sexta-feira, 14 de maio de 2010

GRAAL - O que é?


Há alguns dias , ao ligar a minha televisão por volta das 19h, no canal 2 da RTP vi uma reportagem muito interessante sobre um projecto chamado SauDar - Saúde, Genero e Migrações que está ligado ao projecto Graal. Fiquei a pensar....por que será que este tipo de motícias só é dado nos horários em que pouca gente pode assistir televisão? Por que será que os meios de comunicação nos sobrecarregam com notícias sobre crise financeira, desastres, violência e muitas mais que só desprestigiam o ser humano? Por que não mostram o outro lado do Homem, aquele outro que é capaz de feitos maravilhosos, aquele outro que se entrega a ajudar os mais desfavorecidos, aquele outro que, mundo afora nos faz ter orgulho na raça humana? O horário de televisão considerado "nobre" seria muito mais digno desse nome se desse mais ênfase às boas notícias, aquelas que de facto enobrecem o ser humano, não acham?


"O Graal é um movimento internacional de mulheres motivadas pela procura espiritual e empenhadas na transformação do mundo numa comunidade global de justiça e paz, conforme o sentido simbólico da lenda que deu origem ao nome do movimento.

Fundado nos Holanda em 1921 por um grupo de estudantes cristãs que acreditaram ser necessário tornar visível e operacional a intervenção das mulheres na sociedade, o Graal espalhou-se pelos cinco continentes e cresceu em diversidade e em experiência multicultural.

Nos dezoito países onde o Graal está enraizado, as mulheres do Graal procuram construir uma cultura do cuidado, respondendo aos sinais e urgências de cada época, na luta pela igualdade para as mulheres, contra a pobreza e pela sustentabilidade do planeta. O Graal internacional tem estatuto consultivo na ONU e está representado na UNICEF.

O movimento do Graal chegou a Portugal em 1957. Constituiu-se como Associação de Carácter Social e Cultural em 1977, reconhecida como Pessoa Colectiva de Utilidade Pública em 1985."

in, Graal

"Nos 50 anos de experiência, dinamização e organização de iniciativas, o Graal em Portugal tem procurado proporcionar à sociedade portuguesa, e em particular às mulheres, contextos que promovam a sua capacidade de intervenção e o sentido de responsabilidade, incentivando a influência nas políticas e nos poderes instituídos."


in Agencia Ecclesia

SauDar saúde, género e migrações
"Projecto que se propõe a combater desigualdades no acesso e na prestação de serviços de saúde às populações imigrantes, muito especialmente às mulheres, através de uma lógica permanente de investigação-reflexão-acção, integrada e em rede com vários/as intervenientes-chave, imigrantes e instituições da região de Coimbra."

in SauDar

Felizmente, muitas outras iniciativas ligadas ao Graal existem aqui em Portugal; ficaria uma publicação muito extensa se falasse de todas, mas a todas eu deixo aqui o meu Muito Obrigada!

Emília Pinto

17 comentários:

  1. Como concordo, o horário dito "nobre" tem de facto muito pouco a abonar nesse sentido. Temos pena, mas a escolha é nossa e poderemos sempre optar por alternativas mais promissoras, mais educativas, mais nobres. Passar por aqui é ter o privilégio de enriquecer-nos um pouco mais. Obrigada
    Margarida

    ResponderEliminar
  2. Como em tudo, Margarida, somos sempre nós a ter o poder de escolha, mas não entendo o ser humano que parece gostar mais de ouvir e ler sobre aquele lado mais feio da humanidade. Se não lhes dessemos as tais auiências que eles tanto prezam com certeza dariam mais importância a outro tipo de notícias. Um beijinho e obrigada pela visita
    Emília

    ResponderEliminar
  3. Olá!

    Que bela iniciativa esta!!
    De facto, somos bombardeados com tanta noticia negativa e triste, que começamos a não ter noção de que o mundo não é só cinza pois nele existe tanta e tanta cor, que querendo (basta querer procura-las) conseguimo-las ver.

    Um beijinho e foi muito bom passar hoje por aqui : )

    Joana

    ResponderEliminar
  4. Faço minhas as palavras do começar. A mairia das vezes, os bons programas dão a horas demasiado cedo, ou demasiado tarde.
    Quantas vezes, depois do jantar, sento-me no sofá a ver o "resto" dos documentários e /ou reportagens.
    Depois, nada de especial. Nunca vejo um progrma de princípio ao fim.
    E estou de acordo que se comece a mostrar o lado bom do país e do mundo.
    É urgente.
    Gostei deste post.
    Beijinho.

    ResponderEliminar
  5. Minhas Queridas
    Têm toda a razão. O que passa no "horário nobre" não há nada de nobre... a não ser notícias que nos deixam até angustiados...os programas de qualidade....passam a horas que ninguém (ou quase) vê... Até aqui...anda tudo baralhado!
    Obrigada por falarem neste assunto que é do interesse de todas nós, mulheres.~Beijos
    Graça

    ResponderEliminar
  6. É isso mesmo Joana...o mundo felizmente não é só cinza como nos querem levar a pensar; há muita luz e cor por esse mundo fora. Beijinhos e obrigada pela tua opinião.
    Emília

    ResponderEliminar
  7. Sabes, cantinhodacasa, eu quase não vejo televisão...fico até cansada de ouvir e voltar a ouvir sempre as mesmas notícias, uma vez e outra...sempre a mesma desgraceira. Ficamos até deprimidos de ver tanta miséria e desgraça. Obrigada pelo carinho e volta sempre!
    Um beijinho
    Emília

    ResponderEliminar
  8. Ainda bem que tem a mesma opinião que nós!É assim que ficamos contagiados pela tal da " normose"; de tanto vermos e ouvirmos falar de desgraça até começamos a achá-la normal; felizmente não é assim; muita gente boa nos mostra todos os dias que a vida tem muito mais encantos do que tormentos. Obrigada pelo seu comentário e visita. Uma boa semana e um grande beijo.
    Emília

    ResponderEliminar
  9. Desculpe a falha...esta última resposta é ao seu comentário, Graça ! Um beijinho
    Emília

    ResponderEliminar
  10. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar
  11. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar
  12. temos o poder da escolha, o diabo é se nisso tudo escolhermos justamente o caminho errado

    ResponderEliminar
  13. Isso é verdade, Ediney e quantas vezes não escolhemos mesmo o errado? Muito obrigada pela visita! Um beijinho
    Emília

    ResponderEliminar
  14. Oi Emilia!
    Bem ,não estou atrasada no meu comentário.O meu PC, de quando em vez dá-me uma facada e ..e concerteza mereço!
    Amiga gostei do post,a luta pela igualdade , a mania de sermos excluidas de tudo quanto é importante na sociedade, e o melhor é que não entendo porquê, se são as mulheres que mais trabalham, se são as mulheres que mais se dividem em todas as tarefas, porquê não estarem nos tais cargos chamados de "importantes"?
    Será que não havia uma resposta positiva?
    Quem duvida?-Eu NÃO!
    Quanto aos programas em horários nobres, vai tudo da guerra das audiências, "umja desgracinha" É sempre "uma desgracinha", e o povo junta-se no outro dia a comentar! Seja onde seja,..os programas bons ,com os quais se aprende são a horas , que a maioria da população não pode ver!
    Já agora dou uma achega...quem tiver insónias e ligar a TV, aí sim , filmes só de terror, se se esté desperta pior fica...por isso amiga , tudo faz parte da nau da desgraça.
    Até breve
    Herminia

    ResponderEliminar
  15. Eu sei que também com o seu computador foi mais uma desgracinha a acrescentar a todas as outras do nosso mundo, mas agora descontou o perdido com um comentário ajustadíssimo ao post. Claro que o mundo não seria nada sem as mulheres!!! Beijinhos, Hermínia e obrigada!
    Emília

    ResponderEliminar
  16. Amigas junto-me á vossas opinião
    Fico emocionado adorei o txto...em suma o SER HUMANO é muito esquisito;
    gosta deser masucista.
    Aguardamos por dias diferentes

    Bjs

    ResponderEliminar
  17. Obrigada Jacarée pela visita sempre tão simpática. É bom divulgar estas coisas para que não pensenos que há só maldade neste mundo. Um beijinho
    Emília

    ResponderEliminar