segunda-feira, 29 de abril de 2013

MÃE....


PARA SEMPRE

Por que Deus permite que as mães vão-se embora?
 Mãe não tem limite, é tempo sem hora, luz que não apaga
 quando sopra o vento e chuva desaba,
 veludo escondido na pele enrugada, água pura, ar puro, puro pensamento
. Morrer acontece com o que é breve e passa sem deixar vestígio.
 Mãe, na sua graça, é eternidade.
 Por que Deus se lembra — mistério profundo — de tirá-la um dia?
 Fosse eu Rei do Mundo, baixava uma lei:
 Mãe não morre nunca, Mãe ficará sempre junto de seu filho
 e ele, velho, embora, será pequenino
feito grão de milho
.

 Carlos Drummond de Andrade, in 'Lição de Coisas'

 Sei que ainda é cedo, mas, como diz Drummond " Mãe é tempo sem hora, é luz que não apaga, Mãe é para sempre " Deixo portanto aqui um beijinho carinhoso a todas as mães que nos visitam com votos de que saibam sempre procurar a felicidade.

 Não poderia esquecer aquelas que mais sofrem e também lembrar aqueles filhos que, por razões que o nosso coração de mãe não consegue explicar, são abandonados pelas mães. É uma triste realidade que temos de constatar, mas que não devemos julgar . Só uma Mãe em grande sofrimento terá uma atitude desta.
 O mês de Maio é dedicado à família, pelo menos aqui onde moro; ainda não chegou o mês de Maio, mas, assim como a Mãe, família " é tempo sem hora... família é para sempre". Escolhi esta linda música de John Lennon, MOTHER, porque ela é um profundo lamento de um menino que nunca sentiu o amor de Mãe  e que, angustiado, pede: Mãe, não te vás!...Pai, volta para casa ! "



" Mother you had me but I never had you.. . I wanted you... but you didn´t want me...
 Mamma don´t go.. Daddy come home"
 Jonhn Lennon

 Beijinhos
 Emília Pinto

47 comentários:

  1. Linda homenagem às mães, que merecem bastante isso! beijo,schica

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Chica. A mãe é o pilar da família...é o esteio, sempre forte, mesmo quando o peso é demasiado. Ver o filho feliz é o que a faz caminhar, mesmo quando o coração está doído e a vontade é a de chorar. Um beijinho e parabéns pelo teu dia, aí no 2º Domingo de Maio. Não sei se és mãe, mas filha és e por isso, pode-se dizer que estes dois primeiros domingos do mês de Maio são dedicados a todas nós, mulheres. Fica bem, amiga e obrigada pelo carinho.
      Emília

      Eliminar
  2. Uma data que sempre me tocou e este ano ainda mais. Irei a Lisboa passar o dia com a minha mãe. Talvez o último...

    Adoro este poema...quase uma súplica.

    A canção sempre me comoveu.

    Neste dia assim como no do pai, questiono-me no que pensará, mais tarde, o meu neto.
    É um menino tão meiguinho.

    Feliz dia das mães, especialmente para ti que vais ter a tua contigo.

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Esta data sempre nos toca muito, umas vezes de uma maneira alegre, outras, porém, com muita tristeza. Somos mães, mas também somos filhas e, muitas vezes o coração sangra, porque a nossa mãe fisicamente já não está presente e isso, por mais que saibamos que está sempre connosco, dói muito. Há muito sofrimento também naquelas mães cujo ser que lhes deu esse nome partiu antes da hora e essa dor, deve ser ATROZ. Às vezes penso que estes dias especiais não deveriam existir. O amor, o carinho e o respeito devem estar presentes a cada instante e por isso não precisaria haver dia a lembrar estes sentimentos maiores; só servem para aumentar a dor das ausências. Quanto ao teu neto, Lisa, é uma criança muito amada e por isso de certeza que não sentirá o mesmo que o John Lennon. Vai dizer: You had me...I had you; I Wanted you and you wanted me ".
      Sei que para ti o dia não vai ser nada bom; vai ser um misto de alegria, mas de muita tristeza também, mas, Lisa, são momentos a quem ninguém escapa e por isso tenta fazer o melhor que puderes de modo a que seja para a tua Mãe um dia
      ESPECIALÍSSSIMO; sê-lo-á, desse modo, para ti também. Para mim vai der diferente, eu sei; vou ter cá a minha; vai ser muito bom e isso vai fazer com que vocês as duas estejam bem presentes no meu coração. Muito obrigada por tanto carinho, Lisa e aqui te deixo um beijinho carregadinho de força e de parabéns também pela grande Mãe que és e pela fantástica filha que tens sido.
      Emília

      Eliminar
  3. TODOS OS DIAS SÃO NOSSOS. SOMOS MÃES 24 HORAS! FELIZ QUEM TEM A MÃE AO SEU LADO, ESTE ESTÁ PROTEGIDO! QUEM NÃO AS TEM NÃO SE PREOCUPE, ONDE ESTIVEREM VELAM POR VOCÊ!!!CONFIE...
    FELICIDADE ÀS MÃES!
    BJS
    CELLE

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu ainda tenho a minha, felizmente; mora no Brasil, mas este ano vai cá estar; chega dia 1 de Maio. Sei que é uma benção ainda a poder abraçar, uma benção que, reconheço, ainda não agradeci o suficiente à vida. Sou mãe e já avó também, por isso, a gratidão, neste momento é o sentimento mais profundo que tenho dentro de mim. Um beijinho, Celle, e parabéns. No Segundo Domingo de Maio será aí no Brasil o dia dedicado às mães ( aqui é no 1º ) e por isso deixo-te já os meus votos de que sejas feliz, não só nesse dia, mas sempre. Afinal o amor é para ser distribuído e sentido todos os dias. Até breve, amiga, aí em tua casa.
      Emília

      Eliminar
  4. Há mães e mães. Eu sou mãe biológica e adoptiva feliz dia da mãe para todas as mães do Mundo.Bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. És uma prova de que " há mães e mães", Kotta. És o que eu chamo de " Mãe coragem", pois considero que adoptar uma criança é, além de um acto de AMOR, uma atitude de grande coragem. Parabén, amiga e aqui te deixo um beijinho muito, muito especial pela GRANDE MÃE que és. Fica bem e sê muito feliz sempre.
      Emília

      Eliminar
  5. mãe pode ser tudo o que protecção representa, ou ser uma ameaça quando demasiado exigente e possessiva. mãe e pai também se educam, afinal.
    E depois disso...deixam tantas saudades!
    Junto à tua a minha homenagem a quem é mãe. Eu também sou.
    Beijinho.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois é, amiga...nem sempre somos os pais que deveríamos e nem sempre temos os pais que precisaríamos ter. Conflitos se geram, abandonos e negligências de parte a parte. No fim, quando a ausência de torna definitiva, chegam de novo os lamentos e então as saudades, essas...são " mais que muitas". Este teu comentário, Maria foi muito oportuno; disseste umas verdades nas quais devemos refletir. Um beijinho e parabéns por seres Mãe; não é nada fácil, ser mãe, mas é a coisa mais fantástica do mundo. Sou mãe e avó, amiga! Obrigada pelo carinho
      Emília

      Eliminar
  6. Obrigada, querida.
    Fisicamente perdi a minha Mãe há já uns anos.
    Mas ela vive comigo sempre.
    Está bem viva no meu coração.
    A saudade dói mt, claro, mas lembrá-la e saber
    que nos encontraremos, onde quer que ela esteja,
    ajuda-me. Muito.
    Este ano não terei os meus Filhos comigo. E estou triste.
    Mas, como bem dizes, saber que estão bem, ajuda muito.
    Feliz Dia da Mãe, para ti,
    Beijo.
    isa.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada também eu pelo carinho com que sempre me tratas. Ainda tenho a minha mãe e este ano ela vai estar cá; chega amanhã do Brasil onde mora. É sempre pena para uma mãe não ter os filhos junto dela, mas, eles crescem e voam e o que passa a importar é sabê-los bem e felizes. Custa a aceitar, mas sempre soubemos que um dia ficaríamos sem eles.És sempre Mãe, quer eles estejam contigo ou não e tenho a certeza que mesmo assim vais sentir o grane carinho que, de certeza sentem por ti. Fica bem, Isa e mais uma vez te agradeço tanta gentileza. Um beijinho muito especial.
      Emília

      Eliminar
  7. Oi!!!, amei o blog sucesso, Deus seja contigo
    já estou te seguindo,OBRIGADA PELA VISITA
    Curta e participe do meu blog e fan page.
    Twitter: https://twitter.com/
    Instagram: http://instagram.com/nequerenreis
    Blog: http://arrasandonobatomvermelho.blogspot.com.br/
    Fan Pag: https://www.facebook.com/pages/Batom-Vermelho/490453494347852?fref=ts

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Amiga. Muito obrigada pela visita ao Começar de Novo. Espero que tenha gostado e que volte mais vezes. Com certeza que lhe farei uma visita em breve. Um beijinho
      Emília

      Eliminar
  8. Poder ser mãe é maravilhoso, um sonho, mas infelizmente tem mulheres que se tornam mães e seus filhos são soltos no mundo...isso só poderá um dia mudar se investirmos em educação com responsabilidade.
    Há mais que aprende que a vida é feita de momentos inesquecíveis e filhos incomparáveis...
    Beijo Lisette.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tens razão, Lisette! Só com educação poderemos evitar esses abandonos. Não é falta de pão que faz muitas mães fazerem isso, pois vemos crianças pobres e muito felizes e ricas com um olhar muito triste. O amor é o essencial na vida de qualquer criança e mulher tem que estar preparada e ser suficientemente formada para ser mãe. Obrigada pelo teu ponto de vista, muito pertinente. Um beijinho, amiga e fica bem.
      Emília

      Eliminar
  9. A minha não morreu , apenas deixou de ser vista .
    Apesar de senti -la em mim , tenho muitas , mas muitas saudades dos seus abraços .Do seu olhar atento .
    Obrigada por esta publicação .
    Um beijo grande , Emilia ,
    Maria

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mãe nunca morre, essa é a verdade. Fica para sempre no nosso coração e dela sentiremos sempre uma saudade; é nostalgia que nos traz essa saudade, mas é sempre um bom sinal, sinal de que tivemos uma Mãe de verdade. Beijinhos, Maria e muito obrigada pela visita e pelo carinhoso comentário. Fica bem!
      Emília

      Eliminar
  10. OI EMILIA:


    ATREVO-ME A DIVIDIR O QUE ME VAI NA ALMA:


    SAUDADES DE MINHA MÃE!


    Mãe,que saudades tenho de ti!
    Abraça-me
    Enxuga minhas lágrimas...
    Falta-me o beijo, falta-me o afago
    Faltas-me,Mãe...
    Porque não vens por uns instante..
    Ouve meus queixumes...
    Pára o meu choro...
    Porque partiste?
    Vem MÃE.....


    Um beijo especial a sua mãe e todas as mães deste País, todas elas estão presentes a cada instante.

    Aé breve
    Herminia


    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É sempre bom dividirmos o que nos vai na alma. Fez muito bem, Hermínia e aqui deixou uma bela homenagem à sua mãe. Por isso digo que dias destes não deveriam existir; só servem para aumentar a dor das perdas e das ausências. O amor de Mãe e para as Mães tem que existir a cada dia e a cada instante e por isso não há necessidade de haver um dia dedicado a elas. Muito obrigada e um beijinho muito especial de parabéns por ser mãe. Fique bem e até sempre.
      Emília

      Eliminar
  11. Este mês é complicado para mim, pois faz 3 anos que a minha Mãe morreu...A mãe desempenha um papel importante na vida dos filhos...
    Uma escolha perfeita....Parabéns a todas as Mães....
    Obrigada pela visita
    Beijos e abraços
    Marta

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Marta. São sempre muito complicadas estas datas; somos mães, mas muitas vezes já não temos a nossa ou outras ainda já não temos o filho; por isso há sempre muita dor nestas datas; não deveriam ser necessárias. Eu, felizmente ainda tenho a minha, mas já me doi ver o envelhecimento dela. Bem...é assim a vida e temos de aceitar. Obrigada, amiga pela visita e pelos parabéns. Um beijinho e fica bem. Até breve.
      Emília

      Eliminar
  12. Maravilhoso este poema... mas Mãe quando parte, fica sempre! Em tudo: no coração, na saudade, nas lembranças, no vento que passa e, principalmente nos exemplos que deixou...
    Há uma linha pontilhada que liga uma estrela ao nosso coração...
    Beijos
    Graça

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É verdade Graça, Mãe fica eterna principalmente no significado que deixou em nossas vezes e na grande maioria esse significado foi grande. Claro que há casos em que isso não acontece, mas. como digo acima, não devemos julgar. Parabéns; Graça, pela GRANDE MÃE que és e espero que os teus dias sejam sempre iluminados. Obrigada pela visita, amiga. Um beijinho
      Emília

      Eliminar
  13. Um bonito post. Não é cedo não pois todos os dias são dias da mãe.
    Como disse alguém, mãe é a unica pessoa que nunca se aposenta. Está sempre lá no seu posto.
    Amiga agradeço a visita ao Sexta, mas continua a chamar-me Olinda.
    Um abraço e bom fim de semana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também concordo, Elvira. " Mãe é a única pessoa que nunca se aposenta " e o seu trabalho ´" árduo " até ao fim dos seus dias. Como também alguém disse : " o filho anda nove meses na barriga da mãe e a vida inteira na cabeça " Obrigada pelo carinho, amiga e parabéns por seres a maravilhosa mãe que és. Quanto à confusão que sempre faço com o nome, já deixei a resposta lá no teu cantinho. Elvira e Olinda, duas pessoas fantásticas que tive o privilégio de "conhecer" O motivo da confusão ? Nem eu mesma sei; se calhar é porque encontro afinidades entre as duas. Sê sempre feliz, não só amanhã, mas sempre! Beijinhos
      Emília

      Eliminar

  14. Querida Emília

    Adoooro este poema de Carlos Drummond! Acho que abarca um mundo de sentimentos, aquilo que sentimos em relação às nossas mães e que muitas vezes não verbalizamos, e o desamparo que sentimos quando ela nos falta.Tenho muitas saudades da minha e sinto uma dorzinha como um estilete quando me vem ao pensamento, que é todos os dias.

    Obrigada por todas estas palavras, por John Lennon, por tudo o que nos trazes aqui.

    Desejo-te um Feliz Dia da Mãe, como mãe e como filha ao lado da tua.

    Beijinhos para ti e para a Hermínia.

    Olinda

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito obrigada, Olinda pelo carinho. Sei que este dia provoca dor em muita gente e por isso acho que nem devia existir. Mãe é para ser lembrada e respeitada todos os dias e se assim não acontecer também não representa nada para elas serem lembradas só neste 1º Domingo de Maio. No entanto, é sempre bom quando recebemos um " carinho extra " e por isso espero que tenhas tido um dia feliz, apesar dessa " dorzinha como um estilete " que de certeza sentiste hoje. Fico muito contente que tenhas gostado da maneira que encontrei para mandar o meu carinho a todas as Mães. Um beijinho muito especial, amiga e uma boa semana.
      Emília

      Eliminar
  15. Adorei ler este poema. Também eu queria esta lei "mãe não morre nunca", mas, acredito na morte física,não na morte espiritual, e esta certeza apazigua-me o coração.

    Beijinhos e obrigado pela partilha.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu não conhecia este poema, apesar de gostar muito de tudo o que Carlos Drummond escreve e achei-o fantástico. Também eu queria essa lei, Rita, pois ainda tenho a minha Mãe e adoraria que fosse para sempre. Não será, e também eu, Mãe, um dia irei para outra dimensão. É assim a lei da vida por mais que nos custe. Obrigada pelo carinho da visita e espero que o teu coração mantenha sempre a certeza que a tua mãe está presente em cada instante do teu dia.Fica bem, amiga! Um beijinho
      Emília

      Eliminar
  16. Uma linda homenagem para este amor que é eterno...
    Grande abraço. Em divina amizade.
    Sonia Guzzi

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. " Um amor eterno ", sim, Sonia. Sou mãe e hoje o dia foi especial, porque tive comigo a minha mãe. Mora no Brasil, mas este ano veio visitar-me mais cedo e assim estivemos juntas neste dia. No próximo Domingo será aí no Brasil o dia dedicado a esse " amor eterno " Espero que seja um dia muito especial para a Sonia. Um beijinho e muito obrigada pelo carinho.
      Emília

      Eliminar
    2. Obrigada, Emília!
      Tenha um lindo dia ao lado de sua mãe e familiares.
      Grande abraço. Em divina amizade.
      Sonia Guzzi

      Eliminar
  17. Esse poema é um dos meus preferidos! já muitas vezes senti algum aconchego ao lê-lo, quando a saudade bate forte...
    Bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É sempre muito gratificante para mim quando vou de encontro aos gostos de quem me visita. Muito obrigada, Lilás e espero que o seu dia tenha sido bom, apesar dessa saudade que hoje, de certeza, " bateu mais forte " Fica bem, amiga e muito obrigada pela visita. Um beijinho e uma boa semana
      Emília

      Eliminar
  18. Drummond, falou por todos os filhos da Terra!
    Feliz "dia das mães",Emília, ou seja: feliz todo dia!

    Bela homenagem, à Rainha de todos nós!
    Beijos,
    da Lúcia

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Drmmond é sábio e falou, sim, por todos nós. Gostei muito deste poema que não conhecia e adoro esta canção de John Lennon cuja letra sempre me emocionou. Um lamento profundo de uma criança que não conheceu o amor de mãe; infelizmente há muitas dessas crianças por esse mundo afora.. Muito obrigada, Lúcia, pelo carinho e desde já te deixo um beijinho muito especial de parabéns pela grande mãe que és e espero que no próximo Domingo tenhas um dia feliz, mesmo que alguma lagrimazita role; nestes dias há sempre saudade...uma nostalgia que nos assola; alguma coisa nos falta...alguem está ausente...alguém muito importante já partiu e só a recordação está presente. Espero que não seja este o teu caso, Lúcia e que faças desse dia um dia muito ESPECIAL. Beijos, amiga!
      Emília

      Eliminar
  19. Olá Emília!
    Uma escolha magnífica ,ou melhor duas: o poema de Drummond e a canção de Lennon!
    Ambos me emocionam cada vez que leio e cada vez que oiço...
    Já perdi a minha mãe e com sinto a falta dela!!
    Um abraço amigo.
    M. Emília

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Que bom que gostaste, Mª Emília. São emocionantes, tanto o poema, quanto a música. Eu felizmente ainda tenho a minha mãe que por acaso este ano passou o dia comigo, mas sei que é um dia sempre carregado com muita tristeza também. Muito obrigada, amiga, pelo carinho da visita e até breve lá na tua casá. Agora com os meus pais cá tenho menos tempo, mas arranja-se sempre um pouquinho para visitar as amigas. Uma boa semana e um beijinho muito especial
      Emília

      Eliminar
  20. A graça de ser mãe a ventura de ter mãe é uma dádiva incomensrável Emilia. Há no entanto anormalidades que nos escapam por incompreensiveis mas não está e nós julgar. Grande deve ser a dor,o desnorte de atitudes que nos desapontam mas ó des sabe o porquê.
    Lindo este post do dia das mães. Lindas as palavras de ternura sempre com saudade adiada. E instala-se um misto de alegria triste! Sepre assim foi, sempre assim será!
    Um grande e terno abraço com votos de uma bela semana de mãe!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Foi sim uma " alegria triste" que senti nesse dia, apesar de ter cá a minha mãe; mas, olhar para ela e vê-la tão deprimida e com o olhar apagado não me fez bem, claro. Mas, melhor assim do que ter só a sua recordação presente. Concordo e disse isso
      precisamente acima que há atitudes que, como mães não entendemos, mas que não devemos julgar. Só um coração de mãe muito atribulado pode ter essas " atitudes que nos desapontam " Muito obrigada, Manuela, pelo carinho e desejo-te também uma
      " bela semana de Mãe " Que nada perturbe a tua alma que se quer quieta. Um beijinho muito especial e até sempre.
      Emília

      Eliminar
  21. Sou fã, INCONDICIONAL, de Drummond, e, deste poema em particular, gosto tanto que o tenho guardado desde 2006, data em que o conheci.
    Esta música de John Lennon é lindíssima, com um poema deveras comovente.
    Belíssima a tua postagem!

    Desejo que tenhas passado um óptimo Dia da Mãe. O meu foi passado em casa da minha filha mais nova, com a presença dos irmãos. Dentro dos condicionalismos existentes... foi agradável.

    Que tenhas uma feliz semana, cheia de dias bons.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Já esperava que me dissesses que houve alguns condicionalismos no teu dia das Mães. Há sempre em todas as famílias e é por isso que aparece a tal " alegria triste " que a nossa amiga Manuela referiu acima. Em se tratando de dias em que se celebra o amor, não poderia deixar de haver esses condicionalismos; há perdas...há ausências, há abandonos e aí a dor se mistura na alegria, pondo-a muito mais triste. Fico muito feliz que tenha ido ao encontro dos teus gostos, Mariazita. Espero que tenhas uma boa semana, apesar da Primavera nos ter abandonado; por aqui o dia tem sido triste e chuvoso Muito obrigada pela visita, amiga e deixo-te um beijinho muito carinhoso.
      Emília

      Eliminar
  22. Querida amiga

    Cada palavra
    que inspira
    nossa vida,
    acorda novos
    sentidos
    em nossa caminhada.

    Viver é acima de tudo,
    a arte de abraçar os sonhos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É isso Aluísio, novos sentidos e emoções a cada dia da nossa caminhada. Saber viver é tentar a cada instante " abraçar os sonhos ". Um beijinho e muito obrigada pela visita. Fique bem, amigo!
      Emília

      Eliminar
  23. OI EMÍLIA E HERMÍNIA!
    COMO SABES AQUI NO BRASIL, DIA DAS MÃES SERÁ NO PRÓXIMO DOMINGO, DIA 12, ENTÃO ESTA SEMANA SEREMOS INVADIDOS POR BELOS TEXTOS SOBRE NÓS QUE SOMOS MÃES, LEMBRANDO AS NOSSAS, MESMO AS QUE JÁ NÃO ESTÃO MAIS AQUI.
    LINDEZA DE POSTAGEM.
    ABRÇS
    http://zilanicelia.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nestes dias, há sim, muita homenagem às mães, mas o que nós Mães queremos é o carinho diário, como diária é a nossa dedicação aos filhos. Já agora deixo-te um beijinho muito especial e os votos de que o teu dia das mães seja ESPECIAL. Fica bem, amiga e obrigada pela visita.
      Emília

      Eliminar