quinta-feira, 1 de dezembro de 2016

MENINO JESUS





 Está a chegar o dia, a data festiva escolhida para se comemorar o nascimento do Menino Jesus.

Escolhi este lindo poema de Fernando Pessoa interpretado pela fantástica Maria Bethânia para, juntos, LHE darmos as boas vindas.

Espero que gostem e que a saúde, alegria e paz estejam presentes na vossa vida, não só nesta quadra especial, mas sempre

 Um beijinho

 Emilia Pinto

62 comentários:

  1. Obrigada pela partilha... Por várias razões, o Natal não é uma quadra que me faça feliz... Mas que haja muita paz, saúde e alegria hoje e sempre... Para todos nós... O que lhe desejo sinceramente....
    Beijos e abraços
    Marta

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada, Marta. Por ser uma data em que se reune os familiares, nem sempre há alegria; as familias vão perdendo os seus queridos, outras estão afastadas por varias razões e ainda há as que não se entendem. Tudo isto dói e não há luzinhas lá fora capazes de iluminar os corações sofridos. Saúde e paz são necessárias todos os dias e por isso devem ser desejadas a todos sempre. Um beijinho, querida amiga e que, em cada dia encontres motivos para sorrir.
      Emilia

      Eliminar
  2. E a propósito, e como se aproxima o Natal, aí vai https://vieiracalado-poesia.blogspot.pt/2016/12/poema-de-natal-1.html
    Saudações poéticas!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obriga, amigo Vieira . O problema lá no teu blog é conseguir comentar; não sou grande coisa no mundo das novas tecnologias e por isso essa dificuldade; mas irei lá com certeza ver os teus poemas de Natal. Tudo de bom, amigo! Beijinho
      Emilia

      Eliminar
  3. Lindo. Não conhecia, nem o poema nem esta interpretação.
    Obrigado por partilhar.
    Um abraço e bom fim de semana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Que bom, Elvira! Fico feliz por te ter dado a conhecer esta " ternura " de poema. Um bom fim de semana, amiga! Beijinhos
      Emilia

      Eliminar
  4. Desconhecia este fantástico poema e a interpretação de Maria Bethania.
    Hoje em dia, o Menino Jesus caiu em desuso, substituído pelo Pai Natal.
    Em miúda colocávamos o sapatinho junto do presépio na noite de 24 e só víamos o presente (era só um) no dia 25 de manhã.
    Havia magia! Agora consumismo!

    Obrigada pela partilha.

    P.S. Já tirei os fios dos olhos mas ainda não estou boa. Em Janeiro volto ao médico.

    Obrigada pelo carinho.

    Beijinhos.

    Elisa

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também colocava o sapatinho e só no dia seguinte viamos o presente; muitas vezes eram só uns chocolatinhos, mas tinham um sabor tremendo! Hoje é diferente e, ainda bem, pois é sinal de que se vive com mais fartura; o que é pena é ter-se caído num grande exagero, fazendo com que as crianças não dêem valor a nada. Espero que recuperes completamente o mais depressa possivel, amiga. Um bom fim de semana. Beijinhos
      Emilia

      Eliminar
  5. Emília querida chorei de emoção ouvindo este poema, sou fã de Maria Betânia sua interpretação combina perfeitamente com sua voz grave e melodiosa. Sua escolha foi maravilhosa amiga, amei este lindo poema. Grata por compartilhar esta beleza.
    beijinhos, Léah

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Esta interpretação de Betânia, emociona mesmo, Léah e achei-a perfeita para a quadra que vivemos. Espero que já esteja recuperada da " canseira " daquele dia e também da gripe. Um beijinho, amiga e um bom Domingo.
      Emilia

      Eliminar
  6. Hó minha amiga , quando ouvi este belíssimo poema , dito pela Maria Betânia , chorei sem conseguir parar . É uma maravilha . Lei-o frequentemente , e a voz continua a embargar -se no final
    " Quando eu morrer, filhinho,
    Seja eu a criança, o mais pequeno.
    Pega-me tu no colo
    E leva-me para dentro da tua casa.
    Despe o meu ser cansado e humano
    E deita-me na tua cama.
    E conta-me histórias, caso eu acorde,
    Para eu tornar a adormecer.
    E dá-me sonhos teus para eu brincar
    Até que nasça qualquer dia
    Que tu sabes qual é. "

    Este , também , é o Meu Menino Jesus .

    Muito obrigada pela partilha .

    Beijo grande , Emília ,e bom fim de semana ,
    Maria

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também acho que a parte que destacaste é a mais emocionante, embora todo o poema seja de uma grande ternura. Outra coisa não seria de esperar tanto de Fernando Pessoa quanto de Bethania. Fiquei muito feliz que tenhas gostado tanto. Um beijinho e que o Menino Jesus te acompanhe sempre.
      Emilia

      Eliminar
  7. Que deliciosa e envolvente escolha, Emília!
    Grato.

    Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Uma ternura e beleza que nos envolvem o coração, amigo, tens toda a razão. Obrigada pela visita e um bom Domingo. Um beijinho
      Emilia

      Eliminar
  8. Adoro esta performance de MB. Está perfeita.
    É do melhor que há em poesia falada...
    Ótima escolha, Emília.
    Tem um Dezembro confortável e muito feliz.
    Abraço, estimada amiga.
    ~~~~~~~~~~~~~~~~

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá amiga. Muito obrigada! Exceptuando o frio de Inverno, este mês tem sido, felizmente, normal e gosto quando tudo está normal; significa que todos os dias há um pouco de tudo, como assim quer a vida; não podemos iludir-nos de que só acontecem coisas agradáveis, pois em todos os caminhos , além de flores, pedras aparecem também.
      Quanto a esta interpretação de MB, já há muito o publiquei aqui no Começar de Novo, mas como gosto muito dele e o considero oprtuno para a quadra que estamos a viver, resolvi voltar a publicá-lo. Fiquei muito contente que tenhas gostado.
      Espero que esteja tudo bem contigo e com os teus, principalmente no que se refere à saúde. Beijinhos
      Emilia

      Eliminar
  9. Emília,
    Conhecia o poema de ler, mas ouvi-lo na voz de Maria Bethania me tirou lágrimas dos olhos.
    Obrigada pela deliciosa e emocionante partilha.
    O mulheres já está encerrando as atividades, por isso vim hoje te deixar um beijo e desejo que tenha um Natal de muito amor junto aos seus.
    Muita paz!
    Um abraço com carinho,
    Sônia

    ResponderEliminar
  10. Emília,
    Conhecia o poema de ler, mas ouvi-lo na voz de Maria Bethania me tirou lágrimas dos olhos.
    Obrigada pela deliciosa e emocionante partilha.
    O mulheres já está encerrando as atividades, por isso vim hoje te deixar um beijo e desejo que tenha um Natal de muito amor junto aos seus.
    Muita paz!
    Um abraço com carinho,
    Sônia

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito obrigada, Sonia, pela visita. Aí no Brasil é é poca de férias e é natural que os blogs façam um intervalo, Desejo-te tudo de bom para ti e para os teus e que o Natal seja de muita alegria saúde e paz. Esta interpretação de MB é mesmo fantástica e o poema de uma grande ternura. Beijinhos e até...
      Emilia

      Eliminar
  11. "eu sei que Natal é quando um homem quiser", mas há alturas em que até corações mais heréritos se abrem à "humanidade" de Jesus.

    beijo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. " Apesar dos pesares " o homem nestas alturas, como o Natal, fica mais humano e mais solidário; mesmos os de coração mais emperdenido, deixam-se fascinar pela magia desta quadra e olham para o próximo de maneira diferente. Ainda bem que assim é, amigo.. Obrigada pela visita e que todo este encanto continue a fazer parte dos teus dias sempre. Um beijinho
      Emilia

      Eliminar
  12. Excelente escolha.
    Boa semana, querida amiga Emília.
    Beijo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada, Jaime! Fico sempre muito feliz quando as publicações que faço agradam a quem me visita. E este poema é de uma ternura que emociona. Fica bem, amigo! Um beijinho
      Emilia

      Eliminar
  13. Bom fia, é impossível não gostar de Fernando Pessoa, sua escolha foi maravilhosa.
    Semana feliz,
    AG

    Os Vendilhões do Templo
    António Aleixo

    Deus disse: faz todo o bem
    Neste mundo, e, se puderes,
    Acode a toda a desgraça
    E não faças a ninguém
    Aquilo que tu não queres
    Que, por mal, alguém te faça.

    Fazer bem não é só dar
    Pão aos que dele carecem
    E à caridade o imploram,
    É também aliviar
    As mágoas dos que padecem,
    Dos que sofrem, dos que choram.

    E o mundo só pode ser
    Menos mau, menos atroz,
    Se conseguirmos fazer
    Mais p'los outros que por nós.

    Quem desmente, por exemplo,
    Tudo o que Cristo ensinou.
    São os vendilhões do templo
    Que do templo ele expulsou.

    E o povo nada conhece...
    Obedece ao seu vigário,
    Porque julga que obedece
    A Cristo — o bom doutrinário.


    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E se a minha escolha " foi maravilhosa " ficou ainda mais com este belo poema que aqui deixaste e que não conhecia. Muito obrigada, António, Se Jesus voltasse teria muitos " vendilhões do templo " a expulsar, muitos que, em seu nome cometem atrocidades; teria também de voltar a ensinar os seus valores, pois ainda hoje continuam a ser mal interpretados pelos " vigários, que pregam verdadeiros disparates; alguma coisa tem mudado na Igreja que segue (????) Os ensinamentos Dele, mas ainda há muito a mudar. Mais uma vez, muito obrigada por teres enriquecido este post com o poema de António Aleixo. Um beijinho e até. ...
      Emilia

      Eliminar
  14. Amiga Emília o comentário feito como Maria , em maria3 de dezembro de 2016 às 08:07, é meu .

    Beijo grande ,
    Maria

    ResponderEliminar
  15. Maria, quando eu vi o nome, tive dúvidas sobre a pessoa, pois não costumas identificares-te daquele modo, mas quando vi o comentário tive a certeza que era teu. Só tu poderias ter " falado" de uma maneira tão comovente . Apesar de se tratar, neste caso de um poema de Fernanro Pessoa, fico impressionada como conheces tao bem os escritores e poetas brasileiros; eu vivi 14 anos no Brasil e os meus conhecimentos são inferiores aos teuso que me leva a supor que tenhas ligações fortes ao Brasil. Bem...isso não quer dizer nada e nada interessa também. O que importa é teres gostado bastante; isdo deixa-me contente. De qualquer modo, agradeço-te o cuidado em teres voltares cá para me avisares, pois uma pequenina dúvida existia, muitissimo pequena, mas existia. Desejo-te muita saúde e alegria, não só neste mês de magia, mas sempre. Um beijinho
    Emilia

    ResponderEliminar
  16. Ola, Emília!

    Estás bem? Aqui, tudo satisfatório e até o sol nos tem brindado esta semana.

    Não conhecia nem o poema de Pessoa, nem sabia que MB o interpretava, dizendo-o. Adorei, simplesmente!

    Estive a ler, agora, "O Poema do Menino Jesus" e achei-o de uma ternura e beleza incomparáveis. Que bom seria se assim fosse com todos nós, isto é, termos um Menino Jesus "particular", k brincasse connosco, que fizesse "travessuras" e que dormisse, escondidinho, na nossa alma/coração! Não gostarias? Eu adoraria!

    Estou aqui a pensar uma coisa: tenho, preciso de publicar antes do Natal, e se eu fosse capaz, talvez pegasse neste fantástico poema e lhe desse umas "voltinhas", referindo a fonte, naturalmente. Bem, vamos ver!

    Mto obrigada por nos teres proporcionado tão belos e reflexivos momentos.

    Beijinhos e resto de boa semana.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Querida, Céu, tenho a certeza que serás capaz de dar " umas voltinhas " a este lindo poema onde nos é apresentado um Menino Jesus " particular" um Menino Jesus semelhante a outra qualquer criança, com as suas travessuras, choro e birrinhas. Com as tuas " voltinhas " recriarás um Menino Jesus, criança normal que foi quando nasceu. Vai em frente, amiga e eu cá fico à espera. Vais agradar, tenho a certeza. Muito obrigada pelo carinho e, então.... até breve lá no teu "Céu" com um Menino Jesus só teu e de quem te visitar. Boa noite! Um beijinho
      Emilia

      Eliminar
  17. Uma escolha perfeita, Emília.
    Beijinhos
    Maria

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Fico contente que tenhas gostado Maria! Que este Menino Jesus cantado por Fernando Pessoa seja o de todos nós e que Nele pensemos sempre ; que não O esqueçamos na noote a Ele dedicada. Um beijinho e muito obrigada pela visita.
      Emília

      Eliminar
  18. Olá, querida Emília, muito lindo! Nessa época os corações ficam mais sensíveis, há mais solidariedade, mais amor, ficamos mais emotivas ao ver um mendigo na rua, estamos mais abertos para o perdão... Sem dúvida é uma data mágica, que pena, amiga, que ao passarem as festas, tudo dá um passo atrás!
    Linda sua postagem!
    Beijo, amiga.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tens razão, Tais! Pena que esta data mágica não se prolongue pelos outros dias do ano; infelizmente, apagam-se as luzes nas cidades e logo o coração dos homens se fecha. Muito obrigada, amiga pelo carinho da visita e que a magia desta quadra continue viva no teu coração e em todos os que te rodeiam. Beijinhos
      Emilia

      Eliminar
  19. Lindo! Fico sem palavras para comentar. O Natal de 1967 deixou-me marcas até hoje. Comecei a aceitá-lo desde que os meus netos nasceram. Se penso muito ainda dói. Adorei também a música. Beijos com carinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Que bom vê-por cá, Rosa branca! Fico muito feliz que tenha gostado. O Natal por ser considerado uma data de confraternização entre as familias e amigos, é de muita dor para muita gente; há familias desavindas e há perdas que nesta época ficam mais vivas nos nossos corações e o sofrimento e a saudade aumentam. Mas, a vida não se importa com isso e a unica solução é pensarmos nos que estão presentes e viver esse di com a alegria possivel. Amiga, muito obrigada e espero ver-te por aqui mais vezes. Desejo-te muita saúde, alegria paz, sempre! Um beijinho
      Emilia

      Eliminar
  20. Bom dia, a escolha musical é de bom gosto, Maria Bethania é aquela voz que encanta, "ele dorme dentro da minha alma. Às vezes Ele acorda de noite, brinca com meus sonhos."
    Continuação de boa semana,
    AG

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O poema é belo e dito na voz de Bethania fica fantástico. Obrigada, Antonio por teres voltado cá e desejo-te muita saúde e que " Ele durma na tua alma" sempre. Um beijinho e até breve,
      Emilia

      Eliminar
  21. Emília, um dos mais belos poemas do Fernando Pessoa. Interpretado pela Maria Bethania ficou ainda mais reluzente. Dois ícones: ele, como escritor, jornalista, poeta; ela, como a intérprete maravilhosa que é, cantora que detém uma das mais belas vozes da nossa MPB.
    A tua escolha, amiga, ficou perfeita! Deste-nos momentos de imensa ternura, de intensa emoções, e me fizeste marejar os olhos com esta homenagem.
    Que o teu Natal seja vivido aí com os teus, neste clima de amor, paz e harmonia que tu sempre nos trazes por aqui. Que te cheguem dias lindos, perfumados de alegria, e que na noite em que comemoramos o nascimento de Jesus tu possas sentir que és uma filha muito especial aos olhos do Pai.
    Quando puderes, dá uma chegadinha lá no meu espaço, pois deixei uma singela homenagem aos amigos blogueiros. Os que possuíam fotos nos blogs, eu coloquei, mas aqueles que não, como o teu, registrei o nome numa paisagem. Foi a forma que encontrei de homenagear a todos aqueles que durante este ano me trouxeram tanto conforto, amizade e solidariedade. A ti, meu anjo, meu agradecimento do fundo do coração!
    Um beijo com carinho,
    Leninha

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Leninha querida, tenho pensado muito em ti, pois esta data, por muita magia que tenha, acentua mais as dores, a separação nas familias, a tristeza das crianças mais carentes, o sofrimento daqueles idosos que vivem sem carinho e atenção; data de grande alegria para uns e de muita dor e tristeza para outros; isto é a vida, tristezas e dores fazem parte dela, mas, então tentemos fazer de cada dia um Natal e sejamos sempre tão solidarios como agora. Amiga, já fui ao teu cantinho e já manifestei a minha grande emoção com o lindo presente que de ti recebi, presente que ficará bem guardadinho no meu coração. Sabes, no dia 1 de Dezembro fiz a minha arvore de Natal e pensei nos meus pais, na familia que aí tenho e também em ti e na
      dificuldade que deves sentir em preparar a tua; o ano passado preparei a dos meus pais e este ano a empregada já me mandou a foto da salinha deles com a arvore no cantinho do costume; fiquei feliz por um lado, mas a nostalgia foi inevitável. Sabendo da força que tens, Leninha, tenho a certeza que vais conseguir alegria bastante para viveres a noite de consoada do jeito que o Guy gostaria. Na minha arvore há muitas estrelas e uma delas te representará no meu Natal; estaremos juntas assim, querida amiga e, como disse no teu cantinho, contigo estarão também os meus queridos que ai, no Brasil sentirão de certeza a minha falta. No meu abraço apertado, vai a minha sincera amizade e o meu agradecimento pelo carinho que me dedicas, mesmos nos teus momentos de grande dor. Força amiga e até sempre.
      Emilia

      Eliminar
  22. Amiga, espero que tenhas Festas alegres assim como um Natal com harmonia e amor e que o teu novo ano seja tal como sonhas - ao pé de quem amas!

    Forte e caloroso abraço, Mila

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Como acontece sempre, não há só alegrias; será uma noite de familia reunida, com os netos brincando , encantados com a magia desta noite, mas...tenho parte da familia do outro lado do Atlantico e pt não será noote perfeita; aliás, perfeição não existe, nem no Natal. Paz, harmonia e saúde é o que também te desejo, São, não só agora, mas sempre! Beijinhos e obrigada!
      Mila

      Eliminar
  23. "gloria in excelsis Dei" - reza e serás crente!

    assim eu, herético, qual Pascal em fervor jansenista!

    beijo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu sou crente, principalmente e, apesar de muitos pesares, no ser humano. Ainda acredito na humanidade da maioria desses seres, Manuel. E tendo sido Jesus um humano de uma fantástica humanidade, dar-lhe-ei as boas vindas da melhor maneira que puder e souber. Tenho muita pena que os Seus ensinamentos tenham sido detrurpados e que a Igreja que ele criou com os amigos que O seguiam não esteja a ser nada do que Ele idealizou. Os vendilhões do templo continuam lá, dentro e fora, e só Ele voltando cá teria coragem para os expulsar. Obrigada, amigo por teres voltado cá e que a tua esperança, a tua crença na mudança de mentalidades seja uma constante na tua vida. Um beijinho e até. ..
      Emilia

      Eliminar
    2. Que grande artista .Esta interpretação de Betânia, emociona muito.

      Eliminar
  24. Querida alfacinha, fico muito contente que tenhas gostado. Já fui várias vezes visitar-te, mas não consigo comentar, apesar das instruções. Não sou " perita " em novas tecnologias e pt o problema é meu de certeza. Um bom Domingo! Beijinhos e obrigada.
    Emilia

    ResponderEliminar
  25. Peço desculpa por só agora ter oportunidade de passar por aqui, mas são mitos os motivos que me têm afastado nestes últimos tempo e agora aproveitando a oportunidade tenho um presente duplo: Fernando Pessoa e Maria Bethânia, que melhor combinação ?
    E agora lá vai a nostalgia: É sempre e sempre será Natal mesmo para quem o não aprecie. Mas ficou para trás o cheiro a musgo fresco e o aroma da árvore do pinheiro bravo do monte, para dar a rusticidades que Ele escolheu para nascer. Mas tudo muda, o resto é sem cura...como diz o poeta. E lá vamos acompanhando os tempos e não quiseremos ficar à espera da carruagem seguinte. Que pode vir cheia!!.
    Bom Natal, Emília
    e
    aquele abraço!

    ResponderEliminar
  26. Peço desculpa por só agora ter oportunidade de passar por aqui, mas são mitos os motivos que me têm afastado nestes últimos tempo e agora aproveitando a oportunidade tenho um presente duplo: Fernando Pessoa e Maria Bethânia, que melhor combinação ?
    E agora lá vai a nostalgia: É sempre e sempre será Natal mesmo para quem o não aprecie. Mas ficou para trás o cheiro a musgo fresco e o aroma da árvore do pinheiro bravo do monte, para dar a rusticidades que Ele escolheu para nascer. Mas tudo muda, o resto é sem cura...como diz o poeta. E lá vamos acompanhando os tempos e não quiseremos ficar à espera da carruagem seguinte. Que pode vir cheia!!.
    Bom Natal, Emília
    e
    aquele abraço!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Desculpas, Manuela? Os amigos aparecem quando podem e há acontecimento que nos impedem de aparece quando tencionamos; como costumo dizer a vida manda muito. E o Natal está à porta e cada um o vai viver da melhor maneira possivel; muita coisa tem mudado e, se não quisermos ficar " em terra " o melhor é adaptarmo-nos à nova realidade. Já ficou para trás o " cheiro a musgo" que eu e o meu irmão catavamos no monte, trazendo ele, na motorizadinha , o pinheiro lá arrancado; só dois ou três dias antes é que o presépio era feito, na varanda da casa, à saída da cozinha; eram momentos mágicos que recordamos, apesar do Menino Jesus nem sempre se lembrar dos nossos sapatinhos colocados debaixo da chaminé, ao pé da lareira. Naquele tempo, poucos tinham a sorte de ver um presente nos sapatinhos, aliás havia muita criaça descalça na aldeia onde vivi; já eram consideradas com sorte aquelas que tinham meias de lã de ovelha e uns soquinhos para conservarem os pés quentes. A pobreza era muita, Manuela, principalmente nas aldeias e eu, posso considerar que fui uma criança com muita sorte. Nesse aspecto as coisas mudaram para melhor, mas também podemos dizer que se passou de um extremo para o outro. O equilibrio é sempre muito dificil e resta-nos fazer a nossa parte proporcionando alguma alegria aqueles que não a tem, principalmente às crianças que esperam ansiosas pelo presente, ou no sapatinho ou debaixo da arvore de Natal. Querida Manuela, que nessa data festiva que se aproxima tenhas à mesa todos os que amas, com muita alegria e saúde. Obrigada pelo carinho da visita e..." aquele abraço " carregadinho de amizade
      Emilia

      Eliminar
  27. Muito obrigado para sua visita
    Percebo bem ,a difficuldades para enviar um comentário
    Mas a base é exactamente o mesmo
    Nome do seu blog
    email
    titre
    responder
    código
    enviar

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tentarei de novo, Alfacinha! Obrigadacpela visita. Desejo-te tudo de bom, principalmente, muita saúde e alegria. Beijinho
      Emilia

      Eliminar
  28. Respostas
    1. Que bom ver-te por aqui, Dé! Não tinha dúvidas de que irias gostar, pois a Betânia, declamando Fernando Pessoa, é uma maravilha . A língua portuguesa aqui em grande, Beijinhos, filhote!
      Mami

      Eliminar
  29. Gostei imenso de ver como a Betânia dizia o Fernando Pessoa neste poema magistral (nunca tinha ouvido). Ela foi brilhante. Tal como é uma cantora brilhante.
    Obrigado pela partilha.
    Boa semana, querida amiga Emília.
    Beijo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada por teres voltado aqui, Jaime. É muito bom quando sentimos que as nossas publicações agradam. Bethania e Fernando Pessoa representam EM GRANDE a lingua pprtuguesa. Um beijinho e tudo de bom, amigo!
      Emilia

      Eliminar
  30. Magistral partilha, Emília!
    Desconhecia por completo este poema de Pessoa... e por consequência ainda mais esta soberba declamação de Bethânia...
    Pura maravilha, este post, Emília! Adorei!
    Um beijinho enorme! Desejando que este mês seja também um mês repleto de saúde, amor e paz, para si e todos os seus, desde já, Emília... embora venha renovar os meus votos de um bom Natal... mais perto da data...
    Beijinhos! Feliz semana!
    Ana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sabes, Ana, eu conhecia este poema, porque há uns anitos ( não sei quantos...) fiz esta mesma publicação e resolvi repeti-la por achar muito pertinente o tema para a quadra que vivemos. Aqui é retratado um Jesus Menino, criança como tantas outras, principalmente como tantas outras que ainda hoje nascem e vivem em condições precárias, crianças que, como Ele, sonham com um mundo melhor. Fiquei muito feliz por teres gostado e desejo que, ao contrário de muita gente, consigas chegar ao Natal com serenidade e, sem correrias. Um beijinho e muito obrigada pelo carinho
      Emilia

      Eliminar
  31. Oi Emilia então... Li muito Fernando Pessoa,
    e ficou lindo na voz de Maria. B. ; me lembrei que essa
    semana reabriram o museu da lingua portuguesa com o apoio de colaboradores de Portugal.
    Esse post ficou lindo na medida certa!
    Boa continuação de semana.
    janicce.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Deste-me uma noticia maravilhosa, Janicce. Há uns seis anos, vistei o museu da Lingua portuguesa, em S. Paulo, na antiga estação da Luz; era Gilberto Gil o ministro da cultura. Fiquei encantada com o museu onde a língua portuguesa estava muito bem retratada e explicada. Tive muita pena quando soube do incêndio e ainda bem que conseguiram recuperar e abri-lo de novo, pois é uma obra maravilhosa. Janicce, muito obrigada pela visita e desejo que os teus dias sejam de paz, saúde e alegria. Um beijinho
      Emília

      Eliminar
  32. Minha querida amiga
    ADORO este video!
    Na minha modesta opinião Fernando Pessoa estava particularmente inspirado quando escreveu este poema, e Maria Betânia declama-o duma forma magistral.
    Não me canso de o ouvir...
    A tua escolha foi óptima.

    Que as Festas Natalícias sejam muito felizes, para ti e toda a família (aos ausentes desejo, particularmente, muita saúde...)

    Continuação de boa semana.
    Beijinhos
    MARIAZITA / A CASA DA MARIQUINHAS

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois eu acho que tens muita razão, Mariazita...não o imaginava a fazer um poema tão ternurento e foi uma surpresa para mim quando o li pela primeira vez. Gosto muito deste Menino Jesus. Querida amiga, muito obrigada pelo carinho e, apesar das ausências, tentemos fazer da noite que se aproxima, um momento de alegria e de confraternização com os que amamos e nos amam. E com esses meus desejos vai um grande abraço carregadinho do melhor que tenho para oferecer, a minha sincera amizade. Um bom Natal , AMIGA!
      Emilia

      Eliminar
  33. Respostas
    1. Que bom ver-te aqui, Pérola Fico feliz que tenhas gostado. Aproveito para te desejar um Natal feliz, com muita saúde e serenidade. Um beijinho
      Emilia

      Eliminar