quarta-feira, 1 de dezembro de 2010

FILHOS SÃO COMO NAVIOS







O grande ensinamento educativo é que a criança não pode fazer simplesmente o que tem vontade, mas deve administrar essa vontade.E tem de educar a vontade para se proteger e dar condições para que a criança cuide da própria segurança.O lugar mais seguro para o navio ficar é no porto. Mas essa não é a finalidade para a qual foi construído. Para um navio bem construído, o mundo é pequeno.Os pais são um porto seguro para os filhos até que eles se tornem independentes. Embora possam pensar que o lugar mais seguro para as crianças é junto deles, os filhos devem ser preparados para navegar mar adentro, enfrentando bom e mau tempo para atingir seus objetivos. A criança deve ser educada e preparada para ser seu próprio porto seguro. Assim, o mundo também será pequeno para ela, porque mais amplos serão seus horizontes...Nem sempre os navios vão para o lugar que seus fabricantes imaginaram. Ninguém pode garantir que caminho o filho vai seguir, mas, seja para onde for, deve levar dentro dele valores como ética, humildade, humanidade, honestidade, disciplina e gratidão, dispondo-se a aprender sempre e a transmitir o que puder com vistas a estabelecer relacionamentos integrais com todas as pessoas, independentemente de sua origem, cor, credo e condições socioeconômicas e culturais.O filho nasceu dos pais, mas é um cidadão do mundo.


Içami TibaI
n: QUEM AMA EDUCA
Editora Gentep. 258

PS. É mesmo.... lá vão... mar adentro e nós esperamos.... sempre na ansiedade.....sempre à escuta...

Herminia

25 comentários:

  1. Muito interessante este texto Hermínia! Embora nos custe muito a aceitar, os filhos não são nossos; um dia eles ecolhem o navio e lá vão...navegam pelos mares que optaram atravessar...mares calmos algumas vezes, outras porém raivosos, com ondas gigantescas parecendo querer dar cabo do navio. A nós, pais, só nos resta observar e esperar que eles voltem seguros ao porto de abrigo que eles mesmos construiram. Não é muito fácil vê-los partir, mas tem que ser...um dia já nós fizemos o mesmo. Um beijinho e parabéns! Gostei muito
    Emília

    ResponderEliminar
  2. Vamos comemorarmos juntos na Interação de amigos a festa de aniver de uma grande amiga??
    Vou te esperar por lá.
    Venha brindar, brincar com mais uma amigo na Interação.
    é muito bom poder compartilhar com os amigos do coração uma festa entre amigos.
    Seja bem vinda.
    A Interação de amigos agradece a sua companhia.
    VAMOS BRINDAR!!!
    Carinhosamente,
    Sandra

    ResponderEliminar
  3. UM LINDO E BELO TEXTO EMILIA.
    PARABÉNS.
    SANDRA

    ResponderEliminar
  4. Olá

    Os filhos não são propriedade nossa.Preparamos-lhes as asas para voarem, com a certeza que seremos sempre o seu "porto seguro".

    Adorei o texto.

    Beijos.

    ResponderEliminar
  5. Gostaria muito que minha mãe estivesse viva para ler este texto.
    Abençoadas as mães que entendem que filhos são mesmo do mundo!
    Parabéns e bjs para duas queridas.

    ResponderEliminar
  6. Esse é um grande e correto pensamento. Içami Tiba é muito bom. tenho vários livros e textos dele.

    ResponderEliminar
  7. Que lindo texto Hermínia (não conheço este autor). Quando o li lembrei-me de um outro que também me tocou muito e que recordo em muitos momentos da minha vida. Creio que é algo que deverá estar sempre presente nos nossos corações: Damos as asas aos nossos filhos justamente para eles voarem muito, muito alto. Embora deva conhecer deixo-lhe o texto porque acho que se complementam e alicerçam, em nós, definitivamente a certeza de que "os filhos são como navios." Um abraço e bom fim de semana!
    Teresa

    "Vossos filhos não são vossos filhos,
    são os filhos e as filhas da ânsia da vida por si mesma.
    Vêm através de vós, mas não de vós.
    E embora vivam convosco, não vos pertencem.
    Podeis outorgar-lhes vosso amor,
    mas não vossos pensamentos.
    Porque eles têm seus próprios pensamentos.
    Podeis abrigar seus corpos, mas não suas almas;
    Pois suas almas moram na mansão do amanhã,
    que vós não podeis visitar nem mesmo em sonho.
    Podeis esforçar-vos por ser como eles,
    mas não podem fazê-los como vós,
    Porque a vida não anda para trás
    e não se demora com os dias passados.
    Vós sois os arcos dos quais vossos filhos
    são arremessados como flechas vivas.
    O Arqueiro mira o alvo na senda do infinito
    e vos estica com toda a sua força
    para que suas flechas se projetem rápido e para longe.
    Que vosso encurvamento na mão do Arqueiro seja vossa alegria;
    Pois assim como Ele ama a flecha que voa,
    ama também o arco que permanece estável."

    Kahilil Gibran

    ResponderEliminar
  8. Oi Emilia!
    Sabia que ia gostar...somos mães e quase igualzinhas.Sabemos que crescem e se vão , mas doi tanto, por isso esperamos....
    Até breve
    Herminia

    ResponderEliminar
  9. Oi Sandra!
    Obrigada pela sua visita e ter gostado do texto, que a todas diz respeito.
    Até breve
    Herminia e Emilia

    ResponderEliminar
  10. Oi MonaLisa!
    Obrigada por ter vindo e é como diz, ensinamos a voar, e cada um escolhe o seu rumo, o certo é nós sempre os esperamos.
    Até breve
    Herminia

    ResponderEliminar
  11. Oi Eliane!
    Foi Bom ter gostado, e gostamos de a ver por aqui, fazemos por trazer ao nosso cantinho ,textos que se aproximem de nó~s.
    Até breve
    Herminia

    ResponderEliminar
  12. Oi Bernardete!
    Gostei do texto da grande mensagem que nos transmite.
    Obrigada por ter e gostado e ter vindo.
    Até breve
    Herminia

    ResponderEliminar
  13. Oi Optimismo!
    Não conhecia este texto, mas como diz e concordo complementa-se, não é preciso ser mãe, basta ser filho a quem foi transmitido todos os valores morais, para saberem, quanta verdade transpira este texto.
    Obrigada pela colaboração.
    Até breve
    Herminia

    ResponderEliminar
  14. Assino embaixo Hermínia, o texto é bem verdadeiro.
    O que estou notando é que hoje em dia está havendo uma mudança, mesmo que devagar, mas está. No meu tempo queríamos morar só muito cedo, ser independentes, mandar no nosso próprio nariz.
    Talvez pela maior liberdade e confiança que temos dado aos jovens de hoje a coisa esteja mudando e eles ficam mais tempo com os pais, e preferem se estruturar primeiro para depois alçarem voo sozinhos.

    Bjs no coração!

    Nilce

    ResponderEliminar
  15. Olá meninas do começar.como san«bem não tenho filhos, mas a dedicação/preocupação com os sobrinhos que tenho, mesmo os adultos, fazem-me estar atenta e "providenciar" para que eles tenham uma vida tanto quanto possível estável.
    Os mais novos, na adolescência, tornam-se irreverentes, principalmente a S.
    Incrível como em tão pouco tempo elas mudam... A escola, as amizades... E nós, adultos, que já passámos por lá, sabemo-mo-lo, embora com os nosso pais tivéssemos outro tipo de comportamento e não refilávamos com eles. Hoje tudo mudou e receamos o que pode vir.
    Mas , na verdade, eles têm de seguir a sua viagem, por mais que nos doa.Beijinho

    ResponderEliminar
  16. eu que sou pai de agora, estou aprendendo essas coisas na prática

    ResponderEliminar
  17. Oi Nilce!
    É certo que os jovens hoje saem bem mais tarde de casa,mas infelizmente, não conseguem empregos ,por mais cursos que tenham, por mais formações que façam, poucos conseguem , e na maioria dos casos ,seria somente para a renda decasa e comer mal...isto é a realidade!
    è pena que tantos se esforçam, quantos pais fazem sacrificios para poderem deixar seus filhos estudar e depois vêm o enredo da novela!
    Tenho esperança que isto venha a mudar,
    Até breve
    Herminia

    ResponderEliminar
  18. Oi Ca ntinho!

    Tudo der bom para esses sobrinhos, com uma tia maravilhosa!
    Mostrar aos jovens , o "mau" o mesmo "mau", pô-los atentos, nem que nos chem "chatas" e outras coisas parecidas...até^`as vezes se ouve" nunca dás bom tempo",mas o certo é que no meu entender alguma coisa lá fica...e podem viajar com alguma coisa na lembrança..
    Até breve
    Herminia

    ResponderEliminar
  19. Oi Ediney!
    Pelos filhos fazemos tudo , vamos ensinando, eles por vezes não gostam de ouvir, mas temos de os preparar, mostrando o bem e o mal, seguem depois o seu destino, mas sempre vão lembrando o que o pai ensinou, eles partem .não são nossos, mas ficamos sempre à espera ,que eles voltem e eles por sua vez sabem que têm um porto seguro.
    Até breve
    Herminia.

    ResponderEliminar
  20. Oi Eliane!
    Obrigada por ter vindo.É sempre bom esperá-la .
    Até breve
    Herminia

    ResponderEliminar
  21. Eloquente texto!
    Filhos são a razão do ser
    Amor , incomparável, imensurável incondicional o maior orgulho...iluminam nossos caminhos...
    Boa semana.
    Bj

    ResponderEliminar
  22. Oi Jacaré!
    Concordo contigo.Filhos são parte de nós ,que nunca partem, embora sejam para o mundo.
    Até breve
    Herminia

    ResponderEliminar
  23. Que eles vão...mas lembrem se sempre que somos o porto onde eles podem voltar sempre.
    Boa semana

    ResponderEliminar
  24. Oi Olavo!
    Espero que sim , que sejamos sempre o seu porto, assim os ensinamos, fizemos tudo para que isso aconteça, sabem bem , que a casa dos pais não têm chave!Até breve
    Herminia

    ResponderEliminar