quinta-feira, 2 de janeiro de 2020

A MISSÃO DE....



.... CONTINUAR A VIDA

Ninguém se pode possuir inteiramente, porque se ignora, porque somos um mistério. Para nós mesmos. Podemos sim, ser mais conscientes de uma determinada missão que temos no mundo. Todos nós somos uma missão. Somos a missão de continuar a vida, aperfeiçoando-a, festejando-a e não destruindo-a como se está a fazer hoje. Eu não tenho certezas, mas tenho convicções e uma das minhas convicções mais firmes é que nascemos para a liberdade. E, no entanto, veja o paradoxo: essa liberdade, esse caminho para a liberdade está a ser cada vez mais obscurecido por aquilo que observamos no nosso mundo de hoje. Nós chegamos a esta coisa terrível, o chamado equilíbrio nuclear, que é o jogo de escondidas de duas disponibilidades criminosas para suprimir a humanidade. A humanidade está hoje pronta (parece que está sempre pronta!) para pôr luto por si própria. Isto não é uma forma humana de viver. Esta tragédia tem que ser a sua «húbris», que é, digamos, a arrogância que desencadeia a catástrofe punitiva. E o que me perturba muito, o que me assusta, é que países que subscrevem, que proclamam os direitos humanos, possam entrar num jogo fatal destes, um jogo que se destina a suprimir o homem.

Natália Correia, in 'Entrevista (1983)'


A nossa missão sempre foi e continuará a ser a de continuar a vida, dando-lhe o melhor de nós. A ela o que peço é saúde para assim poder cumprir essa missão.

Um beijo e  SAÚDE para todos

Emília Pinto









41 comentários:

  1. Lindo e reflexivo texto trazido! E concordo que precisamos todos de SAÚDE pra nós e todos da família. Com ela, seguimos e recomeçamos ! bjs, chica

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A saúde é o melhor que o novo ano nos pode trazer, Chica! Não podemos ser muito exigentes com a vida, pedindo-lhe uma saúde perfeita, mas que nos dê alguma para podermos cumprir a missão de que fala este texto. Ê isso que te desejo, querida Amiga e muito obrigada pelo carinho que me tens dado já há tantos anos. Boas férias e um montão de beijinhos
      Emilia

      Eliminar
  2. Um texto poderoso.... Continuar a vida é ter esperança e " trabalhar" para que o Mundo mude.
    Feliz Ano 2020.
    Beijos e abraços
    Marta

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E dificil mudarmos o mundo, Marta, mas sempre podemos mudar algo à nossa volta, não é verdade? Façamos, então, a nossa parte! Um beijinho e muito obrigada pelo carinho
      Emilia

      Eliminar
  3. Tão atual que podia ter sido escrito hoje. Infelizmente para a humanidade.
    Abraço e votos de feliz ano 2020

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ê verdade, Elvira e isso só prova que este ano vai ser igualzinho aos outros, com guerras, com violência, e, imagine-se...com muita gente com fome. Portanto, Amiga, a única coisa que pode mudar é a nossa vida se tivermos coragem para isso ou se pudermos, porque nem tudo está ao nosso alcance. Espero que para ti, Amiga, ele tenha começado bem, com boas noticias para o problema dos teus olhos. Elvira, muito obrigada pela visita e até breve aí, no teu cantinho. Um beijinho e muita SAÚDE, sempre!
      Emilia

      Eliminar
  4. "E o que me perturba muito, o que me assusta, é que países que subscrevem, que proclamam os direitos humanos, possam entrar num jogo fatal destes, um jogo que se destina a suprimir o homem"... Um texto actualíssimo na prosa fantástica e lúcida da Natália Correia. Fazem falta vozes como a dela que dizia tudo o que nós sentimos. Gostei imenso de a encontrar aqui.
    Que o seu ano de 2020 seja um ano com saúde, alegria e amor, minha querida Amiga Emília.
    Um beijo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois é, Amiga, mais uma guerra está a começar , provocada por um desses paises sempre preocupado com os direitos humanos, mas que está sempre a intervir na vida dos outros, Enfim, no que diz respeito ao mundo, este 2020 vai ser igualzinho aos outros, pois o homem não desiste da sua luta pelo poder. Façamos os possíveis para que, pelo menos em nós alguma coisa mude. Obrigada, Graça e saúde para ti e para os teus agora e sempre. Um beijinho
      Emilia

      Eliminar
  5. Um magnífico texto da Natália Correia e que eu não conhecia.
    Obrigado pela partilha.
    Querida amiga Emília, um bom fim de semana e um Feliz ano de 2020.
    Beijo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Que bom, Jaime! Fico sempre muito contente quando agrado aos meus amigos.Como já escrevi no teu " rio sem margens", a única coisa que peço para este ano é saúde, não perfeita, mas a bastante para continuar a vida com vontade de a viver. Um beijinho, amigo e saúde para ti e para os teus.
      Emilia

      Eliminar

  6. Querida Emília

    Excelente tema de reflexão. Era assim em 1983 e poderemos dizer que continua a mesma inconsciência dos senhores do mundo, agora com outros actores. A realidade não é promissora em termos de respeito
    pelos direitos humanos. Parece que não avançámos no tempo, aliás, recuámos se atentarmos nas barbaridades que se cometem por esse mundo fora.

    Tens razão, cada um de nós tem a missão que de continuar a vida, acarinhando-a,protegendo-a, promovendo-a. E se cumprirmos a nossa parte tenhamos a esperança de que tudo se multiplicará em bonança.

    O importante é a SAÚDE. Que este Ano de 2020 seja pródigo connosco
    em graças e bênçãos. É o que te desejo a ti e à tua Família. Miminhos à pequenina Beatriz.

    Tudo de bom, minha amiga.

    Beijinhos

    Olinda

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. " Era assim em 1983 " e assim vai continuar. Não tenhamos esperanças em relação ao mundo e aos poderosos que o governam, pois uma nova guerra está a começar e isso é o pior que pode acontecer a um país;os direitos humanos não são preocupação de muitas nações e, mesmo naquelas em que há algum respeito por eles, havendo gente sem tecto e crianças passando fome, já não podem dizer que os respeitam. Só podemos ter alguma esperança em relação a nós que, se quisermos, podemos fazer a diferença na vida de alguém, ajudando no que nos for possivel; temos obrigação de mudar a nossa mentalidade, continuando a vida, aperfeiçoando-a e dando-lhe o nosso melhor. Só assim, teremos um ano verdadeitamente novo. Querida Olinda, agradeço o carinho que tens tido para comigo e para ti e para os teus desejo SAÚDE agora e sempre. Um abraço e a minha sincera amizade
      Emilia

      Eliminar
  7. Emília querida, por mais que a gente fale no mundo, em dar continuação à vida etc e tal, no fundo não aceitamos a finitude, ou só eu que não acho sentido se, de uma hora para outra, somos acometidos de algo sério e deixamos os nossos queridos, deixamos os nossos sonhos, deixamos tudo em tão pouco tempo! Quando criança e adolescente nem se pensa nisso, mas quando atingimos a maturidade, creio que todos pensam sem dizer que pensam. Um certo medo em falar, creio eu. Eu resolvi enfrentar, falando, pensando com absoluta naturalidade, hoje isso em mim já está bem melhor. Tenho ainda bom tempo para viver, mas não mais do que já vivi. A vida é assim? Então tá, assim será, mas não vejo seu real sentido. Uma espécie de tartaruga vive mais de 200 anos. Entendes, querida amiga, o que quero dizer?

    Um texto muito bom que marca bem a nossa estada por aqui, além de tudo, a autora nos dá o foco de o próprio homem suprimir sua espécie.
    Beijinho, querida amiga, aí já é madrugada. Um ótimo 2020, com muita saúde.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sabes, Taís, eu só comecei a ter verdadeira consciência do pouco tempo que tenho por cá, quando vi os efeitos da idade no meu pai e agora na minha mãe. Costumo dizer que, na melhor das hipóteses, andamos aqui por uns 80 anos e, muitas vezes terminamos o prazo em grande sofrimento. A velhice já é tão triste que a vida deveria chamar a sua companheira inseparável e pedir-lhe que nos carregasse suavemente; afinal, não pedimos para vir a este mundo e por isso não devemos sofrer para o deixar. Custa meter isto na cabeça, mas é como dizes.." a vida ê assim? Tá, assim será !" Não há nada a fazer e o remédio ê aceitar. Amiga querida, tentemos fazer de cada dia um momento especial e, já que não tem solução este mundo em que vivemos, façamos nós o que pudermos para mudar alguma coisa na nossa vida e na vida de quem está à nossa volta; assim, pode ser que tenhamos um ano verdadeiramente novo SAÚDE para ti e para os teus, hoje e enquanto por cá andarem. Um beijinho
      Emilia

      Eliminar
  8. Olá , estou acompanhando este site e estou adorando seus artigos são muito bons mesmo parabéns.
    Noticias das Loterias

    ResponderEliminar
  9. Vozes como a dela fazem sempre falta... cada vez mais...

    Bom Ano

    ResponderEliminar
  10. Verdade, Sam! Parece que o texto foi escrito hoje, de tão atual que é . Muito obrigada pela visita e desejo que a SAÚDE não te falte para, assim, poderes levar a cabo a missão de que fala Natália Correia. Um beijinho
    Emilia

    ResponderEliminar
  11. Minha querida Emília
    Ninguém diria que este excelente texto de Natália Correia foi escrito hoje, de tal forma está de acordo com o que se passa hoje em dia.
    As maiores potências mundiais parecem ignorar que viemos a este mundo com a finalidade e a missão de darmos continuidade à vida, como o fizeram os nossos antepassados.
    A verdade é que hoje vivemos sobre um barril de pólvora que ode explodir a qualquer momento, só porque há uns senhores, que se consideram donos do mundo, que querem medir forças e provar que cada um é mais forte do que o outro... E nós, simples mortais, temos que estar sujeitos aos humores desses assassinos loucos.
    Mantenhamos a esperança de que estes dias tão perturbadores passem sem prejuízos maiores, e que o mundo possa retomar alguma da paz que tão desejada.

    Feliz Terça-feira e uma boa semana.
    Beijinhos
    MARIAZITA / A CASA DA MARIQUINHAS

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É verdade, Mariazita e ê por isso que eu não acredito que alguma vez tenhamos paz no mundo; a sede pelo poder é muito grande e sempre foi; as guerras continuarão e não importa, absolutamente nada o ano; mudam só os números, infelizmente. Não sei no que vai dar esta estupidez do sr Trump, mas espero que essa pólvora não se espalhe e chegue até nós. Querida Amiga, o mundo sempre foi assim e nós, humildes mortais, não temos capacidade para alterar este tipo de coisas. Mas há um facto que sempre me intrigou, aqueles presidentes que mais se preocupam com a paz ou são assassinados ou então não são reeleitos" este Trump é muito capaz de voltar a ganhar; penso que o povo gosta muito de desgraça e isso, creio, é mau sinal. Obrigada, Mariazita, pelo belo comentário e, já que a vida não nos dá a paz que tanto pedimos, que nos dê saúde para podermos cumprir a missão de que fala Natália Correia. Um abraço e a minha sincera amizade. Boa noite
      Emilia

      Eliminar
  12. Voltamos com gratidão por todos vós, desejando um óptimo 2020. Para poder chegar a todos, hoje, numa breve visita. Bem hajam por não nos terem abandonado.

    Hoje : A fé de voltar...

    Bjos
    Votos de uma óptima Terça - Feira.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada, Larissa, pela visita e pela companhia que me fizeste no ano que terminou. Muita saúde ê o que te desejo, a ti e aos teus. Beijinhos
      Emilia

      Eliminar
  13. Oi Emília!Essa missão apenas termina quando partimos para outro plano de existência . Minha querida, com o mundo tão tumultuado como o de hoje, está cada vez mais difícil e precisamos ter muita fé que dias melhores virão. Amar uns aos outros de maneira igual, já é um belo inicio! Grande beijo. Obrigado pelo imenso carinho ! Tenha um feliz 2020. Feliz noite.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. " Amar uns aos outros de maneira igual já é um bom inicio ", dizes tu e muito bem ; mudar o mundo é impossível dada a nossa pequenez, mas olhar à nossa volta, amando, ajudando, sem qualquer tipo de preconceito, está ao nosso alcance e, se o fizermos, teremos um verdadeiro ano novo, pois sentir-nos-emos bem com a nossa consciência. Façamos, então, a nossa parte, Beto! Obrigada, querido Amigo! Até breve lá na esquina do costume; vem devagar...a reta é boa, mas, logo de seguida tem uma curva bastante perigosa!!! Beijinhos
      Emilia

      Eliminar
  14. Este texto da Natália Correia está completamente actual. O mundo está cada vez mais perigoso e governado por loucos. As pessoas só se vêem a elas mesmas. Às vezes bastava um abraço para fazer alguém feliz. Como li uma vez escrito num muro: se todos déssemos as mãos não havia ninguém para pegar em armas…
    Um beijo, minha Amiga Emília.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não adianta, Graça, a história já nos provou que o homem não vive sem guerras, só que, agora, elas são muito mais perigosas. Há interesses e uma sede de poder tremenda, fazendo com que as grandes potências se metam na vida de outros paises e o resultado é este que estamos a ver. Amiga Graça, muito obrigada pelo carinho da visita. Esperos que estejam todos de saúde e deixo-te muitos beijinhos
      Emilia

      Eliminar
  15. Parabéns, querida amiga Emília, por compartilhar esta entrevista com Natália Correia, que não conhecia. O texto é brilhante, com verdade irrefutáveis. Muito bom!
    Meus votos, Emília, de um 2020 com esperança reforçada, com saúde e felicidade, tanto parati como para os teus familiares.
    Feliz Ano Novo, Emília!
    Um beijo.
    Pedro

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito obrigada, Pedro. A saúde ê a única coisa que devemos pedir à vida, porque, sem ela, não há nada que possamos fazer. Fiquei muito contente que tenhas gostado do texto que contém, como bem dizes, " verdades irrefutáveis " um beijinho, Amigo!
      Emilia

      Eliminar
  16. E o novo ano... começou... com o mesmo desejo de guerra... que tem acompanhado a humanidade, ao longo da sua sempre conflituosa história... Um texto, que prima pela actualidade...
    Belíssima partilha, Emília! Um beijinho grande! Votos de um muito feliz 2020, para si e todos os seus!
    Ana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E assim vai continuar a ser, Ana! A única paz que podemos desejar é no nosso lar e também podemos contribuir para que ela esteja entre os que nos rodeiam; isso, sim, é nossa obrigação! Contra os poderosos, por mais que queiramos, nada podemos fazer, infelizmente. Obrigada, amiga e espedo que estejam todos de sauds, especialments a tua mãe. Um beijinho e até breve, aí no teu cantinho.
      Emilia

      Eliminar
  17. lucidez de cristal...
    a Humanidade precisa cada vez mais de palavras assim lúcida
    e que sejam consequentes nos seus actos...

    gostei muito, amiga Emília
    grato pela presença amiga e pelas amáveis referências
    no blog http://xailedeseda.blogspot.com/, da nossa amiga Olinda

    beijo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada, Manuel. É sempre muito gratificante ver-te por cá. Não tens nada a agradecer-me; mereces bem a homenagem que te foi feita e para o começar de novo é uma honra receber um escritor tão bom. Espero continuar a merecer a tua visita neste novo ano que há pouco começou. Um beijinho e até breve.
      Emilia

      Eliminar
  18. Infelizmente é tão verdade o que ela disse na entrevista.

    Isabel Sá  
    Brilhos da Moda

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada, Isabel! Fico muito contente por te ver aqui e também por teres gostado do tema. Infelizmente, parece ter sido escrito hoje. Um beijinho e boa noite
      Emilia

      Eliminar
  19. Olá, querida Mila!

    Estás excelente de mente. Podes ficar descansada e escusas sequer de ir ao médico por este motivo, pke tens mto boa memória. O post está em rascunho por destoar da temática, que costumo abordar no blogue, apenas isso. Recebi comentários de toda a espécie e houve até gente que preferiu nada dizer. Entendo e aceito.

    O texto de Natália Correia está atualíssimo. Cada vez mais, o homem, sim com "h" pequeno, procura a sua destruição, embora pense que não. Os homens só pensam em guerras, atentados, provocar a ruína de outros, em pedofilia, enfim, o homem encarna o mal, salvo raríssimas exceções.

    A mulher tem uma postura completamente diferente e embora digam k nós falamos mto, algumas falarão, nada fazemos contra os povos, contra o mundo. Somos mães, mulheres, esposas, sogras etc. e qtos nomes de mulheres tu vês nas notícias, dizendo que matou, que cometeu violência doméstica, que, que, que. Quase nenhuns. Não somos poços de virtude, mas somos equilibradas de cérebro, em geral. Somos um pouco "disse k disse", trocamos segredos, que, por vezes, passam a duas ou a três, mas daí não vem mal ao mundo.

    Beijinhos e BOM ANO NOVO!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada, querida Céu. Imaginei que pudesse ter sido esse o motivo do desaparecimento dos comentários. Quanto ao que dizes sobre as mulheres, é um facfo; talvez seja por terem muitas coisas a resolver na sua cabeça e por terem filhos a seu cargo. Claro, os homens também e, hoje em dia, há muitos a terem de cuidar das crianças, mas, como se costuma dizer : " mãe é mãe "
      Deixo-te um beijinho carregadinho de amizade e que os tsus dias sejam " satisfatórios " ( donde será que conheço este termo ???)
      Emilia

      Eliminar
  20. Olá, querida Emília!
    "Somos a missão de continuar a vida, aperfeiçoando-a, festejando-a e não destruindo-a como se está a fazer hoje."
    Parabéns pela escolha destas palavras actualíssimas de Natália Correia, corajosa poeta e cronista que eu admiro!
    SAÚDE amiga, muita saúde para ti e para a tua família!
    Beijos e abracinhos apertadinhos.

    ResponderEliminar
  21. Teresa querida, muito obrigada pela presença que " muito admiro " e aprecio. Não conhecia nada de Natália ( que vergonha...) mas, a procura de um tema levou-me até ela e ainda bem. Já que gostas tanto dela, prometo, voltará aqui ao Começar de novo. Um abraço daqueles nossos e um montão de beijinhos
    Emilia

    ResponderEliminar