quarta-feira, 9 de abril de 2014

HÁ MUITAS RELIGIÕES....








....Mas o Espírito é Único-

 Que religião é a tua? - perguntou um homem de certa idade, que estava num extremo da balsa, junto do seu carro.
 - Não tenho nenhuma religião, porque não creio em ninguém mais do que em mim mesmo - replicou o velho com ar resoluto.
- Como pode uma pessoa crer em si mesma ? Pode enganar-se - objectou Nekliudov, intervindo na conversa.
 - Nunca! - exclamou o velho abanando a cabeça.
 - Porque há então diferentes religiões ?- interrogou Nekliudov.
 - Porque as pessoas crêem precisamente nessas religiões e não crêem em si mesmas. Também eu acreditei nos outros e perdi-me como numa floresta. Estava tão confuso que julguei não poder mais encontrar o caminho. Conheci múltiplas religiões diferentes. Todas se louvam a si mesmas. Todas se foram propagando, tal como uns carneiros cegos arrastam outros consigo. Há muitas religiões, mas o espírito é único. É o mesmo em ti, em vós e em mim. Assim, pois, cada um de nós tem de acreditar no seu espírito, e deste modo todos estamos unidos.

Leon Tolstoi, in "Ressurreição"


 Estamos na Quaresma, período de recolhimento e de grande reflexão para os católicos, mas...como diz aqui no texto, as religiões são muitas, mas o Espírito é único. Guerras, desavenças, actos terroristas acontecem por esse mundo afora em nome das religiões, porque não é respeitado o Espírito que reside no intimo de cada um de nós.
 Aproveitemos a Páscoa, sinónimo de passagem,de ressurreição para tentarmos uma profunda mudança de mentalidades. Que importa o nome das religiões? Que importa a crença de cada um? Pensemos antes no Espírito de cada um de nós e deste modo estaremos todos unidos.


 Uma feliz Páscoa para todos os amigos e que este dia seja de facto a passagem para uma nova vida...para um novo recomeço.

 Emília Pinto

40 comentários:

  1. Encontrar sobretudo a paz e olharmos para dentro de nós....E abrir os braços aos outros...
    Boa Páscoa....com sorrisos e alegria...
    Beijos e abraços
    Marta

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Acreditar em nós, saber encontrar dentro de nós a humanidade que temos e saber espalhá-la aos outros é o fundamental. Não importa~a religião, a crença de cada um; o que importa é a essência, o espírito, o amor a nós mesmos e ao próximo; é que se não tivermos amor por nós mesmos, se não conseguirmos a nossa paz interior, como podemos dar aos outros esse amor, como poderemos ajudar o outro?. Obrigada, Marta pela visita e boa Páscoa, sempre com muita alegria
      Beijinhos
      Emília.

      Eliminar

  2. Excelente leitura que fazes deste texto, minha amiga. Não dúvida que há muitas religiões e cada uma se sente detentora da verdade. Bom mesmo é encontrarmos a paz dentro de nós e projectá-la para o mundo, conectarmo-nos ao Espírito do Universo, a essa Entidade que nos rege mas que ao mesmo faz parte de nós. Esta quadra é, como bem dizes, uma oportunidade para reflectirmos, avaliando o que se passa à nossa volta e no mundo, pois que presentemente a globalização dá-nos a dimensão exacta do que se passa, como se fosse dentro da nossa própria casa.

    Aproveitemos o momento!

    Boa Páscoa...mas acho que ainda aqui virei antes do dia 20.

    Beijinhos.

    Olinda

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Espero mesmo que ainda passes por aqui antes, querida Olinda, nem que seja para me dares um beijinho. Escolhi este texto, porque faz-me sempre muita confusão ver as desavenças e tumultos, crimes mesmo, em nome das religiões, em nome de Divindades que só aconselharam o bem. e que muitos deram até a vida em defesa dos mais altos valores da humanidade. Não consigo entender e, infelizmente acontece tanto. Todos nós conhecemos pessoas fantásticas que se doam por inteiro ao outros e que se lhes perguntamos que religião seguem, a resposta é a mesma que está no texto.; conhecemos também muitas que apregoam uma fé e uma devoção imensas e que no entanto naqueles corações não existe um pingo de humanidade; costumam responder-me, quando aludo a casos destes: " se não fossem tão religiosas ainda seriam piores "; talvez, mas....não sei.
      Querida Olinda, mais uma vez o teu comentário completa esta mensagem com muita assertividade e agradeço-te imenso por isso. Com toda a certeza passarei lá no xaile; apesar do calorzinho estar finalmente a chegar, sabe sempre bem colocar sobre os ombros um fofinho xaile de seda. Entretanto, já ficam os meus votos de que o teu dia de Pascoa seja alegre, como convém a um dia festivo de ressurreição.
      Beijinhos
      Emília.

      Eliminar
  3. Sou agnóstico, mas qualquer altura é boa para sermos bons e apelarmos à bondade.
    Gostei do teu post.
    Emília, tem um bom resto de semana.
    Beijo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. És agnóstico, Nilson? E isso que importa? É precisamente essa a mensagem do texto. O que realmente importa é a essência, o espirito do ser humano e o que ele faz com toda a humanidade e espiritualidade que tem dentro dele. E Páscoa, significa passagem...ressurreição, recomeço de uma nova fase de uma nova mentalidade em relação a todos os aspectos da vida; são os católicos que festejam a Páscoa neste dia determinado por esta religião, mas a cada dia que nasce devemos fazer a nossa Páscoa, a nossa passagem para um novo dia, para um novo começo, para uma nova tentativa de seremos seres humanos cada vez melhores.O importante é o acreditar, ter fé, em nós...nos outros e na vida. Se não formos capazes de acreditar em nós mesmos, como poderemos ajudar os outros a acreditarem sempre que um dia o homem se unirá nesse espírito que é único tornando-se assim verdadeiramente parte de um universo que é de todos. Temos que parar com essa mania de darmos importância aos " rótulos "deixando de lado a essência. Obrigada, querido amigo e fico muito feliz que tenhas gostado. Que todos os dias sejam para ti, verdadeiros dias de Páscoa.
      Beijinhos
      Emília

      Eliminar
    2. Tens razão em tudo o que dizes. E gostei muito destas "palavras adicionais"... e por te dares ao trabalho de as escreveres. Foste muito querida, minha doce amiga. , Emília, tem um bom domingo e uma boa semana. Beijo.

      Eliminar
    3. O que aqui escrevei é o que realmente penso, Nilson. Fui criada na religião católica, mas não dou importância nenhuma ao nome da minha religião, mas sim aos valores com que fui educada no seio da minha família, na escola e no meio em que vivi. Interessa-me a essência das pessoas , a sua espiritualidade e o seu sentido de justição, de fraternidade e de amor pelos outros. Esta religião é a que sigo. Obrigada pela simpatia de cá teres voltado, amigo Um beijinho e espero que tenhas uma bela semana
      Emília..

      Eliminar
  4. A diversidade religiosa é grande, mas apesar das suas diferenças há algo comum a todas: a Fé .
    Além da fé ,qualquer religião deve ter como princípio ajudar o ser humano.

    Magnífico e oportuno texto!

    Feliz e Santa Páscoa para ti e todos os teus.

    Beijinhos.

    Lisa



    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Lisa, todos os líderes religiosos pregaram e pregam a bondade...o amor ao próximo, a justiça. Muitos deles deram a vida em defesa desses valores, mas, como sempre acontece o homem foi deturpando esses ensinamentos e em nome deles comete autênticas barbáries Costumo dizer que para mim todas as religiões têm valor, porque em todas elas a fé
      e o amo r são os valores fundamentais; agora, os líderes dessas religiões, não lhes deram nome, mas sim principios a seguir, mas, claro, foram surgindo os nomes, as divergências, as comparações e , para grande preocupação de todos nós, crimes e guerras
      Infelizmente a Páscoa, como todas as festividades religiosas, virou comércio e muita gente se calhar nem sabe o verdadeiro motivo deste dia, por isso achei oportuno este texto, Lisa. Jesus reuniu os seus companheiros e com eles fundou uma Igreja, mas não lhe deu nome; pregou a justiça, o amor ao próximo e por esses ideais foi morto. Como ele, outros morreram em defesa desses valores tão grandes. Costumo dizer que se Jesus voltasse cá expulsava de novo os vendilhões do templo e pediria que o sacrificassem de novo.. Muita coisa errada se faz em Seu Nome, amiga!.
      E estamos mesmo a precisar de uma santa Páscoa, amiga! Uma Páscoa com fé, muita fé, não na resolução dos problemas que temos e que são consequência do caminho que a vida nos obriga a percorrer, mas fé na força que haveremos de ter para aceitar o que é inevitável. E é essa força que te desejo, querida amiga., não só na Páscoa, mas sempre.
      Beijinhos e muito obrigada pelo carinho.
      E mília..

      Eliminar
  5. Nunca me pareceu mal o contacto com o espírito de uma religião como início de uma viagem de elevação espiritual.
    Mas a falta de espírito crítico pela vida fora sobre tudo e todos, a começar por si mesmo... isso já me aflige muito.
    Creio que o espírito reside em nós e pode iluminar tudo à nossa volta. Assim foi o espírito de Jesus a que os sectários religiosos e não religiosos atacaram e continuarão a atacar.Na qualidade de homem iluminado...só poderá excitar atitudes exacerbadas.
    E é pena, prque o essencial deste homem - a sua doutrina - lhes continuará a escapar.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois o mal é precisamente, esse, Maria. Jesus foi um Homem iluminado que tentou espalhar Sua luz à humanidade; pregou o amor, a justiça e o respeito pelos nossos semelhantes; deu a vida por esses valores e muita gente O seguiu e continua a seguir. No entanto, em nome Dele o ser humano pratica precisamente o contrário do que ele quis e ensinou; colocou um nome à Igreja que Ele, juntamente com os seus discipulos formou, mas esqueceu-se depressa do essêncial., da doutrina que ele quis que fosse a base dessa igreja. Como sempre...o ser humano preocupou-se com os " rotulos " e esqueceu a essência.. Maria, muito obrigada pelo seu belo contributo e desejo que a sua Páscoa seja alegre como foi desejo deste fascinante lider religioso, Jesus.
      Beijinhos

      Eliminar
  6. Há muitos nomes mas...o Espírito é só um! Costumo dizer às minhas crianças que o Espírito Santo é o AMOR! É Ele que nos inspira a fazer o bem e nos repreende (através dos remorsos) a afastar o mal das nossas vidas...Os meus meninos costumam dizer que o Espírito Santo é o nosso "telélé"( celular/ telemóvel...) porque é Ele que nos lembra tudo ...
    Beijo e um feliz domingo de Ramos.
    Graça

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mas as tuas crianças, Graça, estão a entender muito bem a tua explicação e, penso que este modo de ensinar é o mais conveniente, pois quem sabe assim, um dia, este conflito entre religiões não terminara´? É importante que desde cedo comecem a entender que o fundamental é o amor e o respeito por todos, independentemente do nome da religião. beijinhos, amiga e parabéns pela maneira linda que encontraste para ensinar os teus meninos. Um bom Domingo de Ramos e uma Páscoa alegre para ti e todos os teus.
      Emília

      Eliminar
  7. O potencial da humanidade é infinito e todo ser tem uma contribuição a fazer por um mundo mais grandioso. Estamos todos nele juntos. Somos UM.”
    Helena Blavatsky

    E esse Um , a nossa parte espiritual , está inserido na verdade universal , que é superior a qualquer religião .

    Um beijo e boa Páscoa , Emilia ,
    Maria

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nós não somos capazes de imaginar o poder que temos, Maria. Se acreditassemos mais em nós mesmos e se entendessemos que" somos Um " e nos unissemos no mesmo propósito com certeza teríamos um mundo mais grandiosos em amor, justiça e humanidade. Mas, infelizmente isso não acontece e o vazio que se sente nas pessoas é enorme Obrigada pela visita, querida amiga e desejo-te uma Páscoa feliz e alegre e que assim sejam também todos os outros dias. Beijinhos
      Emília .

      Eliminar
  8. Religião e espiritualidade.
    Eis a mais polémica vertente da Essência que habita em nós.
    Praticando este país o catolicismo mais que outra religião, esta não evoluiu" com o tempo. O mesmo não se pode dizer de outras correntes espirituais que, na falta de um suporte mais sentido, fossem buscar a paz interior por outros meios. E os livros vendem-se, faminto que se está deste vazio por preencher.
    Enquanto a religião dita as suas leis configrando-as conforme a sua doutrina, a espirtualidade é subjacente à alma que dela se alimenta.
    Seja como for. Mesmo para os ateus é inegável a exitência de Cristo Jesus. E já que negam Deus ( não se pode não acreditar numa "coisa" que se nomeia....) não podem negar a doutrina deste "Homem- Cristo" que morreu numa cruz, por ter destronado antigos mitos. E é agora a celebração deste martírio que perdura pelos tempos!
    Seja que religião for, Emília, estamos irmanadas pela mesma fé quaresmal.
    Boas Páscoa, querida amiga
    Beijinhos!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. "Rreligião e Espiritualidade " temas bastante polémicos e de difícil discussão, ou melhor, não acho que seja polémica a espiritualidade, mas sim as religiões. É sempre difícil falar com as pessoas sobre esse tema e quase sempre a conversa tem que terminar para que não haja choque, precisamente por que as pessoas acreditam cegamente naquilo que a religião prega, muitas vezes com uma " interpretação à letra ," esquecendo-se da essência, do significado de determinadas palavras escritas nos livros sagrados desta ou daquela religião;. E quanto à negação de Deus, de facto não se pode negar aquilo que se nomeia, o problema é que na maioria dos casos usa-se em vão o nome de " Deus"
      "Até os ateus A pronunciam muitas vezes. Tenho muito cuidado em pronunciar a palavra Deus, precisamente para não o fazer em vão; uso muito mais a palavra vida e nela estão implicitos a palavra, Deus, Universo e espírito. Deus é vida e vida é Deuss, é Universo, é Espirito.
      E à minha religião deram-lhe um nome, um nome que respeito mas ao qual não dou muita importância; tento seguir a religião "deste Homem- Cristo " que lutou até à morte pelos valores mais fundamentais do ser
      Humano e que, embora " os antigos mitos ainda não tenham sido
      destronados por completo a " celebração do seu martirio e da sua ressurreição " perduram pelos tempos.
      E " seja que religião for, Manuela, a alegria dessa ressurreição deve estar presente nas nossas vidas, não só no dia de Páscoa, mas sempre. E é isso o que te desejo, amiga. Alegria e muita saúde.
      Beijinhos e obrigada pelo comentário que tão bem completa a mensagem que quis transmitir com este texto
      Emília

      Eliminar
  9. Boa tarde,
    Texto que se enquadra na quadra atual, na tive uma educação religiosa, nunca frequentei uma religião, sinceramente acho que nunca me fez falta seguir os discursos e os conselhos que suponho serem interesseiros de quem os dá em nome da religião.
    Abraço
    ag
    http://momentosagomes-ag.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Acredito mesmo que nunca tenhas sentido falta, amigo, porque o que realmente importa são os valores que te souberam dar e o espírito de amor, justiça e fraternidade que estão dentro de ti. Quando estudei num colégio de freiras, nos meus 15 anos de idade,, um padre que admiro até hoje sem sequer me lembra do nome dele, disse-nos: " para se ser santo não é preciso fazer milagres, é preciso sim cumprir o nosso dever " Naquele tempo um sacerdote falar assim era coisa rara, mas é a verdade. Por isso, não é preciso que tenhamos uma religião, mas , sim que tenhamos consciência dos nossos deveres como verdadeiros seres humanos. Obrigada pelo teu contributo a este " debate " e desejo que os teus dias sejam alegres e com muita saúde. Um abraço.
      Emília

      Eliminar
  10. Existem várias religiões, sim, mas são apenas a capa da mesma essência! Porque somos alma e caminhamos independentemente do sentido que apontem... Mas por vezes um pouco de humildade é o melhor a guiar-nos também...

    Que a Páscoa seja uma passagem interior de crescimento e alegria...

    beijinho amigo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É isso mesmo, Daniel, a essência é a mesma, o resto é "capa"e na realidade falta um pouco de humildade nas religiões, ou melhor nas pessoas que as integram; há uma certa " competição, achando-se umas melhores que as outras e por isso as guerras se sucedem em nome delas.. Obrigada pela visita, amigo e que tenhas uma Pascoa com alegria.
      Um beijinho.
      Emília

      Eliminar
  11. Há mesmo muitas e temos que seguir a do amor e verdade, dentro de nós! beijos, feliz Páscoa desde já! chica

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O que está dentro de nós é o que importa, Chica. Levarmos a vida sempre com amor e verdade é o melhor que temos a fazer para nos sentirmos bem, connosco e com os outros. Uma Páscoa alegre junto dos teus é o que te desejo. Muito obrigada, amiga. Beijinhos
      Emília

      Eliminar
  12. Há um só Deus, senhor de todas as coisas - Espírito de verdade e bem.
    Em união com todos os que acreditam louvo constantemente este Deus que me enche de Amor, de esperança e Fé.
    Que nesta Pascoa se renovem as nossas almas - espíritos invisíveis - e que todos os seres da terra se amem e respeitem, se acabem as contendas e as guerras, se partilhe o amor e o pão.

    A Dona Carminda era minha sogra mas recebeu-me como filho.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E é com esse " Espírito de Verdade e bem " que devemos caminhar " " renovando a cada dia as nossas almas, amando e respeitando os outros como indivíduos que são, tendo pt crenças, culturas, pensamentos e atitudes diferentes. Se ainda pensassem todos, com certeza as desavenças e guerras acabariam. Luis, muito obrigada pelo carinho e desejo-te uma santa Páscoa, com muita alegria, pois foi esse o desejo de Jesus que ressuscita para uma nova esperança em dias melhores. Um beijinho, amigo.
      Emília

      Eliminar
  13. Boa tarde,
    Concordo com a sua resposta ao meu comentário em absoluto, como lhe disse nunca frequentei qualquer religião nem necessitei de o fazer para saber que devo de ser solidário com todas as pessoas e animais, sei que pratico o bem sem esperar nada em troca, minha mãe sempre me transmitiu enormes valores que faço questão de os praticar e transmitir aos meu meus filhos.
    Agradeço a sua simpática visita e comentário no meu blog.
    Tenha um dia feliz
    ag

    http://momentosagomes-ag.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada pelo carinho de voltar cá, amigo. É isso mesmo, o que importa é que saibamos viver conforme os valores maiores que nos foram transmitos, respeito pelos outros, justiça e solidariedade com aqueles que precisam, seja de pão, seja de afetos. Esses valores devemos transmiti-los aos nossos filhos, principalmente através do nosso exemplo e assim eles serão de certeza cidadãos cumpridores dos seus deveres. Que todos os teus dias sejam de paz e harmonia. Um beijinho e mais uma vez, obrigada!
      Emília

      Eliminar
  14. Os árabes dizem , e eu concordo, que existem tantos caminhos para Alá como filhos do Homem.

    Espiritualidade? Sim!

    Religião? Não!

    E a designação de que eu mais gosto para a Entidade Transcendental em que creio é a de Grande Espírito, usada pelos índios nativos norte-americanos.

    Que nos abençoe e ilumine e te dê quanto deseja, Mila!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O que importa mesmo é a Espiritualidade e os caminhos para a vivermos são imensos, é só querer.O nome da religião não interessa, mas sim os ensinamentos a essência. Se todos assim pensassem não haveria tantos tumultos, guerras e massacres em nome delas. Beijinho, São e obrigada pelo carinho. Uma excelente semana, amiga!
      Mila

      Eliminar
  15. Bom dia,
    Emília, estamos em perfeita sintonia, no que diz ao respeito e solidariedade que todos seres humanos merecem.
    Dia feliz

    http://momentosagomes-ag.blogspot.pt/


    Não sou esperto nem bruto,
    Nem bem nem mal educado:
    Sou simplesmente o produto
    Do meio em que fui criado

    António Aleixo/ Poeta Popular

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito obrigada, amigo, pela partilha desta quadra de António Aleixo. Somos " produto do meio em que fomos criados " e enquanto esse meio não mudar a "matéria prima" continuará de má qualidade. Cada um tem que fazer o seu melhor para que o " meio " em que vivemos mude e seja um lugar melhor para todos. Muito obrigada, pelo carinho, amigo e tenha uma bela semana
      Emília

      Eliminar
  16. Minha querida

    Para mim a fraternidade e igualdade entre os seres faz parte desse espírito. Olhar com olhos de ver as injustiças do mundo, as necessidades de cada um, só assim o mundo poderá ser melhor.
    Uma boa Páscoa também e um beijinho com carinho.

    Sonhadora

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não importa a religião que cada um segue, o que importa realmente é que o espírito de fraternidade, igualdade e justiça esteja no centro das nossas acções e atitudes do dia a dia.e assim estaremos todo unidos no mesmo Espírito, em verdadeira comunhão uns com os outros. Obrigada, Rosa Maria e que a tua Páscoa seja uma verdadeira passagem para dias sempre mais alegres e renovadores. Beijinhos e até sempre.
      Emília

      Eliminar
  17. Se falarmos todos a linguagem do amor haverá apenas uma religião: a do amor.
    Belo texto.

    Beijinhos e uma boa Páscoa

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É essa a linguagem que importa, Rita e é essa a religião que todos deveriam seguir. Obrigada pelo carinho, amiga e desejo-te uma Páscoa alegre.
      Beijinhos
      Emília

      Eliminar
  18. Olá Emília!

    Qualquer que for a religião, o amor precisa ser o carro chefe. Onde há amor há espiritualidade, igualdade e fraternidade.
    Religião não leva a nada, espiritualidade sim!
    Desde ja desejo uma excelente páscoa a você e todos os teus.
    Um abraço com carinho!
    Ótima semana!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito obrigada, Smareis pelo carinho. Também penso o mesmo: " Religião não leva a nada, espiritualidade sim!
      Feliz Páscoa, querida amiga!
      Beijinhos
      Emília

      Eliminar
  19. Religiões há muitas, mas fazer o bem, ser humilde e honesto, são os ingredientes para uma fé em alguém (ou alguma coisa) por mais medos e inseguranças que tenhamos.
    E é a fé que nos leva longe.
    Beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É verdade, cantinho! " Fazer o bem, ser humilde e honesto " é o caminho a seguir, sempre com muita fé que. assim, conseguiremos fazer algo para um mundo melhor. beijinhos, querida amiga e muito obrigada pelo carinho.
      Emíli

      Eliminar