Imagem - Pixabay




.... duma real amizade está em evitar os compromissos entre aqueles que se estimam. Ainda que devendo muito aos que muito me louvam, eu não quero ser-lhes obrigada pela gratidão. Mas sim grata porque estou com eles, devido a circunstâncias que a todos nós agradam e são um laço mais entre nós, sem constituírem um dever.
Eu pretendo dizer da amizade o que Diógenes dizia do dinheiro: que ele o reavia dos seus amigos, e não que o pedia.
Pois aquilo que os outros têm pelo sentimento comum não se pede, é património comum. Neste caso, a amizade.




Agustina Bessa-Luís, in 'Dicionário Imperfeito'




A todos os meus AMIGOS, desejo uma Santa Páscoa; que a alegria da Ressurreição continue em todos os dias que a vida vos conceder e que a verdadeira amizade seja sentida, principalmente nos momentos mais difíceis.


Emília Pinto












quinta-feira, 28 de março de 2019

FILTRO SOLAR














"Usem o filtro solar ".

Os benefícios, a longo prazo, do uso do filtro solar
foram cientificamente provados.

Os demais conselhos que dou baseiam-se unicamente
em minha própria experiência de vida.

Eis aqui um conselho:
desfrute do poder e da beleza de sua juventude.

Oh, esqueça!

Você só vai compreender o poder e a beleza de sua juventude
quando já tiverem desaparecido.

Mas acredite em mim:
dentro de vinte anos, você olhará suas fotos
e compreenderá, de um jeito que não pode compreender agora,
quantas oportunidades se abriram e quão fabuloso(a) você realmente era.

Você não é tão gordo quanto você imagina.

Não se preocupe com o futuro;
ou se preocupe, se quiser,
mas saiba que se preocupar
é tão eficaz quanto tentar resolver uma equação de álgebra
simplesmente mascando chiclete.

Os problemas que realmente têm importância em sua vida
são aqueles que nunca passaram por sua cabeça,
como aqueles que tomam conta de você
quando você não tem nada para fazer.

Cante.

Não trate os sentimentos alheios de forma irresponsável,
e não tolere aqueles que ajam de forma irresponsável
com os seus sentimentos.

Relaxe.

Não perca tempo com a inveja.

Algumas vezes você ganha,
algumas vezes você perde.

A corrida é longa e,
no final, você conta apenas consigo mesmo(a).

Lembre-se dos elogios que recebe,
esqueça os insultos
(se conseguir fazer isso, diga-me como).

Guarde suas cartas de amor.

Jogue fora seus velhos extratos bancários.

Alongue-se.

Não se sinta culpado se
não souber muito bem o que quer ser ou fazer da vida.

As pessoas mais interessantes que eu conheço não tinham idéia,
aos 22 anos, do que iam fazer na vida;
outras, não menos interessantes,
mesmo com 40 anos ainda não sabem.

Tome bastante cálcio.

Seja gentil com seus joelhos,
você sentirá falta deles quando não funcionarem mais.

Talvez você se case, talvez não.

Talvez tenha filhos, talvez não.

Talvez se divorcie aos 40,
talvez dance uma valsinha
quando fizer 75 anos de casamento.

O que quer que faça,
não se orgulhe e nem se critique demais.

Todas as suas escolhas têm 50% de chance de dar certo,
assim como as escolhas de todos os demais.

Curta seu corpo e use-o de todas as maneiras que puder.

Não tenha medo dele ou do que as outras pessoas pensam dele.

Seu corpo é o melhor instrumento que você possui.

Dance.
Mesmo que o único lugar que você tenha para fazer isso
seja sua sala de estar.

Leia todas as instruções,
mesmo que não as siga.

Não leia revistas de beleza,
elas apenas farão você se sentir feio(a).

Saiba entender seus pais
Você nunca saberá quando eles deixarão de viver.

Seja amável com seus irmãos.
Eles são o seu melhor vínculo com o passado
e são aqueles que, muito provavelmente, no futuro,
nunca te deixarão na mão.

Entenda que os amigos vem e vão,
mas que há uns poucos, preciosos,
que você deve guardar com carinho.

Trabalhe duro para superar distâncias
e estilos de vida,
pois à medida que você envelhece,
mais precisa das pessoas que conheceu na juventude.

More um tempo em São Paulo,
mas mude-se
antes que a cidade transforme você
em uma pessoa indiferente.

More um tempo no nordeste,
mas mude-se
antes de tornar-se uma pessoa mole demais.

Viaje.


Aceite certas verdades eternas: os preços sempre vão subir,
os políticos são mulherengos, e você também vai envelhecer. E,
quando você envelhecer, vai fantasiar que, quando você era jovem,
os preços eram aceitáveis, os políticos tinham almas nobres
e as crianças respeitavam os mais velhos.

Respeite os mais velhos.

Não espere apoio de ninguém.

Talvez você tenha um investimento seguro,
talvez tenha um cônjuge rico.

Mas você nunca sabe
quando um ou outro pode te deixar na mão.

Não mexa muito com seu cabelo,
ou quando você tiver 40 anos, terá a aparência de 85.

Tenha cuidado com as pessoas que te dão conselhos,
mas seja paciente com elas.

Um conselho é uma forma de nostalgia:
dar conselhos é uma forma de resgatar o passado da lata de lixo,
limpá-lo, esconder as partes feias, reciclá-lo e vendê-lo
por um preço maior do que realmente vale.

Mas acredite em mim quando me refiro ao filtro solar.

Mary Schmich

Precisamos sempre de filtrar tantas informações que recebemos todos os dias, se quisermos ter uma vida mais tranquila

Emilia Pinto


sábado, 16 de março de 2019

INTELIGÊNCIA




"Num dos meus momentos de vagabundagem, um pensamento me apareceu que fez uma ligação metafórica entre lâmpadas e inteligências que nunca me havia passado pela cabeça. Tratei, então, de seguir a trilha. As lâmpadas servem para iluminar. Para isso são dotadas de potências de iluminação diferentes. Há lâmpadas de 60 watts, de 100 watts, de 150 watts etc. Qual é a melhor lâmpada? Parece que as de 150 watts são as melhores porque iluminam mais. Também as inteligências servem para iluminar. Tanto assim que se diz "tive uma ideia luminosa!". E nos gibis, para dizer que um personagem teve uma boa ideia, o desenhista desenha uma lâmpada acesa sobre a sua cabeça. E também as inteligências, à semelhança das lâmpadas, têm potências diferentes. Os psicólogos inventaram testes para atribuir números às inteligências. A esses números deram o nome de QI, coeficiente de inteligência. Segundo as mensurações dos psicólogos, há QIs de 100, de 150, de 200... Ah! Uma pessoa com QI200 deve ser maravilhosa! Porque, como todo mundo sabe, inteligência é coisa muito boa! . Todo pai quer ter filho inteligente. Mas as lâmpadas não são objetos de contemplação. Não se fica olhando para elas. Olhamos para aquilo que elas iluminam. Uma lâmpada de 150 watts pode iluminar o rosto contorcido de um homem numa câmara de torturas. E uma lâmpada de 60 watts pode iluminar uma mãe dando de mamar ao filhinho. As lâmpadas valem pelas cenas que iluminam. As inteligências valem pelas cenas que iluminam. Há inteligências de QI 200 que só iluminam esgotos e cemitérios. E há inteligências modestas, como se fossem nada mais que a chama de uma vela, que iluminam o rosto de crianças e jardins. A inteligência pode estar a serviço da morte ou da vida. A inteligência, pobrezinha, não tem o poder para decidir o que iluminar. Ela é mandada. Só lhe compete obedecer. As ordens vêm de outro lugar. Do coração. Se o coração tem gostos suínos, a inteligência iluminará chiqueiros, porcos e lavagem. Se o coração gosta de crianças e jardins, a inteligência iluminará crianças e jardins. Por isso é mais importante educar o coração que fazer musculação na inteligência. Eu prefiro as inteligências que iluminam a vida, por modestas que sejam. "


 Rubem Alves in O Pensador


" Eu prefiro as inteligências que iluminam a vida, por modestas que sejam "

Nesta frase, creio estar a essência da mensagem

Emília Pinto


sexta-feira, 22 de fevereiro de 2019

CUIDADORES







"Dizem as escrituras sagradas: “Para tudo há o seu tempo. Há tempo para nascer e tempo para morrer”. A morte e a vida não são contrárias. São irmãs.
A “reverência pela vida” exige que sejamos sábios para permitir que a morte chegue quando a vida deseja ir. Cheguei a sugerir uma nova especialidade médica, simétrica à obstetrícia: a “morienterapia”, o cuidado com os que estão morrendo. A missão da morienterapia seria cuidar da vida que se prepara para partir. Cuidar para que ela seja mansa, sem dores e cercada de amigos, longe de UTIs.
Já encontrei a padroeira para essa nova especialidade: a “Pietà” de Michelangelo, com o Cristo morto nos seus braços. Nos braços daquela mãe o morrer deixa de causar medo."

Rubem Alves, in Pensador


Li vários textos de Rubem Alves e escolhi este  para que possamos falar um pouco do tema CUIDADORES INFORMAIS pessoas que têm a seu cargo parentes cuja vida, por um motivo ou outro, deixou de fazer sentido. Felizmente, os nossos governantes começam agora a pensar neste assunto e espero, sinceramente, que o tratem com a dignidade que merece,  Para muitos, tendo em conta a idade, a vida decide que está na hora de ir e é preciso alguém que cuide para que a ida seja " mansa, sem dores e rodeada de amigos, longe de UTIs " E aqui entra o doloroso trabalho dos Cuidadores que nem sempre são os filhos, mas, na maioria da vezes, a eles cabe essa função muito amarga

Emília Pinto

segunda-feira, 11 de fevereiro de 2019

HÁ DEZ ANOS....





.....precisamente no dia 11 de Fevereiro, iniciei o COMEÇAR DE NOVO. Considero que foi uma decisão corajosa e, confesso, nunca imaginei que durasse tantos anos. Aos poucos os amigos foram chegando, acarinhando-o e incentivando-o com a sua presença constante e com palavras de apoio, Como diz a nossa Amiga Taís Luso, não há amizade virtual; os  AMIGOS são sempre reais e o Começar de Novo permitiu-me conhecer GRANDE AMIGOS cuja amizade espero continuar a merecer. Considero que a vida é um constante começar de novo e, enquanto ela o permitir, cá estarei para, com todos vós, a cada dia, fazer um novo começo.
Valeu a pena tê-lo começado...valeu a pena ter-vos conhecido... vai valer a pena, com certeza, continuar com todos vós presentes no meu dia a dia.
Para todos, AMIGOS, vão os meus PARABÉNS e o meu sincero agradecimento pelo tanto que me têm dado nestes 10 anos de COMEÇAR DE NOVO

Deixo -vos a música que emprestou o nome a este meu cantinho e também um grande abraço carregadinho de amizade.  OBRIGADA!

Emília Pinto.

domingo, 27 de janeiro de 2019

O FERRADOR...




 ....de Cavalos


 Em que língua falarei
 ao ferrador de cavalos?
 Por que na minha língua
 de assombro e vogal,
 só falo a mim mesmo
 — ao meu nada e ao meu tudo —
 e nem sequer disponho
 do gesto dos mudos?
Se as palavras morrem
à míngua como os homens
e se o silêncio
fala seu próprio idioma
em que língua direi
ao homem diferente
quando o vejo ferrar
o casco de um cavalo
que ele é meu semelhante?
Empunhando o martelo
ele me conta histórias
de cravos perdidos
e cavalos mancos.
Palavras que se perdem
como ferraduras
no caminho do pasto.

 Lêdo Ivo, in 'A Noite Misteriosa


No post anterior, o osso amigo Pedro Luso falou deste escritor brasileiro que eu desconhecia. Fui pesquisar e gostei muito deste poema. Espero que também vos agrade! Obrigada, Pedro!

Emília Pinto

quinta-feira, 17 de janeiro de 2019

ÁFRICA








Foto - net






Deus! ó Deus! onde estás que não respondes?
Em que mundo, em qu'estrela tu t'escondes
Embuçado nos céus?
Há dois mil anos te mandei meu grito,
Que embalde desde então corre o infinito...
Onde estás, Senhor Deus?...

Qual Prometeu tu me amarraste um dia
Do deserto na rubra penedia
 — Infinito: galé!...
Por abutre — me deste o sol candente
E a terra de Suez — foi a corrente
Que me ligaste ao pé...

O cavalo estafado do Beduíno
Sob a vergasta tomba ressupino
E morre no areal.
Minha garupa sangra, a dor poreja
Quando o chicote do simoun dardeja
O teu braço eternal

 Minhas irmãs são belas, são ditosas...
 Dorme a Ásia nas sombras voluptuosas
 Dos haréns do Sultão.
 Ou no dorso dos brancos elefantes
 Embala-se coberta de brilhantes
 Nas plagas do Hindustão.

 Por tenda tem os cimos do Himalaia...
 Ganges amoroso beija a praia
 Coberta de corais ...
 A brisa de Misora o céu inflama;
 E ela dorme nos templos do Deus Brama,
 — Pagodes colossais...

 A Europa é sempre Europa, a gloriosa!...
 A mulher deslumbrante e caprichosa,
 Rainha e cortesã.
 Artista — corta o mármor de Carrara;
 Poetisa — tange os hinos de Ferrara,
 No glorioso afã!...

 Sempre a láurea lhe cabe no litígio...
 Ora uma c'roa, ora o barrete frígio
 Enflora-lhe a cerviz.
 Universo após ela — doudo amante
 Segue cativo o passo delirante
 Da grande meretriz. ....................................

 Mas eu, Senhor!... Eu triste abandonada
 Em meio das areias esgarrada,
 Perdida marcho em vão!
 Se choro... bebe o pranto a areia ardente;
 talvez... p'ra que meu pranto, ó Deus clemente!
 Não descubras no chão...

 E nem tenho uma sombra de floresta...
 Para cobrir-me nem um templo resta
 No solo abrasador...
 Quando subo às Pirâmides do Egito
 Embalde aos quatro céus chorando grito:
 "Abriga-me, Senhor!..."

 Como o profeta em cinza a fronte envolve,
 Velo a cabeça no areal que volve
 O siroco feroz...
 Quando eu passo no Saara amortalhada...
 Ai! dizem: "Lá vai África embuçada
 No seu branco albornoz... "

 Nem vêem que o deserto é meu sudário,
 Que o silêncio campeia solitário
 Por sobre o peito meu.
 Lá no solo onde o cardo apenas medra
 Boceja a Esfinge colossal de pedra
 Fitando o morno céu.

 De Tebas nas colunas derrocadas
 As cegonhas espiam debruçadas
 O horizonte sem fim ...
 Onde branqueia a caravana errante,
 E o camelo monótono, arquejante
 Que desce de Efraim .......................................

 Não basta inda de dor, ó Deus terrível?!
 É, pois, teu peito eterno, inexaurível
 De vingança e rancor?...
 E que é que fiz, Senhor?Que torvo crime eu cometi jamais que assim me oprime
Teu gládio vingador?! ........................................

 Foi depois do dilúvio... um viadante,
 Negro, sombrio, pálido, arquejante,
 Descia do Arará...
 E eu disse ao peregrino fulminado:
 "Cam! ... serás meu esposo bem-amado...
 — Serei tua Eloá. . . "

 Desde este dia o vento da desgraça
 Por meus cabelos ululando passa
 O anátema cruel.
 As tribos erram do areal nas vagas,
 E o nômade faminto corta as plagas
 No rápido corcel.

 Vi a ciência desertar do Egito...
 Vi meu povo seguir — Judeu maldito
 — Trilho de perdição.
 Depois vi minha prole desgraçada
 Pelas garras d'Europa — arrebatada
 — Amestrado falcão! ...

 Cristo! embalde morreste sobre um monte
 Teu sangue não lavou de minha fronte
 A mancha original.
 Ainda hoje são, por fado adverso,
 Meus filhos — alimária do universo
, Eu — pasto universal...

 Hoje em meu sangue a América se nutre
 Condor que transformara-se em abutre
,Ave da escravidão,
 Ela juntou-se às mais... irmã traidora
 Qual de José os vis irmãos outrora
 Venderam seu irmão.

 Basta, Senhor! De teu potente braço
 Role através dos astros e do espaço
 Perdão p'ra os crimes meus!
 Há dois mil anos eu soluço um grito...
 escuta o brado meu lá no infinito,
 Meu Deus! Senhor, meu Deus!!...

 São Paulo, 11 de junho de 1868 -   Vozes D'África de CASTRO ALVES

Infelizmente. o " brado " continua a não ser escutado

Emília Pinto

quinta-feira, 3 de janeiro de 2019

RECOMEÇAR





Mesmo que o HOJE te dê um não, lembre-se que há um AMANHÃ melhor, a certeza de que os nossos caminhos devemos traçar ao lado de quem nos ama; com amor, paz, confiança e felicidade, é a base para se recomeçar. Um recomeço, pra pensar no que fazer agora, acreditando em si mesmo, na busca do que será prioridade daqui pra frente; PLANOS? Pra que os fizemos, já que o amanhã é mistério? A qualquer momento pode ser tempo, de revisar os conceitos e ações, e concluir, que tudo aquilo que você viveu marcou, porém não foi suficiente pra que continuasse. As lembranças passadas ficam, tudo que vivemos era pra ser vivido , o destino é como um livro do qual nós somos os autores, ele não vêm pronto, antes de nascermos ele está em branco, ao nascermos introduzimos as primeiras passagens, um começo, com o tempo através das escolhas vamos escrevendo-o página por página, rabiscadas, rasgadas ou marcadas, onde encontramos obstáculos onde indicarão a melhor hora pra recomeçar, nos últimos dias de vida concluiremos, e no final deixamos nossas historias marcadas no coração daqueles, que sempre farão parte de nossa historia, onde quer que estejam.

 Recomeçar é dar uma nova chance a si mesmo, é renovar as esperanças na vida e o mais importante, acreditar em você de novo.


 Carlos Drummond de Andrade

Começou um novo ano e com ele vem sempre a esperança de um novo caminho, de uma mudança de atitudes, de uma sociedade mais humana, mas, não nos esqueçamos que a cada instante do nosso dia há um novo começo e, portanto há sempre a oportunidade de mudar o rumo se tivermos coragem e forças para isso. Nem sempre as temos e nem sempre nos é permitido mudar!  TENTEMOS, pelo menos!
Agradeço a todos os amigos a companhia que me têm feito e espero que este ano continue a dar-nos a saúde necessária para continuarmos juntos

Beijinhos
Emília Pinto