quarta-feira, 17 de julho de 2019

VOCÊ VALE A PENA







Escolhi este video porque, confesso, estou um pouco desapontada com o papel que a Igreja deve ter na sociedade. Ela só vale a pena se estiver aberta aos outros, àqueles que dela necessitam. São muitos, infelizmente, que têm necessidades e nem sempre são financeiras. Hoje, a Igreja física, o edificio está, na sua grande maioria de portas fechadas por causa dos assaltos, mas...será que está certo? Há muitos que precisam de nela entrar e, sentadas nos seus bancos, se sentem aconchegados e protegidos. Sentem ali que são GENTE... sentem que VALEM A PENA


Emília Pinto,

37 comentários:

  1. Lindo vídeo ,bem animador e cada um de nós deve sempre lembrar que vale a pena no todo aqui estar! bjs, chica

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E verdade, Chica e vale sempre a pena olhar os outros e fazer-lhes ver, de algum modo, que valem muito e que são importantes na sociedade em que vivem..Há pessoas que precisam desse ânimo mais do que " pão para a boca " Fica bem, querida amiga. Um beijinho e boa noite
      Emilia

      Eliminar
  2. Boa noite!
    Hoje senti saudade de visitar os amigos e as amigas blogueiras. Ando um pouco afastada das visitas, a saúde não anda muito legal, mas com fé em Deus estou superando. Nada grave, só a tendinite que me prejudica teclar.

    Certo dia,
    Passou uma criança e achou que aquela flor era parecida com ela: bonita, mas sozinha.
    Decidiu voltar todos os dias.
    Um dia regou, outro dia trouxe terra, outro dia podou, depois fez um canteiro, colocou adubo...
    Um mês depois, lá onde tinha só pedras e uma flor, havia um jardim!..."

    Assim se cultiva uma amizade
    E como nem sempre a distância nos
    permite cultivar as amizades como gostaríamos, espero que esta mensagem possa ser um pouquinho de adubo, para que a nossa amizade nunca morra por falta de cultivo.
    Parabéns pelo post, sempre com bom gosto e criatividade.
    Tenha um fim de semana feliz e abençoado. Beijo no coração.


    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Que lindo, Lourdes! É isso mesmo, as amizades, assim como qualquer outro tipo de relacionamentos, precisam de " adubo " para que se mantenham e esquecemo-nos dizso com frequência. Eu também ando com o meu tempo mais reduzido, porque tive cá o meu irmão ( vive no Brasil, ) depois veio a filha dele e Domingo chega o irmão e respectiva familia. É muito bom passar uns tempos com a familia, mas, claro, a prioridade é deles e o blog " anda mais devagar " Amiga, gostei muito da tua visita e, logo que possa visitar-te-ei. Um beijinho e um bom fim de semana
      Emilia

      Eliminar
  3. Às vezes, tudo o que é preciso sentar e deixar que Deus fale connosco.
    Porque ELE fala connosco e sim, o que queremos é uma palavra de conforto... nem toda a gente sabe falar com os outros e fazer sentir que eles são importantes..
    Gostei muito...
    Obrigada pela visita
    Beijos e abraços
    Marta

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Acho isso muito importante, Marta, mas, sinto que a igreja nem sempre está de braços abertos aos seus fiéis. Obrigada, Amiga e um bom fim de semana. Beijinhos
      Emília

      Eliminar
  4. É assim, por causa de uns, pagam os outros, É triste...

    Hoje:- Afastam-se as nuvens do céu azul.

    Bjos
    Votos de uma óptima Quinta - Feira.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É verdade, Larissa! Sempre foi assim e, creio, assim continuará. Obrigada pela visita e desculpa a minha ausência, mas tenho tido cá os meus familiares do Brasil e, claro, têm que ser prioridade. Logo que possa far-te-ei uma visita. Beijinhos e boa noite
      Emília

      Eliminar
  5. Olá, querida Emília!
    Gosto muito do padre Fábio, tenho visto alguns vídeos dele, ponderado e diz coisas com uma linguagem própria, serve para todos católicos e não católicos romanos. Serve para ateus! É universal, diria eu. Uma postura moderna.
    O que todos nós queremos em alguns momentos, é que nos escutem, poder dizer de nossas dúvidas, é podermos falar. Não existe muitos para isso, pois falar todos querem, mas escutar um amigo ou um ser meio enrascado, em quase agonia, poucos estendem as mãos.Não há tempo e nem vontade. As pessoas elevam muito a praticidade, parecem uma 'matemática', "isso é isso e o resultado é esse". E ponto final. Eu corro dessa gente tão prática e sem tempo. E como tem gente atrás de uma palavrinha, Emília! Até amizades virtuais a gente percebe a necessidade de uma palavra amiga para uma amiga que teve uma perda, que está muito solitária, ou que só quer contar, bater papo gostoso! Isso é um calmante, sabias?
    Querida, fico por aqui, apesar de ser um assunto que daria horas. Mas vou lá ver o pedreiro que te falei rsssss
    Beijinho, amiga querida. Um bom fim de semana!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, Tais, este assunto daria uma conversa de horas, embora nem sempre seja fácil falar de religião e do papel que ela deve ter na sociedade. Gosto muito de falar delas, mas tenho consciência de que é um assunto polémico e que não posso falar dele com qualquer pessoa. Gosto muito deste padre precisamente por ele pôr em primeiro lugar as pessoas e não a doutrina que pfofessam. Para mim um padre tem valor quando não se limita aos serviços normais de um padre, como sejam celebrar missas funerais, batizados e casamentos; tem valor quando está disposto a escutar as pessoas, quando as incentiva, quando lhes mata a fome, quando os ajuda, se for preciso, no aspecto financeiro também. Na maioria dos casos , não estão dispostos a isso. Na igreja católica apostólica romana eles representam Jesua aqui na terra, mas, infelizmente, muitos esquecem-se de que esse é o seu papel principal. A linguagem do pdre Fábio serve para todas as religiões, sim, e eu também o aprecio muito por isso. Fico feliz que tenhas gostado da mensagem, Tais; não é muito dificil, para cada um de nós fazer ver ao outro que ele vale a pena; é só estarmos um pouco atentos ao que se passa à nossa volte e andarmos com menos pressa; perdeu uns minutos a escutar alguém, não nos vai fazer falta e no fim, o bem-estar que sentimos é uma grande recompensa. Tenho aprendido a fazer isso e quando alguém desconhecido me aborda na rua, já não " fujo ", páro e vejo o que quer, mas nem sempre fiz assim. Com o tempo vamos aprendendo que nem todos nos querem assaltar e nem todos querem pedinchar ou impingir qualquer coisa. Amiga, muito obrigada pelo carinho da visita e pelo belo comentário; estás a aprender com esta tua amiga a desenvolver o assunto, mas...adoros isso, tu sabes. Boa noite e muitos beijinhos
      Emilia

      Eliminar
    2. Corrigir ( não podia faltar...)
      De religiões, professam, perder
      acho que não há mais erros, mas...
      beijos

      Eliminar
  6. Achei maravilhosa a história do padre Fábio e gostei imenso de tudo o que ele falou. Ser Igreja é isso mesmo. Confortar as pessoas, Ajudá-las a acreditar que valem a pena- Não as deixar desistir. Quantas vexes as pessoas só precisam de entrar na Igreja e deixar que o coração acolha aquele silêncio tão redentor e tão cheio de paz.
    Gostei muito deste seu post, minha querida Amiga Emília.
    Um bom fim de semana.
    Um beijo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também penso assim, Graça, " ser igreja é isso mesmo, confortar as pessoas e
      ajudå-las a acreditar que valem a pena ". Rezar e pedir às pessoas que rezem e não faltem à missa não chega; é preciso muito mais e para mim esse " mais " é o essencial. Obrigada, Graça pelo carinho e desejo-te uma semana com momentos muito bons. Beijinhos, Amiga
      Emilia

      Eliminar
  7. Querida Emília

    Bom tarde:

    Que história emocionante! E tantas e tantas que haverá por esse mundo fora, esse mundo que poderá caber na palma da nossa mão e que está mesmo ao nosso lado, não necessitando nós de realizar grandes feitos para dar a entender aos outros que "valem a pena".

    Em pequenas coisas poderemos fazer a diferença e mostrar às pessoas que amamos como são importantes para nós. E, na nossa vida social, a mesma postura, pois fazemos todos parte de um grande projecto de vida que dura precisamente o tempo da nossa permanência por cá.

    Desejo-te um domingo feliz.

    Beijinhos

    Olinda

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois é, Olinda, não precisamos " de grandes feitos para darmos a entender aos outros que valem a pena ", um pequeno gesto, como parar um pouco a escutar um desabafo, pode transformar o dia dessa pessoa. Histórias como estas são de certeza muitas e algumas nós até conhecemos, mas nada fazemos; há sempre aquela ideia de que estamos a meter-nos na vida dos outros, há o receio de sermos mal interpretados e isso faz com que nos recusemos a ajudar alguém que conhecemos e sabemos que precisa do nosso apoio. Há muito que não vejo uma senhora que mora no meu prédio e que, quando cruzava comigo, ficava muito tempo a conversar; vive sozinha e ouvi dizer que estaria com Alzeihmer. Não deveria eu ir ao apartamento dela ver se isso é verdade? Claro que sim, mas não fui! Limitei-me a dizer ao filho, que dissesse à mãe para me procurar se precisasse de alguma coisa, mas, se é verdade que está a ficar doente, com certeza não virá aqui. Estou errada, Olinda, pois não me custaria nada ir ver a senhora. Há muita coisa que podemos fazer e que, por um motivo ou outro, ficamos quietos. Somos todos igreja e por isso, eu tenho que procurar saber em que andar a senhora mora e visitá -la. Esta mensagem do pdre Fábio fez-me ver que não estou fazendo a minha parte. Querida Olinda, espero que estejam todos bem aí em casa e agradeco-te a visita sempre carinhosa. Beijinhos
      Emilia

      Eliminar
  8. Boa tarde de paz, querida amiga Emilia!
    Gosto muito do pe. Fabio de Melo.
    Tem muita uncao na evangelizacao.
    Depois que me amei, fui muito mais feliz.
    Deus ama a todos incondicionalmente, mas e preciso aceitar esse Grandioso Amor.
    Muito boa sua partilha!
    Tenha dias abencoados!
    Bjm carinhoso e fraterno de paz e bem

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Que bom que gostaste da mensagem, Roselia! Não basta acreditar que Deus nos ama, é preciso colocar em prática os ensinamentos que recebemos Como já dizia alguém, " fé sem acções não vale de nada " e eu concordo inteiramente com este pensamento. Obrigada, queriada Amiga. Tudo de bom para ti e para os teus. Beijinhos
      Emilia

      Eliminar
  9. oI Emilia! Que lastima ! Infelizmente alguns não sabem se comportar diante do sagrado. Igrejas saqueadas se tornam portas fechadas para os necessitados da paz, um lugarzinho onde se possa estar consigo mesmo e com Deus. Um grande beijo. Feliz noite!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tens razão, Beto, as portas das igrejas muitas vezes são fechadas precisamente pela falta de respeito que há por tudo e todos e é, como dizes, " uma lástima ", porque deveriam estar abertas de dia e de noite. Poderiam servir de abrigo para quem não tem um tecto e um aconchego para aqueles que se
      sentem sós, sem ninguém capaz de os escutar. O silêncio e a paz que se
      sentem numa igreja conseguem minorar as dores da alma de muita gente. E
      complicado, amiga, mas creio que muitas vezes, estando abertas lá dentro não
      encontram quem as escute e ajude e isso é lamentável; no entanto, também acho que cada um de nós deve fazer a nossa parte e não deixar esse papel somente para a igreja. Todos somos igreja e todos devemos estar abertos ao outro. Um beijinho, amigo e um bom fim de semana. Obrigada pelo carinho
      Emilia

      Eliminar
  10. Gostei de ouvir o Padre Fábio. Às vezes a vida de um pessoa muda apenas por uma palavra que alguém diz com tanta fé que vai direta ao nosso coração.
    Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada, Elvira. Uma palavra amiga, um sorriso, um pouco de tempo são pequenos gestos que nada custam e que podem mudar o dia de uma pessoa. Cada um de nós seria capaz de mostra ao outro o quanto de valor ele tem, mas nem sempre estamos dispostos a isso, não é verdade? Querida amiga, desejo-te um bom fim de semana e espero que o teu marido já esteja em casa, completamente recuperado. Um beijinho e até breve
      Emilia

      Eliminar
  11. Então é tanta violência que estamos envoltos, que dá até
    para entender o pq de algumas igrejas fechadas ou com horário.
    Sou a favor de que as portas deveriam estar sempre abertas até
    para aqueles que quisessem passar a noite. Todo o dinheiro
    que essas igrejas recebem servem para deixar essas igrejas belas
    para que mesmo? Tem algumas que são um luxo só que estão disponíveis para casamentos k.

    r. Que bacana saber o nome da sua rua. A minha se chama rua das Hortências.
    Falando sobre o tempo chegou até nevar pouco mas nevou, não sei se te disse mas somos do sul - RS. Agora estamos envoltos de chuva k. Aja saúde!
    Obrigada pela sua presença lá na casa e tenhas um bom finalzinho
    de mês.
    Abçs.
    janicce.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também penso assim, Janicce! Sempre abertas para todos, principalmente para os que têm de dormir na rua sem qualquer protecção. Infelizmente, como já disse acima, muitas igrejas poderiam ajudar muito mais, pois são ricas e é por causa dessa riqueza e luxo que os assaltos acontecem. Tanto luxo para quê? É uma pergunta que também eu faço, querida amiga. Igreja não deveria ser isso, mas, infelizmente , a sua grande maioria, limita-se a fazer as cerimónias próprias de uma igreja e esquece-se das pessoas e das suas necessidades. Acredito que para muitas seja importante rezar, mas para outras " rezar não enche barriga " como se costuma e dizer e seria bom que os párocos entendessem isso e fizessem os possiveis que,aos seua paroquianos, não faltasse nem o pão , nem o conforto de uma palavra de incentivo em momentos dificeis. Obrigada, Janicce pela visita. Desejo-te um bom fim de semana e muita saúde para todos. Beijinhos
      Emilia

      Eliminar
  12. Visitei... gostei... fiquei! Sou tua seguidora. AbraçO!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito obrigada! Já fui visitar o teu blog e já te sigo. Volta sempre!
      Bom fim de semana
      beijinhos
      Emilia

      Eliminar
  13. Vale mesmo a pena ouvir o que o padre diz no vídeo.
    Sou agnóstico e, por isso, nem devia falar. Em qualquer caso acho que a Igreja Católica, em geral, perdeu o foco. E terá sido por isso que o padre disse que aquela menina mudou a sua vida.
    Um excelente post, parabéns por nos trazeres um tema como este e como o apresentaste.
    Emília, um bom fim de semana.
    Beijo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não devias falar disto, Jaime? Claro que sim, pois esta mensagem não é só dirigida aos crentes, mas a todos. Como disse acima, estou bastante desapontada com a igreja em que me inseriram e costumo dizer que, se Cristo voltasse à terra teria de novo de expulsar os vendilhões do templo; não foi esta de certeza a igreja que ele criou e talvez seja por isso ( concordo contigo ) que o pdre Fábio diz que esta menina mudou a sua vida. Ele tem consciência de que o essencial está a faltar na igreja de que faz parte. As pessoas devem vir em primeiro lugar seja em que religião for, mas, infelizmente, também nelas, o dInheiro conta mais. Amigo, gostei muito que tivesses dado a tua opinião, porque , o que importa são os actos de cada um e não a religião que professam. Um beijinho e obrigada. Um bom fim de semana
      Emilia

      Eliminar
  14. Bom Dia Amiga Emília ,
    antes de mais , agradeço , e muito , a tua visita .
    Não ando bem , e obrigo - me continuar com o blog como terapia . Mas não esqueço dos amigos .E gostava que acreditasses que fazes parte desse pequeno núcleo .
    Bem , mas vou tentar falar da tua publicação ... Claro que gostei de ouvir o vídeo e que considero que a igreja devia ser ISTO .
    Mas mais importante ...que a humanidade estivesse estruturada de tal forma que esta frase vivesse enraizada em nós e que nada nem ninguém a conseguissem arrancar .

    Um forte abraço e boa semana ,
    Maria

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Querida Maria, sei, tenho a certeza que és minha Amiga e podes acreditar que aqui também tens uma pessoa que gosta muito de ti e que, embora tenha aparecido pouco, não te esquece. As " cores da vida " não são todas garridas, claras e vivas; há-as cinzentas e negras que nem sempre se podem esconder por traz de uma pincelada vermelha, amarela ou verde, a cor da esperança: temos de as aguentar até que a vida nos dê condições para vermos tudo mais colorido. E isso que te desejo, Maria, que fiques bem para pintares a tela dos teus dias de branco e azul, cores suaves que transmitem a serenidade que buscamos. Fiquei feliz por te ver aqui e, embora o começar de novo esteja em pausa, visitar-te-ei, sempre que possivel. Muito obrigada e um abraço carregadinho de amizade
      Emilia

      Eliminar
  15. O tempo traz saudades, Emília, e aqui tudo é tão oportuno!
    Já reflecti nisso muitas vezes. Quantos anónimos passam esquecidos de si até, e quanto não é aconchegante como muito bem diz, entrar no silêncio de um templo e ouvir o nosso pensamento! O ruído de tudo não deixa que nos encontremos com as perguntas que o nosso interior no faz, com as respostas que a nossa consciência nos dá.
    A Igreja devia acompanhar os tempos que já não contemplam os velhos costumes. É uma espécie de reduto onde só entram os que se acham "escolhidos". Escolhidos?
    Assunto longo e tão pertinente!
    .
    E a sua netinha ? Deve estar um sonho! Aproveite enquanto não cresce depressa...
    Grande beijinho!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É verdade, Manuela, já estava com saudades, mas, além de te saber ocupada com as actividades literárias que fizeste questão de partilhar connosco, eu também tenho andado com pouco tempo livre. Depois que o meu irmão voltou ao Brasil, veio a filha e familia e, claro, para estarem perto, vieram os meus netos, filho e nora que moram na Regua. Em meados de Julho foi ela p o Brasil e veio o irmão também com filhos e mulher e ainda cá estão. Para que a minha filha possa aproveitar os primos tenho ficado com Beatriz, já com 10 meses e a requerer mais atenção, pois já quer gatinhar e , claro, não consegue e cai de cabeça. Está uma graça e é uma criança muito risonha e tranquila. Estou a aproveitar bastante, pois está sempre aqui em casa. Amiga, gostei muifo de te ver aqui e também do teu comentário sobre um tem que daria " pano para mangas" e que também pode causar polémica, pois nem toda a gente é capaz de discutir temas destes sem se ofender; se todos fossem tolerantes com as crenças e opiniões dos outros com certeza metade das guerras termInariam. São os tais " escolhidos " que se acham melhores que os outros e pensam que só o que a sua religião prega é que tem valor. O resto nada vale. Querida Amiga, como de costume, o começar de novo vai ficar parado, mas não quer dizer que também eu fique em silêncio; vistar-vos-ei sempre que possível. Desejo-te também umas boas férias, se for o caso e espero que estejam todos de saúde. Um grande abraço carregadinho de amizade e um beijinho à tua fofa, a Caetana.
      Emilia

      Eliminar
  16. "Tudo vale a pena se alma não é pequena"!
    E Igreja de porta aberta
    Seria a coisa mais certa,
    Porque à alma serena

    Quer por missa ou novena,
    Prece, comunhão, alerta,
    Sermão que a alma desperta
    Como se visse uma cena

    De teatro ou de cinema.
    Só Deus é força suprema!
    Só Deus é amor e é luz

    De iluminação extrema
    E é paz, amor, é poema
    Que nos encanta e seduz!

    Grande abraço! Laerte.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mais uma vez, Laerte, abrilhantas o meu post com um belo poema sobre o tema. Obrigada. Verdade, " tudo vale a pena se a alma não é pequena ", mas há gente de alma elevada que, infelizmente sente que nada vale e é dever de todos nós fazer os possiveis para que essas pessoas, desanimadas pela vida que tem, acreditem que, sim, que valem muito. Amigo, estará de férias o Começar de novo, mas, sempre que possivel , " ouvirás falar de mim " um beijinho e tudo de bom para ti e para os teus.
      Emília

      Eliminar
  17. Sou agnóstica, Emília... por isso sempre achei que o papel da Igreja, até hoje no mundo... adulterando os humildes ensinamentos de Cristo... de uma forma mais suave, ou menos (como no tempo da Inquisição)... nunca valeram a pena...
    A igreja é uma organização... como qualquer outra... visando a sua sobrevivência e estatuto... por vezes por qualquer meio...
    Contudo, tem membros... que valem muito a pena... mas que apesar das suas boas intenções individuais... não mudam a organização em si mesmo... como o padre Fábio de Melo... ou o Papa Francisco... (que quando foi eleito... palavra de honra que pensei que não passasse do 33º dia... dada a organização menos sã, onde ele está integrado, com as suas batinas, e cerimoniais, longe de Deus e dos problemas do mundo, usando sapatinhos Prada, e vestes bordadas a ouro... tão longe da simplicidade, e despojamento verdadeiramente cristão)...
    Como já alguém disse... acredito no Deus que criou os homens e não no Deus que os homens criaram!...
    Acaso alguém do Vaticano, já mexeu uma palha, para mobilizar a sociedade, para ter um papel mais interventivo na crise dos refugiados?... O assunto surge em alguns discursos... sem mais seguimento, sustentado em acções... e em Itália, muito recentemente fizeram-se leis, bem duras, penalizando quem os salve... para dar o exemplo ao mundo...
    Adorei o vídeo, Emília! Mas de facto, a minha fé, em tal instituição... é nula... embora tenha uma verdadeira admiração por alguns dos seus membros!...
    Beijinho! Feliz domingo!
    Ana

    ResponderEliminar
  18. Querida Ana, se me permites, assino em baixo este teu " depoimento " penso o mesmo que tu em relação ao vaticano, um verdadeiro lugar de podridão onde o papa Francisco tenta sobreviver e mudar as mentalidades lá reinantes. Como tu, também admiro alguns membros da igreja que tentam remar contra a maré, fazendo tudo para que a igreja seja aquilo que Jesus quis ao dizer a Pedro que fundasse a sua igreja, Se Ele voltasse à terra voltaria a expulsar os vendilhões do templo, pois eles são cada vez em maior número. Nem sei se sou agnóstica ou não, mas sei " que a minha fé em tal instituição está a tornar -se nula embora tenha uma verdadeira admiração por alguns dos seus membros " Foi esta desilusão com a igreja em que me inseriram que me fez publicar este video do Pdre Fábio, Pessoa de quem todos gostam, independentemente da fé que professam. Ana, muito obrigada pelo belo comentário que vem precisante ao encontro das minhas ideias sobre o assunto. Beijinhos e boas férias na tua linda Ericeira e até Outubro
    Emilia

    ResponderEliminar