terça-feira, 16 de setembro de 2014

ENCONTROS E.....





 Mande notícias do mundo de lá
 Diz quem fica Me dê um abraço, venha me apertar
 Tô chegando
 Coisa que gosto é poder partir
 Sem ter planos
 Melhor ainda é poder voltar
 Quando quero
 Todos os dias é um vai-e-vem
 A vida se repete na estação
 Tem gente que chega pra ficar
Tem gente que vai pra nunca mais
Tem gente que vem e quer voltar
Tem gente que vai e quer ficar
Tem gente que veio só olhar
Tem gente a sorrir e a chorar
 E assim, chegar e partir

São só dois lados
 Da mesma viagem
 O trem que chega
 É o mesmo trem da partida
 A hora do encontro
 É também de despedida
 A plataforma dessa estação
 É a vida desse meu lugar
 É a vida desse meu lugar
 É a vida


E assim é a vida neste nosso lugar: um vai e vem...um ir e voltar ou um ir e não mais voltar. Também é rir e chorar...encontrar...despedir...abraçar...

O que não devemos é pensar que viemos " só olhar " 


Espero que gostem!

Emília Pinto


45 comentários:

  1. É linda essa música!!Adoro! bjs, tudo de bom,chica

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Adoro a música e a cantora, parecidíssima com a sua mãe. Obrigada, Chica. Um beijinho e até sempre.
      Emília

      Eliminar
  2. A vida é, sem dúvida, um local de encontros, desencontros e , infelizmente, partidas.

    A canção é belíssima, descrevendo, correctamente , a VIDA!

    Beijinhos.

    Lisa

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O pior são mesmo as partidas definitivas, mas temos que nos preparar para elas, pois são as mais certas. Doem muito , mas são as que ,de certeza, fazem parte desta vida aqui tão bem cantada. Um beijinho, Lisa e muito obrigada pela visita. Até breve.
      Emília

      Eliminar
  3. Uma linda canção.Um poema carregado de vida.
    Quer se queira ou não queira a vida é uma viagem sempre em movimento.
    Haverá sempre as duas partes ir e ficar. Depois há os que partem para nunca mais voltar.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É a maior certeza que temos, Luis a de que um dia a viagem será só de ida, por isso aproveitem-la o melhor que pudermos e soubermos. Obrigada, amigo pela visita. Um beijinho
      Emília

      Eliminar
  4. Comecei por sentir um arrepio , pois a toada da voz de Maria Rita , lembra a Mãe .

    Quanto à letra deste óptima canção não podia ser mais definidora da vida . Dessa viagem que todos fazemos . Ficando uns mais que outros , conforme a necessidade de cada alma .

    Um beijo , Emilia , e agradeço a partilha ,
    Maria

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olha ; Maria, sinto o mesmo quando a ouço, parece-me ouvir a mãe dela. Já a vi ao vivo no coliseu do Porto e tive a mesma sensação, parece que estamos a ver a Elis; só falta o cabelo curtinho. E foi por isso, porque a alma dela necessitou, que a Elis nos deixou tão cedo. Só ela sabe !. Um beijinho e obrigada!
      Emília

      Eliminar
  5. Gosto imenso desta canção que oiço todos os dias, já que estou a acompanhar uma novela que a SIC transmitiu numa época em que não pude acompanhar. A Senhora do Destino.
    A vida é isso mesmo.
    Um abraço e tudo de bom para si.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada, Elvira pelo carinho. Fico muito feliz que tenhas gostado. Não vi nem estou a ver essa novela, mas dizem-me que é muito boa. Um retrato fiel do que é a vida está nesta letra, amiga e por isso gosto tanto dela. Um beijinho e fica bem! Até sempre!
      Emília

      Eliminar
  6. Uma certeza absoluta...Num destino a desvendar, com chegadas e partidas...
    Obrigada pela visita..
    Beijos e abraços
    Marta

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois é, Marta, chegadas e paridas, encontros e desencontros até que um dia a ida será sem volta. Essa é a nossa maior certeza. Beijinhos e obrigada!
      Emília

      Eliminar
  7. Gosto da voz da Maria Rita e a letra é muito bonita.
    Boa escolha. Desejo que a amiga esteja bem.
    Bj.
    Irene Alves

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada, Irene! Apesar de tanta chuva, cá vou andando, como diz a letra, umas vezes a rir, outras a chorar, mas também a encontrar...a abraçar...a amar a Vida. Um beijinho amiga
      Emília

      Eliminar
  8. Só olhar? Não, viemos escrever uma história.
    Beijos, Emília!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Disseste muito bem..." viemos escrever uma história ". Obrigada, Shirley e fica bem. Um abraço amigo. Até sempre.
      Emília

      Eliminar
  9. Eu não gosto...amo simplesmente.

    Lindo, de verdade.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Que bom, Pérola! Gosto muito quando as minhas mensagens agradam aos meus amigos. Sempre coloco aqui aquilo que gosto e me transmita uma mensagem que me leve a reflectir sobre o que faço com a minha vida. Obrigada, amigas pelo carinho. Volta sempre. Um beijinho
      Emília.

      Eliminar
  10. Respostas
    1. Olá Daniel. É sempre um gosto ver-te por aqui e muito mais quando sinto que gostas do que publico. Um beijinho e muito obrigada.
      Emília

      Eliminar
  11. A canção é linda e a Maria Rita é uma grande intérprete.
    Gostei imenso, pois claro.
    Obrigado pela partilha, pois acho que nunca tinha ouvido esta canção.
    Tem um bom fim de semana, querida amiga Emília.
    Beijo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada, Nilson. Acho a Maria Rita parecidíssima com a mãe na voz e jeito de cantar e adoro ouvi-la. Desejo-te também um bom fim de semana, apesar deste tempo de autêntico Inverno. Um beijinho e até sempre.
      Emília

      Eliminar
  12. A grande poesia é essa, cantada no coração! abraços

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É isso mesmo, Ives o que nos sai do coração se ele for humano é sempre um belo poema que devemos partilhar com os outros. Beijinhos e muito obrigada pela visita. Um bom fim de semana, amigo!
      Emília

      Eliminar
  13. Respostas
    1. Olá Isy! ´Sim, boa poesia, música e interpretação. Fico contente que tenhas gostado. Um beijinho e muito obrigada pela visita.
      Emília

      Eliminar
  14. Respostas
    1. Também acho uma maravilha, Lisette, por isso decidi partilhar, apesar de saber que já seria muito conhecida. Um beijinho, amiga e muito obrigada.
      Emília

      Eliminar
  15. OI AMÍLIA!
    ESTA LETRA É LINDÍSSIMA E SEMPRE QUE OUÇO A MARIA RITA CANTÁ-LA, PENSO NO QUANTO ELA SE PARECE COM A MÃE, A SAUDOSA ELÍS REGINA.
    MUITO BOM TEU POST, ADORE.
    ABRÇS
    http://zilanicelia.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E verdade, Zilani, são parecidíssimas e quando ouço , nunca sei qual delas é. Adorei esta letra, pois faz um retrato fiel da vida de cada um de nós. Beijinhos, amiga e muito obrigada pelo carinho
      Emília

      Eliminar
  16. Sim, é a Vida.
    Chegadas e partidas, encontros e desencontros, um ir e vir constante, duas faces da mesma moeda.
    E por mais que desejemos ter os nossos sempre ao pé de nós e que não haja desencontros e desentendimentos no que se refere a ideias e opiniões há sempre um momento em que acontece. Então, há que encontrar dentro de nós a vontade de harmonizar.

    Querida Emília, adorei esta mensagem. Demorei a aqui chegar, pois estou a meio gás no que se refere a meios tecnológicos de comunicação.

    Bom domingo.

    Beijinhos

    Olinda

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não poderia ser de outra maneira, Olinda, já que somos individuos e portanto diferentes. Custa-nos a aceitar e por vezes teimamos , achando que os outros têm de pensar e agir como nós. Com a idade vamos ficando mais assertivos , aceitando as diferenças sem conflitos, pelo menos é essa a nossa obrigação, aprender com a vida e com o passar dos anos. Muito difícil é aceitar as partidas definitivas, as idas sem volta; para essas nunca estamos preparados. Amiga, estou " em dívida " para com o Xaile de seda, mas, tenho cá o meu irmão e cunhada que moram no Brasil e o tempo fica escasso para as minhas visitas. Em breve voltarei à normalidade. Muito obrigada, pelo carinho e até sempre. Um beijinho e tudo de bom!
      Emília

      Eliminar
  17. A minha vida foi marcada por encontros e despedidas, com apenas 4 anos a minha irmã mais velha partia e só regressava nas férias...eu sofria em cada despedida...
    Bjs

    estou de volta...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Claro que se sofre muito com as despedidas mesmo que sejam temporárias, mas são uma realidade na vida de todos e por isso há que aceitar. Até hoje sofro disso, pois pais e irmão estão no Brasil e, claro há constantes idas e vindas Daqui a uma semana terei uma despedida, o meu irmão está cá e voltará para o Brasil; agora a casa está cheia e depois virá um vazio desagradável. Muito obrigada, Lilás pela visita e brevemente irei sentir o perfume do teu jacarandá.. Beijinhos
      Emília

      Eliminar
  18. E eu voltarei sempre que haja alguem no cais para me abraçar!
    Uma letra tão a propósito depois deste ninho vazio, mas que espera ser preenchido com a vigem da vida.
    Sempre oportuna Emilia
    Terno abarço!
    ....
    Sei que estou a ter problemas com o Feed do anjoazul. Não sei porquê. Mas como não domino informática,- só o qb,- espero que o blogger resolva....

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não tenho ido ao Anjo Azul, querida, Manuela, porque, como já disse acima estou com visitas e o tempo escasseia. Quanto à informática eu sou uma " nódoa " ainda.; só o qb e o resto fica para os meus filhos que me ajudam em qualquer dificuldade.Quando não temos ninguém no cais para nos abraçar a volta já pouco interessa, amiga. Enquanto tivermos um abraço à nossa espera valem a pena as idas e as voltas, mesmo que de vez em quando sejam dolorosas. Muito obrigada, pelas palavras sempre simpáticas, amiga. Fica bem. Um beijinho
      Emília.

      Eliminar
  19. Como já comentei, desejo-te "apenas" um bom resto de semana, querida amiga Emília.
    Beijo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito obrigada, Nilson. Um bom fim de semana e muita saúde sempre. Um beijinho
      Emíliai

      Eliminar
  20. Uma música que gosto muito Emiia
    E Maria Rita lembra tanto a mãe que foi embora tão cedo;
    Que bonito ver que o DNA garantiu a continuidade.
    um abraço grande

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É verdade, Lis! Já tive o prazer de a ver aqui no Coliseu do Porto e fiquei fascinada, pois parecia que estava a ver a Elis Regina que nos deixou tão cedo . A letra é um retrato fiel da nossa passagem aqui por este mundo. Obrigada pela presença, amiga e até breve. Um beijinho
      Emília

      Eliminar
  21. ,Oi Emilia, eu gosto muito da voz dessa cantora, assim como a voz da nossa querida e saudosa Elis Regina sua mãe. Muito boa escolha, a letra é perfeita. Amei.
    Quero te agradecer a presença lá no blog. Um grande abraço.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Que bom, Lourdinha! Fico sempre muito contente quando agrado os meus amigos. Sempre admirei muito a Elis Regina e agora temos a filha que dá continuidade ao trabalho da mãe fazendo assim que nunca a esqueçamos. Um beijinho, amiga e muito obrigada.
      Emília

      Eliminar
  22. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar
  23. Já assisti a partidas que mal sabia eu que eram definitivas!
    Bj

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Desculpa só hoje te responder, amigo, mas...só agora vi. Por acaso ainda me não aconteceu isso, mas deve ser triste. Beijinho e obrigada
      Emília

      Eliminar