quarta-feira, 10 de abril de 2013

O EXERCICIO DA PACIÊNCIA



O Exercício da Paciência

Esta é a historia de um menino que tinha um mau caráter. Seu pai lhe deu um saco de pregos e lhe disse que cada vez que perder a paciência, ele deveria pregar um prego atrás da porta.

No primeiro dia, o menino pregou 37 pregos atrás da porta. As semanas que seguiram, a medida que ele aprendia a controlar seu gênio, pregava cada vez menos pregos atrás da porta. Com o tempo descobriu que era mais fácil controlar seu gênio que pregar pregos atrás da porta.

Chegou o dia em que pode controlar seu caráter durante todo o dia.

Depois de informar a seu pai, este lhe sugeriu que retirasse um prego a cada dia que conseguisse controlar seu caráter. Os dias se passaram e o jovem pode finalmente anunciar a seu pai que não havia mais pregos atrás da porta.

Seu pai o pegou pela mão, o levou até a porta e lhe disse:

- Meu filho, vejo que tens trabalhado duro, mas veja todos estes buracos na porta. Nunca mais será a mesma.

Cada vez que tu perdes a paciência, deixa cicatrizes exatamente como as que vê aqui. Tu podes insultar alguém e retirar o insulto, mas dependendo da maneira como fala poderá ser devastador e a cicatriz ficará para sempre. Uma ofensa verbal pode ser tão daninha como uma ofensa física.

Os amigos são jóias preciosas. Nos fazem rir e nos animam a seguir adiante. Nos escutam com atenção e sempre estão prontos a abrir seu coração.

Adaptado do livro-"O que podemos aprender com os gansos selvagens" de Alexandre Rangel
 
 
Tirado de Pequenas Estórias
 
Ps.Gostei, cabe em todos nós, é dificil o controle, vão se espetando pregos, que quando conseguem sair deixam cicatrizes que dificilmente desaparecem, acontece....
Até breve
Herminia
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

43 comentários:

  1. Minhas amigas, tenho na família vários exemplos de pessoas pacientes. Admiro-as profundamente e tento,
    com o passar dos anos corrigir a minha maneira de ser e tornar-me paciente, mais paciente...
    Gostei mt do post.
    Beijo.
    isa.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Gostei batante desta história toca-me de perto, gostaria de ser mais paciente,por vezes seria bom, outras vezes é mesmo necessária.Obrigado pela visita.
      Até beve
      Herminia

      Eliminar
  2. Bem verdadeira, bonita e útil esta história.

    Obrigada!

    bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Estamos de acordo.Ajuda a refletir, e sentir quanto necessaria é a paciêñcia
      briado e até breve
      Hermnia

      Eliminar
  3. Este comentário foi removido por um gestor do blogue.

    ResponderEliminar
  4. Olá amiga. Que texto lindo! É verdade. Quando agredimos, deixamos marcas na outra pessoa. Beijos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Todos nós concerteza passámos por isso , mas quantas vezes uma agressão ,sem vontade de agredir,mas ,nunca irreparável
      Até breve e obrigada
      Herminia

      Eliminar
  5. Quanto à agressão verbal, é muito dificil, qualquer relação volte a ser o que era, por mais que se peçam desculpas, quantas dessas agressões saem debaixo de um estado de fraquesa emocional ,que vão ser traduzidas como pesados insultos, mas como se costuma dizer"palavra fora da boca ,pedra fora da mão", assim , não há ajuste possivel.
    Obrigado pela visita e
    Até breve
    Herminia

    ResponderEliminar
  6. Penso que uns mais outros menos todos tem um pouco de impaciência mas a sabedoria está em a controlar para não ficarem cicatrizes que ficam para a vida.Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Amiga a impaciência ou é controlada, ou contagia,e causa muito mau estar, muitos estragos, dificeis de reparar.
      Obrigado e até breve
      Herminia

      Eliminar
  7. Parece que todos precisamos de repetir este exercício.
    Muitas vezes o nosso mau feitio leva-nos a cometer/dizer disparates
    De cada vez que isso acontece dão-se mais umas marteladas nos pregos até ficarmos sem raiva nem ideias desarrumadas

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois amigo ,acredito que há momentos em que todos somos parecidos...quando dá para o torto, entorta mesmo, sem medir as consequências,depois..lá vem, uma carga de trabalhos.
      Obrtigado e até breve
      Herminia

      Eliminar
  8. Como diz a nossa amiga, Isa, louvo as pessoas que sabem ter paciência e tenho duas bem chegadinhas a mim. Não é o meu caso, embora, com o passar dos anos e a experiência da vida esteja a ser cada vez mais paciente e mais tolerante com as atitudes insensatas de muitas pessoas com quem convivo. Aprendi que nem sempre vale a pena perder a paciência com isso e cá vou indo fazendo a cada dia
    " O exercício da paciência ". Um beijinho, Hermínia e boa noite.
    Emília

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sinceramente gostaria de ser mais paciente, mas nesta idade parece ,que não vou lá chegar, dizem que quem "torto nasce..tarde ou nunca se endireita", eu vou tentando... mas também
      "velho" tem de ser mesmo paciente..obrigatóriamente
      Emilia sempre tudo de bom e até breve
      Herminia

      Eliminar
  9. Um texto para ler e reler!

    O pior é a mágoa que a falta de paciência pode causar, pois é uma dor que "DÓI ETERNAMENTE"

    Sei que nos tempos que atravessamos ter paciência é uma arte,mas é precisamente nos momentos difíceis que não a devemos perder.

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Interiorizar bem o texto e as suas palavras....
      Quantas vezes a temos de ter, mesmo não
      querendo,mas é um grande dom "A PACIÊNCA", ter calma suficiente para levar a vida ,ou ao nosso toque ou a toque de outros,a vida terá realmente outro sabor.
      Obrigado e até breve
      Herminia

      Eliminar
  10. A PACIÊNCIA É UMA VIRTUDE DIFÍCIL DE SER ALCANÇADA MAS QUE DEVE SER SEMPRE PROCURADA!
    CELLE

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado pelo seu comentário, o texto ajuda a perceber qúanto é preciso ser paciente...
      Até breve
      Herminia

      Eliminar
  11. Perder a paciência e dar cabo da paciência à porta?...
    Espetar pregos?...
    Estas metáforas trazem uma moralidade pouco convidativa. Porque decerto preferiria perder a paciência que dar cabo da porta, porque respeito muito seres animados e inanimados.
    E só comigo mesma consigo perder a paciência, afinal.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Amiga ,deve ter muito bom feitio...e ainda bem,quantos não gostariam de perder a pacência só consigo mesmo!
      Chamo a isso uma grande virtude, talvez, grande controle.
      Obrigado pela visita e até breve
      Herminia

      Eliminar
  12. Encantada
    somo mais algumas lições pra minha vida pessoal.
    Grata
    e seguindo aqui.
    Bjins

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ainda bem que gostou, procuramos trazer a este blog, ligeirezas ,que nos façam meditar e levantar por vezes o nosso Ego, assim ficamos contentes ,quando conseguimos transmitir a nossa identificação.
      Obrigado e até breve
      Herminia

      Eliminar
  13. Hermínia, esta história vem de encontro, creio, que para muitos de nós!
    A perda de paciência é triste e dolorosa justamente quando a perdemos com quem não merece...
    Quem tem consciência e preza pelas amizades boas, logo cairá na real de que não é com gritos, berros, e iras que as coisas se resolverão.
    Talvez mais atrapalhem e prejudiquem...
    Lembrei-me de outra história, de alguém que foi difamado e caluniado injustamente...
    A pessoa que o tinha difamado perante o público, se arrependeu e foi até ele para lhe pedir perdão.
    Ele perdoou, mas lhe disse: "O que você fez contra mim foi a mesma coisa de despejar todas as penas de um travesseiro ao vento... Agora faz um favor, vai pelos vales e montanhas, e recolhe todas essas penas..."
    Um abraço amiga, por esta tão preciosa ilustração.
    Beijos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Gostei do seu comentário .
      Sei que a maioria infelizmente não consegue perdoar, fica sempre" a pedra no sapato", é pena sabe, há amisades,que custam a perder, mesmo o tempo passando parece ficar mais dolororo,mas, quando há uma explicação clara,correta e sincera, se não resultar o perdão puro, é porque realmente nunca houve amizade, então daí parte-se para o esquecimento.
      Assim, parece que passa por todos nós esta má esperiência.
      Obrigadoe até breve
      Herminia

      Eliminar
  14. Conhecia o texto que alguém me enviou por email, mas não fazia ideia que era de um livro. A minha avó sempre dizia que uma palavra dita sem pensar, era como uma pedra arremessada. Nunca se sabia o estrago que poderia fazer.
    Um abraço e bom fim de semana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Estamos certas. É preciso ter cuidado metricamente no que se diz, mas quando não há maldade, as palavras saem, e mais tarde o arrependimento, assim acontece.
      Obrigado pelo seu comentário e volte
      Até breve
      Herminia

      Eliminar
  15. Já conhecia o texto , mas nunca são demais as vezes que o lemos .

    Um beijo , para as duas ,
    Maria

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois eu não conhecia .Agradou-me e gostei de o compartilhar.
      Obrigada e até breve
      Herminia

      Eliminar
  16. Não vale a pena perder a paciência, eu seguro bem a minha que tanto trabalho deu a adquirir.
    Um tema que vou voltar a ler.
    Beijos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se´é assim como diz, bem bom.Dê-se por feliz, pouca gente assim faz, diz-se "que paciência tem limites",calma e paciência, tanto se deseja,todos os dias se tenta a perfeição.
      Obrigado e até breve.
      Herminia

      Eliminar
  17. Obrigado minha amiga! É sempre bom estar na tua companhia.
    Bom fim de semana, beijos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Estaremos sempre à espera de quem nos visita.
      Obrigado e até breve
      Herminia

      Eliminar
  18. Este texto é excelente, beijo Lisette.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada Lisette, é bom saber que é do seu agrado.
      Beijo e até breve
      Herminia

      Eliminar
  19. A esperança vive em mim,
    amanhece comigo,
    percorre o dia todo
    e, quando anoitece, ela está ainda mais fortalecida
    Desejo a você
    que também tenha sempre a esperança,
    que ela permaneça sempre em seus pensamentos.
    Que as estrelas iluminem e guiem seus passos.
    Que Deus abençoe seu final de semana.
    Beijos no coração carinhos na Alma.
    Evanir.

    ResponderEliminar
  20. Evanir, que Deus a proteja e continue na Esperança.
    Obrigada pela sua visita e terá a nossa casa sempre ao seu dispor
    Até breve
    Herminia

    ResponderEliminar
  21. Dá-nos grande ensinamento, essa lição contida num pequeno exemplo familiar, de pai para filho. Aí, nesses pequenos gestos, está o princípio da educação em casa. Num simples (mas difícil) bater um prego na porta, nasce a mudança de caráter e o aprendizado para a paciência. Sem a paciência, a convivência, a vida, vira um transtorno.
    Gostei do texto, Hermínia! Valeu!
    Um abraço,
    da Lúcia

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Gostei do seu comentário.
      Dá-nos uma boa aprendizagem,pelo menos vamos lendo estes textos «vão-nos amadurecendo e assim um pouco de paciência sempre chegará.
      Obrigado ela sua visita e até breve
      Herminia

      Eliminar
  22. Belissima mensagem pra ser praticada.
    Lindo e especial dia!
    http://soempalavras.blogspot.com.br/
    Copyright©soempalavras

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Gostei da sua visita e em breve retribuimos.
      Até breve e que tudo corra bem
      Até breve
      Herminia

      Eliminar

  23. Querida Hermínia

    E não é que este exercício seria de grande valor para muito boa gente? Nos contos encontramos grandes ensinamentos. Todos nós precisamos de fazer nascer em nós este sentimento de auto-controlo. E como bem refere o conto, os danos causados aos outros poderão ser irreversíveis.Um excelente exercício e uma lição.

    Um bom domingo.

    Bjs

    Olinda

    ResponderEliminar
  24. Amiga:
    Eu gostei ,daí a tramsmirtir a quem nos faz favor de nos visitar.
    Acho lindo esta lição de pai para para filho, nós mães eensinamos muita coisa e também transmitimos muito do que nos foi ensinado, mas certas coisas há, por mais que se bata "na tecla" parece não afinar,surgem então os arrependimentos, mas alguns deles já são tardios, embora se recomece ,mas, parece que o calor não é o mesmo, o tempo ajuda a cicatrizar com algum custo.
    Continuação dum bom domingo ,hoje com muito Sol, já estava a fazer muita falta.
    Até breve
    Herminia

    ResponderEliminar