domingo, 21 de junho de 2009

A MÚSICA....







O MEU MOMENTO.....

Com os momentos se constrói uma vida....; para eles se cria uma data que os referencia..., que os vai trazendo do passado para o presente e do presente os leva em direcção ao futuro.
Os homens , em geral, não dão importância às datas..., esquecem-nas com frequência. Nós, as mulheres, raramente as esquecemos. Elas permitem-nos voltar atrás no tempo e recordar momentos felizes da nossa vida.
Eu não sou diferente da maioria das mulheres..., o meu marido é igual à maior parte dos homens
E, assim, começa a história que vos vou contar:
Há muitos anos, ainda no tempo do vinil, reclamei com o meu marido por um desses esquecimentos tão frequentes nos homens; fiquei triste..., magoada..., desiludida. Mais uma vez, ele tinha esquecido uma data tão importante!!!!
Uns dias depois, estando eu a procurar um disco para escutar uma musiquinha, encontro um long-play novo, do Gilberto Gil, escondido no meio de todos os outros. Fiquei surpreendida..., demorei para perceber. Emocionei-me quando vi a dedicatória na capa do disco. Afinal, desta vez, ele não tinha esquecido o momento tão importante que essa data assinalava!
Era um simples disco,um vinil de pouco valor, mas tinha sido oferecido de uma maneira tão original e escolhido com tanto carinho que passou a ser um dos presentes mais valiosos que recebi até hoje. Além disso, Gilberto Gil era o meu cantor favorito e ele tinha-se lembrado desse pormenor!
Houve outros momentos..., outras datas..., outros presentes...; houve também outros esquecimentos, mas, este vinil que guardo até hoje, é a memória de um momento que jamais esquecerei e a música que aqui vos deixei pode ser considerada a MÚSICA DO MEU MOMENTO

Espero que tenham gostado desta minha história..., deste meu momento..., desta minha música.

Obrigada pelo convite. Adorei participar nesta vossa iniciativa. Até breve

Emília Pinto

19 comentários:

  1. Adorei!...Me emocionou demias o seu texto. Lindoooo.
    Eu tb acho essa musica maravilhosa! É um hino!
    Bjs. Lilás
    Estou a procura d votar corretamente...rss

    ResponderEliminar
  2. Que bom, Lilás. Eu sabia que se ia emocionar. Você acompanhou a minha história de perto. Um beijinho e obrigada
    Mila

    ResponderEliminar
  3. Que linda música a que escolheste...
    Mas homens realmente não se prendem a data nenhuma e, quando lembram, temos que aproveitar o momento... ;)
    O meu marido não é diferente, isso que estamos juntos a apenas 3 anos...
    Mas que história linda a sua, seu texto é bem expressivo e emocionante! Que registro maravilhoso que tens neste vinil...
    Obrigada por participar da Coletiva, viu!
    Grande beijo!

    ResponderEliminar
  4. Obrigada, Nade. Eu estou casada há 33...; apesar dos ditos esquecimentos. Beijinhos
    Emília Pinto

    ResponderEliminar
  5. Uma linda história, sem dúvida. Eu adoro ouvir histórias românticas e de esperança!
    Bjns

    ResponderEliminar
  6. Oi Emilia
    Parabéns.. Uma histótia bem romântica..
    Vai perdurar através do Luquinhas e da Duda..
    quando um grupo se juntar a contar histórias de histórias, lá estarão eles :o meu avô...........e surgirá o disco do vinil...
    Parabéns e
    Até breve
    Herminia

    ResponderEliminar
  7. Muito obrigada a todos por terem gostado do meu momento. Espero bem, Hermínia que o vinil dure até o Lucas e a Duda entenderem a mensagem desse disco e dessa história. Um beijo para todos vocês que deixaram o comentário

    Emília Pinto

    ResponderEliminar
  8. Olá!
    Curioso como eu não me recordava de já ter ouvido esta música inteira, embora a conheça...
    E parabéns pelo texto, lindo.
    Beijos e fique com Deus.

    ResponderEliminar
  9. Olá!
    Obrigado ela visita!
    Históra linda, música idem...

    ResponderEliminar
  10. Olá Emília!
    Bela música! Os momentos passam mas a lembrança fica, de preferência com uma boa canção.
    Também estou a participar para homenagear as aldeias portuguesas, incluindo a tua. Já foste dar uma olhadela? As fotos ficaram lindas, não foi?

    Bjs Susana

    ResponderEliminar
  11. Emilia e Herminia
    Portugal é um país que mora no meu coração. Morei um ano em Lisboa e fui muito, muito feliz. Ate´hoje me lembro com carinho dos dias vividos aí, tudo tão diferente e ao mesmo tempo tão parecido com o Brasil.

    e que delícia de surpresa, encontrar um presentinho assim, escondido, inesperadamente. Imagina se nós mulheres conseguimos fazer isso, muquifar um presente e esperar o cara achar dias depois. Tá doido! rs
    beijo

    ResponderEliminar
  12. Oi Claudia. Obrigada por ter aparecido. De facto, nós, mulheres, não conseguiriamos aguentar, ainda por cima ouvindo o marido a reclamar do esquecimento. Fiquei contente por saber que gostou de viver em Portugal. Até breve e volte mais vezes. Um beijinho.
    Emília

    ResponderEliminar
  13. Olá linda,
    Lindo este post! A história é linda e esta tua recordação é tão doce e sublime. Sem dúvida que há momentos tão bons e especiais que se conseguem sobrepôr aqueles mais tristes e que tentamos esquecer.
    A música é linda e já não a ouvia há bastante tempo.
    Beijo muito doce e com carinho!
    Sheila

    ResponderEliminar
  14. Que surpresa Sheila. Fico contente que tenhas gostado da minha história. Como vês, Um simples vinil tem mais valor que uma jóia e olha que ele já me deu jóias, mas não ficou música nenhuma para acompanhar esse momento. Beijinhos e espero que tudo te corra bem.Obrigada!
    Emília

    ResponderEliminar
  15. Emilia sua musica é linda e sua historia tao especial, de um momento de ternura que se eternizou por voce ter um coração grato e sensível! Lindo!

    Amei sua visita no Café!
    Abraços

    ResponderEliminar
  16. Emília
    Para já, muito obrigada pelas visitas no Grãos de Areia e por ter deixado as suas palavras tão amáveis. Adorei a sua história e a forma como a contou. Temos tantos momentos para recordar, não é? E ainda bem que eles existem. E também é muito bom que haja iniciativas como estas, estes temas para participar colectivamente. Vou tentar continuar a participar.
    E vou voltar aqui para seguir os seus postes e os da sua amiga. Volte sempre, seja ao "Grãos" ou ao "My Eyes"
    Um beijinho grande
    Romicas

    ResponderEliminar
  17. Emilia, boa noite! Vim agradecer tua visita no meu Infinito Particular e conhecer tua música e teu momento... e encantei-me com teu texto, com a Elis (sempre maravihosa) e com essa música que é belíssima!

    Beijos e uma semana de paz!

    ResponderEliminar
  18. Obrigada, Miriam, Romicas e Dalva, pelas palavras tão gentis. Espero que nos encontremos mais vezes já que esta blogagem peritiu que nos conhecessemos.Um beijinho
    Emília Pinto

    ResponderEliminar