quarta-feira, 29 de outubro de 2014

EDUARDO GALEANO - FANTÁSTICO!




 Eduardo Galeano nasceu em Montevidéu, Uruguai, em 3 de setembro de 1940. Em sua cidade natal, foi chefe de redação do semanário Marcha e diretor do jornal Época. Fundou e dirigiu a revista Crisis, em Buenos Aires. A partir de 1973, esteve exilado na Argentina e na Espanha; no início de 1985, voltou ao Uruguai, residindo desde então em Montevidéu. É autor de vários livros, traduzidos em mais de vinte países, e de uma vasta obra jornalística. Recebeu o prêmio Casa de Las Américas em 1975 e 1978, e o prêmio Aloa, promovido pelas casas editoras dinamarquesas, em 1993. A trilogia Memória do fogo foi premiada pelo Ministério da Cultura do Uruguai e recebeu o American Book Award (Washington University, EUA) em 1989. Em 1999, Galeano foi o primeiro autor homenageado com o prêmio à Liberdade Cultural, da Lannan Foundation (Novo México). É autor de De pernas pro ar, Dias e noites de amor e de guerra, Futebol ao sol e à sombra, O livro dos abraços, Memória do fogo (que engloba Os nascimentos, As caras e as máscaras e O século do vento), Mulheres, As palavras andantes, Vagamundo, As veias abertas da América Latina e Os filhos dos dias


in  L&PM Editores

Não podia deixar de partilhar convosco esta entrevista que me deixou fascinada.
Já tinha ouvido falar deste Senhor, mas não conhecia as suas idéias. Pena que os poderosos deste nosso mundo não o ouçam. Seria tudo tão diferente!!!!

Emília

47 comentários:

  1. Tem razão amiga. É fantástico. E muito esclarecedor.
    Um abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também achei muito esclarecedor e gostei muito daquela parte onde fala do direito que a standart&poors tem de avaliar a conduta dos outros países.Quanto ao que pensa sobre um mundo melhor, claro, seria muito bom se o ser humano agisse assim, as isso é a tal utopia de que ele também fala, a utopia que nos faz avançar sempre com esperança de esse mundo melhor chegue.Obrigada, Elvira e um beijinho
      Emília

      Eliminar
  2. Boa noite, Emília
    Gostei imenso da entrevista. Muitas dúvidas foram esclarecidas.
    Obrigado por partilhares.
    Um beijo
    Miguel

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pouco conhecia deste escritor e gostei muito das suas ideias. É um sonhador como tantos de nós, mas sonho é preciso para que não desistamos perante tanta insensatez dos governantes e poderosos. Um beijinho, Miguel e obrigada.
      Emília

      Eliminar
  3. Muto bom Emília
    Um escrito que gosto muito _ tem uma linguagem clara e é direto _fala o que pensa e pensa como nós .
    Boa partilha.
    um abraço grande

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada, Lis! Gostei muito dele, da maneira como fala e da serenidade que transmite. Era bom que conseguissemos seguir os conselhos dele, viver simplesmente, trabalhar para viver e não viver para trabalhar. Fazemos o contrário e por isso estamos sempre a dizer que o tempo voa. Beijinhos, amiga e obrigada pela visita.
      Emília

      Eliminar
  4. Como dice el dicho
    Haz lo que el cura dice no lo que hace!

    Ojala yo tuviera su dinero y pudiera pagar la sociedad medica donde el se trata, que es la mas cara de mi pais,
    El no va a los hospitales donde vamos los poco pudiente.
    Lo del dicho haz lo que dice no lo que hace

    Cariños

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É sempre assim, Abuela! Dizer é uma coisa e fazer é outra.Claro que com muito dinheiro se compra a melhor saúde, as melhores escolas e tudo o mais que houver de melhor; Se eu tivesse o dinheiro dele de certeza que faria o mesmo. O problema não está aí, mas sim, nas injustiças sociais, na má distribuição das riquezas e oportunidades. Os poderosos, os governos não pensam no povo e o dinheiro dos impostos nunca é canalizado para onde é mais necessário que é a saúde e educação para todos. Aqui em Portugal o fosso entre ricos e pobres aumenta a cada dia e já há muita fome. Sabes, Abuela a ganância pelo dinheiro e poder é muito grande e penso que vai continuar assim. Para que tivessemos esse mundo que ele descreve era necessário uma mudança de mentalidades muito grande e isso não vai acontecer. Obrigada, querida amiga pela visita. Beijinhos
      Emília

      Eliminar
  5. Homens de pensamento profundamente livre.
    Lutadores por um ideal até ao seu último alento de vida.
    O exílio é ainda um prémio que os falsos políticos usam e abusam.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Hoje o mundo está melhor em questões de liberdade e de igualdade, embora em alguns países ainda se lute muito por isso. Deve ser por isso que pouco vemos pessoas a lutarem por ideais, como no tempo em que esta e outras pessoas o fizeram e por isso foram perseguidos e exilados. Nós estamos com tantos problemas na nossa sociedade, tanto desgoverno, tanta corrupção e já tanta fome também e ficamos só nos queixando, como que anestesiados. Parece que falta ao povo português aquela coragem de antigamente, aquela coragem que acabou com a ditadura de uma maneira tão pacífica." Lutadores por um ideal ", Luis, acabaram e deste modo o poder vai aumentando e os governantes fazendo o que bem entendem. Um beijinho, amigo e obrigada. Fica bem
      Emília

      Eliminar
  6. Interessante...Uma forma muito clara de expor o pensamento... Porque ha pessoas muito sombrias que ignoram os outros...
    Obrigada pela partilha.
    Beijos e abraços
    Marta

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pensamentos expostos com muita serenidade e clareza, de facto. Gostei muito do que disse e agradou-me a explicação que deu sobre o significado da palavra utopia. É ela sim que nos faz avançar, amiga, porque se não fosse esse sonho, essa esperança de que as coisas melhorarão já teríamos sucumbido de tristeza.. O que vemos à nossa volta é muita decepção e desânimo. Obrigada, Marta pela visita. Um beijinho e até sempre.
      Emília

      Eliminar
  7. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Este comentário foi removido pelo autor.

      Eliminar

  8. Há dias estive a ler frases dele e adorei esta.

    “Vivemos em plena cultura da aparência: o contrato de casamento importa mais que o amor, o funeral mais que o morto, as roupas mais do que o corpo e a missa mais do que Deus.”

    Sem dúvida que vivemos num mudo divido em "Indignos e indignados".

    Beijinhos.

    Lisa

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mas que bela frase, Lisa. Há pessoas que só pelo facto de irem à missa todos os Domingo, já se classificam de Católicos praticantes, quando muitas vezes é o único preceito que praticam e nos funerais é uma coisa impressionante, também; muitas vezes nem se conhece o morto, mas devido a relacionamentos com este e com aquele o melhor é ir. Os casamentos, esse, é só olhar para o luxo das cerimónias; um anos depois uma grande parte se separa . Enfim...uma vida de aparências em todos os aspectos, amiga! Um bom fim de semana e muitos beijinhos
      Emília

      Eliminar
  9. Gostei de ver, porque realmente Eduardo Galeano é de excepção.Já o coloquei num dos meus blogues há tempos.

    Faz tocar aleluias e pena é que a realidade seja tão diferente do que ele propõe.

    Beijinhos com muito carinho e bons sonhos, Mila

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Gostei deste teu " tocar aleluias ", amiga! Não conhecia o termo, mas é isso mesmo. A realidade é bem diferente e esse mundo que ele propões, infelizmente é uma utopia, o tal motor que nos faz caminhar com esperança. Beijinhos, amiga e um bom fim de semana
      Emília

      Eliminar
  10. Gracias por tu visita
    Tienes razon los tiempos modernos no siempre van acompañando bien a los ancianos
    La familia es piedra fundamental de la buena convivencia.
    Gracias a Dios mi familia es muy unida y mis hijos , nueras y nietos, asi como consuegras, sabemos querenos y respetarnos, pudiendo asi estar seguidamente reunidos y en alegria.
    Asimismo ahradezco el estar acompañada por dos hijos que viven junto a mi aunque cada uno en su residencia.
    Creo que es fundamental sembrar siempre bondades para luego a esta altura de la vida recibir afecto.
    Porque no siempre el dinero logra la felicidad, ayuda pero no mas.

    Recibe mi cariño y agradecimiento por tus palabras

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Fiquei muito contente por cá teres voltado, Abuela para falares de um tema tão interessante e que preocupa a todos.Claro que é fundamental semear bondade para colher afetos quando deles mais precisarmos. A minha sogra costumava dizer " temos que ser muito amigos dos filhos para que um dia eles sejam nossos amigos". Foi isso que aconteceu, pois teve sempre muito carinho de todos os filhos quando a velhice chegou e ficou acamada uns tempos. Obrigada, querida amiga pelo teu testemunho e desejo-te um bom fim de semana. Um beijinhos
      Emília

      Eliminar
  11. Muito pior que não o ouvirem, é o poder (político e económico) evitar que os indignados o ouçam, através do controlo que fazem à comunicação social.
    Tem um bom fim de semana, querida amiga Emília.
    Beijo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É verdade, Nilson, além de indignados começam também a viver na ignorância, pois muita coisa não é dita claramente. Além disso, as notícias começam a ser tão repetitivas e tão desanimadoras que muitos já nem as ouvem;. preferem ver filmes ou novelas para ver se conseguem viver com mais optimismo. Já começamos a ficar cansados de tanta asneira sem que haja maneira de as travar; é uma atrás da outra, amigo! Um bom fim de semana e obrigada pela visita. Um beijinho
      Emília.

      Eliminar
  12. Um sonhador? Sem dúvida, mas um sonhador acordado... e muito esclarecido.
    Talvez até demais... e por isso mesmo não lhe é dado o relevo merecido.
    Claro que a comunicação social só diz o que lhe é permitido dizer. A verdade, digam o que disserem, é que a censura (já) existe, e a ignorância vai alastrando, como convém a quem quer ser "rei absoluto".
    Para quando um novo dilúvio??? Seria a melhor forma de limpar/lavar o planeta!

    Enquanto isso não acontece... desejo-te um Domingo luminoso, querida amiga.
    Beijinhos
    Mariazita

    Obrigada p.p. na «CASA»

    ResponderEliminar
  13. Amiga, Bom dia

    Voltarei para continuar a ouvir as palavras inspiradas deste Homem.

    Bjs

    Olinda

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim senhor, querida Olinda! Aqui te espero, então. Até já. Beijinhos
      Emília

      Eliminar
  14. Bom dia, Eduardo Galeano é um humanista que os exploradores conhecem mas ignoram, a verdade é uma arma que incomoda, para os exploradores é necessário combater a verdade com a ignorância, a redução de escolas, professores, proteger o ensino privado é a arma, com a conivência dos cínicos (submissos ao poder económico) que dizem que são governantes eleitos democraticamente, cada vez mais tiram a dignidade de vida ao povo para que estes no futuro sejam mais ignorantes, assim eles estão mais seguros.
    AG

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá António. Claro que a ignorância interessa aos que se querem impôr pelo poder. E da maneira que isto está, educação será só para uns poucos priveligiados como antigamente e o povo voltará à ignorância de outros tempos Gostei da alusão à Islandia, um país pequeno , mas que soube dizer não ao poder financeiro e resolveu os seus problemas sem a ajuda de quem não tem nada a a ver com eles Um lição para todos os outros que parecem " cordeirinhos " a a obedecer aos mais poderosos. Um beijinho, amigo e obrigada
      Emília

      Eliminar
  15. Respostas
    1. Olá Sonica! Há quanto tempo, amiga!!!. Fico feliz que tenha vindo e mais ainda por ter gostado desta entrevista. Tudo de bom. Um beijinho e obrigada!
      Emília

      Eliminar
  16. Se este senhor tivesse poder começaria a pensar diferente.

    É o mal da politica, do poder...corrompe.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É isso, Pérola. Infelizmente o poder, as finanças estão tão corruptas que nos custa a acreditar que algum lider, daqueles verdadeiros, apareça com uma mentalidade diferente. É triste termos essa percepção e já não acreditarmos na mudança para melhor. Um beijinho, amiga e desejo-te uma bela semana
      Emília

      Eliminar
  17. Então, esse é um Homem com letra maiúscula.
    Querida Emília, beijo!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O´lá Shirley. É sim, um " Homem com letra maiúscula ", pena que não haja políticos assim. Deve haver, mas quando chegam ao poder deixam-se corromper. Um beijinho e uma bela semana; por aqui começou feia, com muita chuva e vento.
      Emília

      Eliminar
  18. Respostas
    1. Olá Lisette! Fico feliz que tenha gostado. Desejo-lhe uma boa semana e agradeço muito por te vindo. Beijinhos e até breve.
      Emília

      Eliminar
  19. Gente bem esclarecida! gostei imenso da entrevista!
    Bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Precisamos tanto de " gente bem esclarecida ", não é amiga? Apesar de não se vislumbrar gente desse tipo ainda por cima querem manter-nos na ignorância. Um beijinho. Lilás e muito obrigada pela visita. Apesar deste dia tão chuvoso, parecendo Inverno, espero que a semana te corra bem. Um beijinho
      Emíluia

      Eliminar
  20. Realmente lindo! beijos, ótima semana! chica

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada, Chica! É bom quando agrado os meus amigos. Espero que todos os teus dias sejam iluminados. Beijinhos
      Emília

      Eliminar
  21. O homem sabe do que fala. Mas só alguns o ouvem e entendem!
    Beijinho para si!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É sempre muito bom vê-lo por cá , Vieira Calado! Claro que não interessa nada aos poderosos ouvir o que este Senhor tem a dizer. pois, como se costuma dizer " ele põe o dedo na ferida " e isso nunca agrada. Muito obrigada, amigo e...apareça mais vezes, sim? Um beijinho e fica bem!
      Emília

      Eliminar
  22. Vim à procura de mais...
    Tem um bom resto de semana, querida amiga Emília.
    Beijo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito obrigada, Nilson e...aqui está mais um post. Espero que gostes, pois é importante para mim ir de encontro aos gostos dos meus amigos. Um beijinho e até breve.
      Emília

      Eliminar
  23. Emília: É um homem que sabe o diz é penas que poucas pessoas entendam aquilo que ele diz.
    Beijos
    Santa Cruz

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ele sabe muito bem aquilo que diz e. claro não interessa muito que se conheça as ideias dele, por isso nunca o ouvimos na nossa comunicação social, ou melhor, pelo menos eu nunca tinha ouvido falar dele nos nossos noticiários. Pode ser igorância minha, amigo! Muito obrigada pela atenção que dás ao Começar de Novo , Santa Cruz e desejo-te dias muito iluminados. Até sempre e um beijinho
      Emília

      Eliminar
  24. Querida Emília

    Demorei mas voltei.
    Estive a ouvir com todo o recolhimento Eduardo Galeano. Um olhar sobre o mundo em que vivemos, um olhar sobre aqueles que o governam, entidades quase abstractas se não lhes sentíssemos o efeito no nosso dia-a-dia. As Agências todas poderosas que mandam em tudo e todos e no entanto não foram eleitas por ninguém. Também gostei muito de o ouvir na leitura do seu texto. Uma visão do mundo e das coisas em que tudo é importante: a criança, a natureza, cada um na sua profissão, cada um mandatado para uma missão na vida. E mais, a desvalorização do dinheiro e o primado da consciência dos valores.

    Obrigada, amiga.

    Beijinhos

    Olinda

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Gostei muito também da sua visão de um mundo melhor. Todos gostaríamos que assim fosse e é essa Utopia que nos faz caminhar, como também ele diz, caminhar acreditando que isso um dia acontecerá. Obrigada, Olinda por teres cá voltado com um comentário, como sempre muito assertivo. Beijinhos
      Emília

      Eliminar